Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Magia dos Cristais IV

13.04.15

textos retirados da obra: "Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais" - © Scott Cunningham, 1988

 

OLHO-DE-GATO


Energia: emissora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra


Poderes: riquezas, beleza, jogos de azar, proteção, cura


Usos mágicos:

Olho-de-gato é o nome de várias pedras diferentes, geralmente um quartzo que contém amianto verde-oliva. O olho-de-gato na antiga Ásia, todavia, era um tipo de crisoberilo.
Essa pedra, que exibe uma opalescência móvel, é auxiliar da beleza, aumentando-a e preservando a juventude. Pode-se fazer uma tintura de beleza:
encha uma jarra de vidro verde com água fresca de fonte, mergulhe um olho-de-gato e deixe ao Sol de três a seis horas. Remova a pedra e lave o rosto com essa água todos os dias, além de manter a pedra com você.
Também serve para os encantamentos de riqueza e dinheiro. A posse da pedra protege a riqueza do dono e a faz aumentar enquanto ele a tiver.
Geralmente, é mantida com o dinheiro para essa finalidade. Não só evita a ruína financeira como restaura a riqueza anterior à propriedade da pedra. O olho-de-gato traz prosperidade e é um excelente talismã para jogadores.
Para ter saúde mental, proteção, intuição e sorte use um anel de prata com um olho-de-gato. A pedra também dissolve a depressão, traz prazer e deve ser usada durante especulações financeiras.
Devido à sua aparência, também é empregada como auxiliar em doenças dos olhos.
Um encantamento para obter dinheiro com o olho-de-gato: pegue uma nota do maior valor que tiver. Esfregue-a todinha com o olho-de-gato, aí enrole-a bem firme ao redor da pedra e amarre-a com um fio verde, levando-a no bolso para aumentar seu dinheiro. Não gaste a nota enquanto o encantamento estiver funcionando.
Os assírios acreditavam que o olho-de-gato causava invisibilidade, provavelmente devido à aparência ofuscante da pedra.

OLHO-DE-TIGRE


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Metal associado: ouro


Poderes: dinheiro, proteção, coragem, energia, sorte, divinação


Saber e ritual mágico:

Os soldados romanos usavam o olho-de-tigre gravado com símbolos para se protegerem nas batalhas.


Usos mágicos:

O olho-de-tigre é uma bela pedra para promover riqueza e dinheiro. Um encantamento simples para obtê-los: energize vários olhos-de-tigre com sua necessidade de dinheiro e coloque-os ao redor de uma vela verde. Acenda-a e visualize.
Também são carregadas para proteger de todas as formas de perigo. Um cabochão em ouro cria um anel ou pingente muito protetor.
Regido pelo Sol e possuindo uma faísca de luz dourada, o olho-de-tigre é usado para reforçar convicções e criar coragem e segurança.
É uma pedra cálida, promove o fluxo da energia física pelo corpo, é também benéfica para os fracos ou doentes.
Sente-se ao ar livre num dia de sol. Segure um olho-de-tigre nas mãos e fixe seu olhar nas faíscas de luz. Acalme sua mente consciente e olhe para o futuro, ou empregue a pedra como instrumento para regressar a vidas passadas.


OLIVINA


Nomes vulgares: crisólito, chiysolithus, Lumahai (havaiano)
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Metais associados: ouro, magnetita


Poderes: dinheiro, proteção, amor, sorte


Saber e ritual mágico:

Uma tempestade selvagem bombardeava a minúscula ilha circular de Kauai. Eu enfrentei o vento pungente, passei pelas árvores paus-de-ferro e avistei a praia Lumahai, que em havaiano significa "olivina".
Imensas ondas arrebentavam perto de mim, ajoelhei-me na areia e vi milhares de cristais verdes entremeados de fragmentos de coral, lava e conchas. Um ano depois, eu me ajoelhei em Ka Lae, na Ilha Grande do Havaí, e recolhi cristais maiores de olivina da areia vermelha. Próximo dali havia praias só de olivinas.
Conversei com vários especialistas e todos discordaram entre si. A dúvida? Olivina e peridoto. As duas pedras, dizem alguns, são idênticas; outros dizem que a olivina possui um matiz mais olivastro e que o peridoto é mais verde.
As pedras, não importa sua origem, parecem ser da mesma cor, embora alguns achem que a olivina tem um verde mais escuro.
Já que a questão não está satisfatoriamente resolvida para mim, incluí ambas neste livro em itens separados.
A olivina é uma pedra verde translúcida. Sua origem é vulcânica e é encontrada no mundo inteiro. Como menciono na Parte III, foi encontrada recentemente em meteoritos.


Usos mágicos:

A olivina é uma pedra que atrai dinheiro. Circunde velas verdes com a pedra ou leve-a consigo para atrair dinheiro para sua vida.
A areia de olivina pode ser comprada nas lojas de presentes do Havaí. Se conseguir um pouco, ponha uma pitada num saquinho com dinheiro ou em seu bolso, enquanto visualiza. Aqueles que fazem parte do mundo dos negócios
podem colocar um pouco em suas escrivaninhas ou caixas-registradoras. Ou ponha seu cartão numa placa verde e cubra-o completamente com a areia de olivina. Pode empregar as pedras de olivina em todos esses rituais também.
Ela tem sido empregada para proteção já que se origina de vulcões.
Repele a negatividade que foi dirigida contra seu possuidor e muitas vezes serve de amuleto. Pedrinhas facetadas de olivina incrustadas em anéis de ouro são talismãs ideais de proteção.
O anel mencionado acima também protege contra ladrões e ajuda a criar uma visão positiva da vida.
Também é uma pedra que atrai o amor.
Finalmente, como todas as pedras verdes, é usada em encantamentos para trazer sorte.


ÔNIX


Energia: emissora
Planetas: Marte, Saturno
Elemento: Fogo
Divindade: Marte
Pedra associada: diamante


Poderes: proteção, magia defensiva, redução de desejo sexual


Saber e ritual mágico:

No passado longínquo, achava-se que a ônix fosse a manifestação de um demônio aprisionado na pedra, que acordava à noite e espalhava terror e pesadelos para quaisquer pessoas no raio de sua influência.
Também se achava que provocava discórdia entre os enamorados (embora, veja a seguir, que a razão da "discórdia" aparece se a pedra for mal utilizada).
Nas cerimônias clássicas da magia, a imagem da cabeça do deus Marte, ou a figura do herói Hércules, era gravada na ônix para se ter coragem.
É empregada para proteção, bem como defesa contra a negatividade conscientemente dirigida a você. Embora tais coisas como "ataque psíquico" ou "feitiço" sejam raras, e freqüentemente só existam na mente da "vítima", a execução de rituais defensivos pode ser psicologicamente purificadora.
Um encantamento defensivo: coloque um espelho quadrado em seu altar, ponha uma vela violeta na frente de forma que a chama se reflita no espelho.
Coloque energia defensiva em nove pedras de ônix. Uma das pedras fica a uns dez centímetros do lado direito da vela. As outras oito num semicírculo da direita para a esquerda, até que a vela esteja semicircundada com as ônix em
sua direção, porém sem nenhuma na frente do espelho. Acenda a vela, visualize a ônix recolhendo a negatividade e mandando-a para a chama da vela. Aí, veja a chama agindo como lente, concentrando a negatividade e enviando-a para dentro do espelho. O espelho é o portal do plano espiritual. A energia negativa é enviada através dele para o emissor. A proteção está concedida.
A ônix tem sido usada para reduzir o impulso sexual. Isso é perigoso porque a liberação sexual faz parte da vida natural. Quando reprimido, podem resultar doenças mentais e físicas, comportamentos anti-sociais, ilusões religiosas e mesmo tendências assassinas.
Os impulsos sexuais naturais existem para o prazer, para a união com outros seres humanos e com o divino, e para a continuidade da vida humana.
A supressão leva ao ódio, ao isolamento e à diminuição do respeito por todas as formas de vida.
Todavia, nesses tempos de contato sexual perigoso, talvez a ônix possa ser empregada para auxiliar a refrear impulsos sexuais irresistíveis. A atividade sexual, quando executada normalmente com novos parceiros (um caso por uma noite), pode viciar psicologicamente e levar à negligência de assuntos não-sexuais, problemas sexuais (impotência ou frigidez) e doenças.
Se o problema é o desejo incontrolável, deite-se totalmente vestido.
Segure uma ônix a uns cinco centímetros de sua virilha. Deixe que suas vibrações suavizadoras e espirituais o bombardeiem. Visualize a si mesmo desejando menos sexo, relembrando que a qualidade - não a quantidade - é o que interessa. Faça isso durante alguns minutos uma vez por dia - mas não por mais tempo que uma semana. Espere passar sete dias antes de repetir esse ritual.
A ônix pode ser empregada para subjugar o desejo sexual quando não há chance de satisfazê-lo com seu parceiro, como por exemplo durante longas separações, doenças ou nos últimos meses da gravidez.
Embora a masturbação possa e deva ser natural, constituindo uma liberação satisfatória, muitos de nós precisam da troca de energia com outra pessoa para um sexo prazeiroso. O treino social também nos amaldiçoou com a falsa noção de que a masturbação é suja, anormal e que causa doenças.
Se for este seu caso, e não tiver acesso a relações sexuais, acorde sua própria sexualidade ou, falhando isso, dê poderes a um pedaço de ônix, segure-o a alguns centímetros da virilha e visualize seu desejo sexual diminuindo.
Quando seu parceiro estiver novamente à disposição, estimule seu desejo sexual com um diamante ou cornalina para aproveitar o contato totalmente.
As duas técnicas acima podem ser perigosas. Não devem ser empregadas sem se pensar muito bem antes. Nunca continue usando a ônix para reprimir seu desejo sexual por mais tempo que um mês ou dois, voltando ao sexo normal em seguida.
Todavia, não deixe que essa advertência o espante do contato com a ônix.
Quando ela recebe poderes de proteção, influencia seu centro sexual de maneira diferente. O sexo está ligado à sobrevivência de nossa espécie, logo "protege" a vida. Tê-la com você, ou empregá-la em rituais de proteção, conduz a energia sexual para a pedra e dali cria proteção.
Uma alternativa segura, porém cara, para os rituais acima, exige que se possua um diamante - não importa o tamanho - incrustado em ônix. Quando o diamante (que é estimulante sexual) está cercado pela ônix inibidora, ele simboliza o controle sobre a natureza sexual.


OPALA


Energias: emissora, receptora
Planetas: todos os planetas
Elementos: todos os elementos
Divindade: Cupido
Erva associada: louro


Poderes: projeção astral, sensitividade, beleza, dinheiro, sorte, poder


Saber e ritual mágico:

Para muitos, a opala é a pedra da desgraça, da tristeza e do azar. No entanto, essa idéia moderna é falsa. Uma referência feita por Sir Walter Scott, em seu romance Anne of Gierstein, às desventuras
ligadas à opala causou essa idéia sem fundamento.


Usos mágicos:

A opala contém as cores bem como as qualidades de qualquer outra pedra. Assim, pode ser "programada" ou energizada, virtualmente, com qualquer tipo de energia e empregada nos encantamentos relacionados às necessidades mágicas.
No passado, foi empregada para criar a invisibilidade. A gema era envolta numa folha fresca de louro e levada com esse propósito.
Normalmente, as pedras (e ervas) ligadas à invisibilidade eram empregadas para promover a projeção astral, e a opala é ideal para isso. Não há espaço neste livro para descrever as várias técnicas empregadas para separar conscientemente o corpo físico do astral.
As opalas são usadas durante a projeção astral para proteção, assim como para facilitar o processo.
Também servem para recordar encarnações passadas. Segure uma opala nas mãos e fixe seu olhar nela. Mude seu foco de atenção de uma cor para outra no interior da pedra até que seja obtido o contato com a mente extra-sensorial. Uma vez que isso aconteça, vá para o passado.
A pedra é preferida por muitos para desenvolver os poderes extra-sensoriais, e muitas vezes usada em joalheria com esse propósito. Brincos são o ideal.
As opalas também são usadas para revelar a beleza interna. Um encantamento de beleza: ponha um espelho redondo no altar, ou atrás dele, de forma que você possa ver seu rosto ao se ajoelhar. Acenda duas velas verdes de cada lado do espelho, energize a opala com sua necessidade de beleza enquanto segura a pedra e fixe o olhar no reflexo. Com o bisturi de sua visualização, molde e idealize seu rosto (e corpo) na forma desejada. Depois, leve consigo a opala e dedique-se a melhorar sua aparência.
As opalas-de-fogo são geralmente empregadas para atrair dinheiro quando levadas consigo ou postas entre velas verdes acesas durante a visualização. Se você possui um negócio, ponha uma opala de fogo no prédio depois de ter-lhe dado poderes para ser um magneto que atrai clientes.
As opalas negras são apreciadas por magos e Wiccanos como pedras de poder. Geralmente empregadas em joalheria ritualística com a finalidade de aumentar a quantidade de poder despertado e liberado do corpo durante a magia.
Finalmente, devido a suas cores faiscantes e belas e sua aparência original, a opala é uma pedra que dá sorte.

PEDRA-CACHIMBO


Nomes vulgares: Inyan-sha (em sioux, inyan é "pedra" e sha é "vermelho")
Energia: emissora
Planetas: Marte, Sol
Elemento: Fogo
Erva associada: Kinnickkinnick (casca vermelha de salgueiro)


Saber e ritual mágico:

A pedra-cachimbo durante séculos foi empregada pelos índios Sioux e Omaha em rituais e magia. É uma pedra circular e curiosa, vermelho-tijolo com um buraco natural. Devido a sua cor, é sagrada. (Vermelho é a cor do sangue e, por isso, da vida.)
Para os Sioux, a pedra está ligada ao norte pois o vermelho é a cor desse ponto cardeal. Simboliza a Terra e o sangue das crianças, o povo.
Uma lenda Sioux: uma grande inundação cobriu as pradarias. Umas poucas pessoas tentaram escapar escalando uma colina mas as águas as afogaram. A colina caiu no meio das pessoas, esmagando-as e formando uma piscina de sangue. A pedra-cachimbo é o remanescente solidificado dessa piscina e é encontrada somente num lugar do mundo: em Minnesota. Essa substância não só simboliza o povo Sioux, é ele. Era e ainda é empregada para fazer cachimbos sagrados nos quais o kinnickkinnick é fumado durante os rituais.


Usos mágicos:

Se tiver a sorte de obter a pedra-cachimbo, considere-a um objeto sagrado. É correto respeitar os costumes dos Sioux e Omaha. Um pedaço pode ser colocado na bolsa de poder ou de medicamentos, ou no altar durante rituais, inclusive nos de paz. Eu nunca me atreveria a levar uma em meu corpo.


PEDRA-CRUZ


Nomes vulgares: pedra-cruz, cruz encantada
Energias: emissora, receptora


Poderes: magia dos elementos, poder dos elementos, sorte


Saber e ritual mágico:

Quando uma amiga minha voltou, depois de passar seis meses na Califórnia, trouxe entre outras maravilhas um pedaço de andaluzita. Embora seja chamada também de "cruz encantada", eu a reconheci como pedra-cruz.
Os xamãs geralmente incluem um pedaço dessa pedra em sua bolsa de poder ou de medicamentos e é o item favorito para trocar com outros durante as distribuições de objetos.


Usos mágicos:

A pedra-cruz, aparentemente um tipo de andaluzita, é encontrada em cristais brutos. Quando são abertos ou cortados, mostram um desenho de cruz simétrica alternando luz e cores escuras.
Devido à sua forma, a andaluzita é usada ou levada por aqueles que praticam magia dos elementos ou desejam equilibrar os quatro elementos em seu interior.
É usada ou colocada no altar para atrair poder durante rituais mágicos de qualquer tipo.
Como todas as pedras com desenhos ou formas originais, a pedra-cruz é usada para atrair sorte.

 

PEDRA-DA-LUA


Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água
Divindades: Diana, Selene, Ísis, todas as deusas lunares
Pedra associada: cristal de quartzo
Metal associado: prata


Poderes: amor, divinação, sensitividade, sono, jardinagem, proteção, juventude, regimes


Saber e ritual mágico:

A pedra-da-lua, um feldspato azul, branco ou rosa opalescente, está intimamente ligada à Lua no saber mágico e de tal forma que muitos a usam de acordo com as fases lunares. Alguns afirmam que é mais potente durante a Lua crescente e menos durante a minguante. Todavia, outros a empregam em rituais divinatórios justamente durante seu aparente desaparecimento.
Essa pedra tem sido dedicada há muito tempo às deusas da Lua. As jóias para os rituais Wiccanos são, muitas vezes, feitas de prata e pedra-da-lua. Um bastão da lua pode ser feito com um tubo de prata tendo na ponta uma grande
pedra-da-lua e ser usado em rituais mágicos.


Usos mágicos:

Essa pedra é receptora e atrai o amor. Use-a, ou leve-a consigo, para trazer o amor para sua vida. Numa noite de Lua Cheia e à sua luz, ponha cabochões de pedra-da-lua ao redor de uma vela cor-de-rosa, acenda-a e visualize-se num relacionamento amoroso.
Também é apreciada pela capacidade de resolver problemas entre enamorados, principalmente aqueles que tenham brigado amargamente.
Segurando uma, energize-a com vibrações de amor e a dê a seu parceiro aborrecido. Melhor ainda, compartilhem esse ritual e troquem pedras.
Devido a suas associações com a Lua, aquela que traz o sono, muitas vezes é deixada debaixo do travesseiro ou se usam contas na cama para garantir um sono repousante.
Como a malaquita e o jade, a pedra-da-lua é associada à jardinagem. Use-a ao plantar, regar ou enterre uma pedra pequena, visualizando seu jardim fervilhando de fertilidade. Para que uma árvore dê muitos frutos, amarre uma pedra-da-lua num dos galhos.
Ela também é suavemente protetora. Porque a Lua parece viajar no zodíaco, é a pedra do amuleto protetor do viajante. Tenha-a consigo quando estiver longe de casa, principalmente viajando sobre a água. É um perfeito presente para marinheiros de vocação ou não, e para amigos que partem em cruzeiros. Energize a pedra com proteção antes de presenteá-la. Anéis com pedra-da-lua podem ser usados para se proteger na água enquanto estiver
nadando.
Um velho ritual para determinar eventos futuros pode ser executado pelo menos três dias antes da Lua Cheia. Segure uma pedra com as mãos e visualize um possível acontecimento futuro. Por exemplo, a venda de uma casa ou a aceitação de um novo emprego. Coloque a pedra sob a língua e continue a visualização. Depois de alguns instantes, remova-a e termine seu esforço consciente para reter a imagem. Se ela permanecer ou seus pensamentos continuarem a girar em torno do possível evento, é um evento favorável. Se sua mente passar para outros assuntos, é melhor tomar outro caminho. Se ficar em dúvida, repita o ritual.
Contas ou pingentes de pedra-da-lua são usados durante atos divinatórios e produzem sensitividade em geral. Os sensitivos mantêm essas pedras com suas cartas de Tarô ou runas para intensificar sua capacidade de usar tais
instrumentos. Faça um círculo com essas pedras ao redor da esfera de cristal de quartzo antes da leitura.
É também empregada em rituais com a finalidade de recuperar ou manter uma aparência e atitude jovens (a atitude é mais convincente do que as aparências).
Se está tentando perder peso, talvez ela possa ajudar. Não faça regime, reprograme seus hábitos alimentares. Alimente-se com refeições leves a intervalos regulares, evite açúcares e gorduras, consuma menos carne vermelha, coma bastante verduras frescas ou cozidas no vapor e frutas frescas, e use uma pedra-da-lua energizada.
Três noites depois da Lua Cheia, fique nu na frente de um espelho em luz brilhante. Estude seu corpo cuidadosamente, usando outro espelho, se necessário. Para executar essa magia com sucesso, você precisa se conhecer, aceitar seus defeitos e permitir-se mudar.
Seja brutal com sua auto-análise visual. Veja as áreas que deseja reduzir em seu corpo. Visualize uma nova pessoa em você, mais magra, que controla o que come, completamente viva. Segure uma pedra-da-lua em sua mão emissora enquanto visualiza seu corpo e a disciplina que deseja possuir. Esfregue a pedra nas áreas problemáticas do corpo, por cima daquelas que têm excesso de gordura; visualize-a derretendo e indo embora. Passe-a por sua cabeça para ajudá-lo a controlar seus ataques de fome por alimentos gordurosos e não-saudáveis.
Finalmente, tenha a pedra com você o tempo todo. Quando sentir vontade de comer comidas gordurosas, pegue a pedra com a mão receptora, respire fundo por dez segundos, expulse a imagem do alimento de sua mente, e agarre um pêssego suculento ou um palito crocante de cenoura.


PEDRA-DO-SOL


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Pedra associada: pedra-da-lua
Metal associado: ouro


Poderes: proteção, energia, saúde, energia sexual


Saber e ritual mágico:

Existem pelo menos duas pedras com o nome de pedra-do-sol. Uma é um tipo de quartzo translúcido que possui um matiz ligeiro de laranja. Essa é a pedra-do-sol do Oregon.
Antigamente, uma forma de feldspato importado da Índia era conhecido por esse nome. De certa forma, se assemelha a uma opala laranja com uma faísca ardente multicolorida. Essa é a única usada em magia no passado.
Na Renascença, essa pedra era freqüentemente associada ao Sol devido a seus tons brilhantes de laranja-dourado. Era incrustada em ouro e usada para trazer as influências do Sol para o mago.
Simbolicamente, a pedra-do-sol é ligada à pedra-da-lua.


Usos mágicos:

Quando estava pesquisando para este livro, encontrei várias referências a essa pedra, mas nenhuma informação concreta. Finalmente, numa exposição de pedras, encontrei um negociante que tinha algumas: a pedra-do-sol do tipo antigo, aquela de feldspato. Disse-lhe que nunca as tinha visto antes e ele comentou que as tinha comprado há vinte anos. Eram lindas e eu as trouxe ansiosamente para casa.
A pedra-do-sol, como a maioria das pedras brilhantes e com reflexos, é protetora. Coloque uma de frente para uma vela branca em casa para espalhar as energias protetoras na casa toda.
Colocada numa bolsa de ervas curativas, reforça as energias destas.
Também é levada para fornecer energia física extra ao corpo durante tempos de tensão ou de falta de saúde.
Se usada próximo à região sexual, estimula a excitação e aumenta a energia sexual.
Infelizmente, seu emprego em magia parece ter sido esquecido e nenhum livro moderno de magia com pedras refere-se a ela, mesmo que só de passagem. Se encontrar uma pedra-do-sol, guarde-a como um tesouro.


PEDRA-POMES


Energia: emissora
Planeta: Mercúrio
Elemento: Ar


Poderes: auxilia no parto, expulsão, proteção


Usos mágicos:

A pedra-pomes, um produto vulcânico, é uma substância curiosa. Leve e áspera ao toque (existe um sabão que conteria pedra-pomes para ajudar a limpar mãos sujas), também possui a propriedade única de flutuar na água.
Houve um tempo em que era pressionada nas mãos das parturientes para auxiliar na passagem da nova vida para o mundo exterior.
Um encantamento de expulsão: pegue um pedaço de pedra-pomes e segure-o em sua mão emissora. Visualize o problema do qual deseja se livrar: um vício, emoção negativa, mal físico ou amor não correspondido. Enquanto
segura a pedra, por meio da visualização envie a energia que está na raiz do problema para dentro da pedra. Você pode imaginar colunas de fumaça espessa e negra, com a consistência de melaço, fluindo para a pedra leve e porosa. Depois jogue-a num lago, rio, mar ou qualquer lugar com água.
Conforme ela atinge a água, libera o problema e suas causas naquele elemento. Flutuando na superfície, ela reforça sua capacidade de "elevar-se acima" de qualquer condição negativa.
Se não tiver acesso a grandes quantidades de água, encha uma bacia ou balde grande e execute o ritual, jogando a água e a pedra na terra nua.
A pedra-pomes também pode ser colocada no altar durante a magia de proteção ou em casa como um amuleto absorvente. Dê-lhe poderes para ser capaz de absorver a negatividade.


PERIDOTO


Nomes vulgares: crisólito, crisólita, peridoto
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Metal associado: ouro


Poderes: proteção, saúde, riqueza, sono


Usos mágicos:

Como foi mencionado no item "olivina", essas duas pedras são quase idênticas. Um especialista me disse que a única diferença entre o peridoto e a olivina era que a segunda vinha do Havaí.
O peridoto, para ser mais eficaz em magia, deve ser incrustado em ouro.
Constitui um amuleto protetor caro e belo, que os antigos diziam proteger de feitiços, ilusões e terrores noturnos, bem como do universalmente temido mau-olhado. Este termo é geralmente definido como sendo um ataque psíquico de inveja consciente ou inconsciente.
Embora associado ao Sol, por muito tempo eu o atribuí a Vênus aqui porque parece mais adequado a esse planeta.
O peridoto era usado ou empregado para fins gerais de cura. Várias fontes dizem que xícaras ou outros vasilhames feitos de peridoto eram usados na cura porque líquidos medicinais bebidos deles eram mais eficazes.
Promove a cura de picadas de insetos e ajuda nos problemas do fígado.
A pedra também é usada para atrair o amor, bem como acalmar a raiva.
Útil para amenizar o nervosismo e dispersar todas as emoções negativas. Por acalmar o sistema nervoso, também ajuda a dormir se usado na cama. Tais empregos datam pelo menos dos tempos dos antigos romanos, quando os
anéis de peridoto eram usados para mitigar a depressão.
Seu tom profundamente verde sugere o uso em encantamentos para atrair riqueza. Além disso, todos os usos mágicos atribuídos à olivina aplicam-se ao peridoto.

 

ver também: magia dos cristais I  magia dos cristais II   magia dos cristais III   magia dos cristais V

Autoria e outros dados (tags, etc)



Espaço sobre espiritualidades e o mundo mistico em geral

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo