Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Magia dos Cristais V

15.04.15

textos retirados da obra: "Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais" - © Scott Cunningham, 1988

 

PÉROLA


Nomes vulgares: Margan (Pérsia antiga), Neamhnuid (gálico)
Energia: receptora
Planeta: Lua
Elementos: Água, Akasha
Divindades: Ísis, Afrodite, Freya, Vênus, Lakshmi, Diana, Netuno, Posêidon; todas as divindades oceânicas, embora a pérola seja particularmente orientada por deusas; também associada às deusas celestes
Metal associado: prata
Pedra associada: rubi


Poderes: amor, dinheiro, proteção, sorte


Saber e ritual mágico:

A pérola, como o âmbar, o azeviche, os fósseis, a madrepérola e outras, é produto de uma criatura viva. Já que a ostra precisa ser morta para se remover a pérola, alguns acreditam que existe um pesado
débito para aqueles que se dedicam ao comércio de pérolas ou que as usem ou empreguem.
A escolha é sua: use pérolas em magia se pode tê-las, ou não use. Ao apresentar estas informações tradicionais em magia, recolhidas ao redor do mundo, não estou certamente recomendando seu emprego.
O folclore popular, que considera as pérolas como portadoras de má sorte, pode estar ligado à violência existente em sua coleta. Você saberá intuitivamente se pode usá-las ou não. Eu não o faço, e não só porque não posso comprá-las.
O aparecimento inesperado e dramático da pérola dentro da ostra há muito inspira o saber religioso e mágico, embora em algumas partes do mundo as pérolas sejam consideradas um inconveniente para os que se
alimentam de ostras.
Misticamente, elas simbolizam a Lua, a Água, o centro da criação e o universo.
Outrora incrivelmente caras, todas as pérolas hoje em dia são virtualmente "cultivadas" pelos japoneses e custam menos. Pérolas naturais não existem mais à venda, exceto aquelas com mais de cem anos.
Infelizmente, as pérolas cultivadas, produzidas pela inserção de um pedaço de concha redonda dentro da ostra viva, são predominantemente conchas, não pérolas e não são magicamente potentes como as naturais. Mas seu emprego
mágico continua.
As pérolas de água fresca, produzidas no Japão e EUA, têm basicamente as mesmas qualidades daquelas do mar.
Mitologicamente, eram dedicadas pelos romanos à Ísis depois que seu culto foi importado do Egito. Eram usadas para se obter favores da deusa.
Na religião saxônica antiga, achava-se que fossem lágrimas congeladas de Freya, e a deusa na Síria antiga era chamada de Senhora das Pérolas. Em toda a região do Mediterrâneo, foram associadas a várias manifestações das
deusas, resumo de tudo que é feminino, criativo e nutriente, o aspecto feminino da divindade.
Já se acreditou que fossem gotas de chuva engolidas pelas ostras. Na China antiga, dizia-se que as pérolas tinham caído do céu quando os dragões lutavam nas nuvens (tempestades). Dragões e pérolas estão intimamente
ligados no pensamento chinês.


Usos mágicos:

As pérolas estão intimamente relacionadas à Lua, tanto que alguns as usam em magia somente à noite, durante o domínio lunar.
Devido a essa conexão, elas são geralmente usadas por mulheres e raramente por homens.
Há muito são empregadas na magia do amor para espalhar vibrações amorosas. Na Índia, as mulheres as usam como seguro mágico para um casamento feliz.
Um encantamento simples para ter dinheiro: compre uma pérola barata, a mais barata que achar. Depois de ter-se sintonizado com ela, e agradecido o sacrifício da ostra, segure-a firmemente na mão e visualize o dinheiro entrando em sua vida. Veja-se usando-o com sabedoria. O dinheiro é energia, e energia desperdiçada deixa-lhe pouco em troca.
Ainda visualizando, jogue a pérola num rio, no mar ou em qualquer água em movimento. Conforme a pérola contata o elemento, começa o processo de manifestação de sua necessidade.
Esse encantamento antigo foi executado outrora de um modo ligeiramente diferente: a pérola era jogada numa pilha de lixo como um ato de magia empática. Naturalmente, qualquer um que pode jogar pérolas fora é rico. O ato criou magicamente a condição desejada.
Em toda a região do Oceano Pacífico, as pérolas são empregadas pelos nadadores e mergulhadores como um protetor mágico contra ataques de tubarão. Também é um potente protetor do lar para evitar o fogo.
Para atrair sorte e boa fortuna, monte pérolas ao redor de um rubi e use-o.
Em diferentes épocas e lugares do mundo, elas também foram usadas para se ter longevidade, promover a fertilidade, repelir os demônios, preservar a saúde, instilar coragem e dar força física.
São encontradas em matizes diferentes. Cada cor, é claro, tem seu uso específico em magia. As pérolas negras, como as de tom azul, trazem sorte para o dono; as cor-de-rosa são usadas para se ter uma vida fácil e confortável; as amarelas, para os hindus, trazem riqueza, e as vermelhas, inteligência.


RODOCROSITA


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo


Poderes: energia, paz, amor


Usos mágicos: Essa bela pedra cor-de-rosa é empregada para se obter energia extra durante épocas de muita atividade física.
Também reconforta as emoções e o corpo, retirando a tensão. Para um banho relaxante, ponha um pedaço de rodocrosita na banheira ou tenha a pedra consigo no banho.
Embora possa contrariar o primeiro uso mágico aqui exposto, lembre-se de que é a sua energização da pedra que a sintoniza com sua necessidade mágica.
A rodocrosita também é usada para atrair o amor.


RODONITA


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo


Poderes: paz, anticonfusão


Usos mágicos:

Tenha uma rodonita com você para ser calmo, livrar-se de confusões, dúvidas e incoerências.
Também é uma pedra ótima para fechar os centros psíquicos.
Essa pedra avermelhada, geralmente com veios negros, também promove o equilíbrio no interior do mago, xamã ou Wiccano que trabalha com pedras.


RUBI


Nome vulgar: carbúnculo
Energia: emissora
Elemento: Fogo
Divindades: Buda, Krishna


Poderes: riqueza, proteção, poder, alegria, antipesadelos


Saber e ritual mágico:

Há séculos atrás, o rubi em forma de cabochão de um tipo especial era conhecido como "carbúnculo". Não existe pedra com esse nome, embora muitos livros mencionem o carbúnculo como uma pedra em separado. É apenas um outro exemplo da história confusa das gemas!
Essa bela pedra era considerada a oferenda mais perfeita a Buda (China) e a Krishna (Índia).
Uma crença bastante difundida: sonhar com rubis indica sucesso próximo nos negócios ou em assuntos de dinheiro. Se um jardineiro ou agricultor tiver esse sonho, o rubi indica boa colheita.
É uma das muitas pedras que se acredita escurecer quando o perigo ou a negatividade se aproxima de seu dono ou quando há ameaça de doença. Se isso foi fisicamente visível, simbólico ou uma mudança real na cor ou na claridade da pedra não se sabe, mas trata-se provavelmente de um fenômeno de sensitividade. Nesse sentido, o rubi pode ser usado como um instrumento de leitura como a maior parte das pedras transparentes.


Usos mágicos:

Os rubis são pedras preciosas de verdade. Exemplares perfeitos de um vermelho sangüíneo são escandalosamente caros.
Os rubis de grau inferior, sem a qualidade de gema, encontram-se a um custo nominal e podem ser empregados em magia.
Na magia do século XIII, eram pedras estabelecidas como portadoras de riqueza. Eram principalmente eficazes se gravadas com a imagem de um dragão ou de uma serpente antes do uso.
A magia antiga na Índia afirma que a posse de rubis auxilia o dono a acumular outras pedras preciosas, talvez devido aos poderes dessa pedra de induzir qualidades de fartura.
Usado no corpo, concedia invulnerabilidade ou proteção contra todos os inimigos, espíritos maus, negatividade, pragas, enfeitiçamento (manipulação mágica) e carestia. Também era um mascote especial de soldados, protegendo-os de ferimentos durante a batalha. Basicamente, o rubi reforça o sistema próprio de defesa sensitiva do corpo quando é usado.
Guarda das tempestades e da negatividade em casa, principalmente se esta for tocada por ele nos quatro cantos externos.
Da mesma forma, tocar as árvores ou os limites do jardim os protege magicamente de raios e de tempestades violentas.
Regido por Marte, é usado durante rituais para aumentar as energias disponíveis para o mago ou colocado no altar ao lado de uma vela vermelha para dar energia a você quando se sentir enfraquecido ou esgotado.
Na mesma linha de influência mágica, ter um rubi consigo aumenta o calor do corpo.
Jóias com incrustações de rubis expulsam a tristeza e os padrões negativos de pensamento. Também produz alegria, reforça a força de vontade e a segurança, além de acabar com o medo.
Colocado debaixo do travesseiro, ou usado na cama, garante um sono repousante, sem ser perturbado por pesadelos.
Rubis astéricos, aquelas pedras que possuem uma estrela natural de seis pontas, são considerados particularmente poderosos em proteção e em outras formas de magia, já que se achava que um espírito habitasse o interior da pedra. Também são empregados como instrumentos de divinação ao se fixar o olhar nas linhas cruzadas de luz.

SAFIRA


Nomes vulgares: pedra sagrada, safira astérica: Astrae
Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água
Divindade: Apoio


Poderes: sensitividade, amor, meditação, paz, magia defensiva, cura, poder, dinheiro


Saber e ritual mágico:

Os gregos identificavam a safira com Apoio e a pedra era usada ao se consultar os oráculos, como o famoso de Delfos.

 

Usos mágicos:

Essa pedra é empregada para estimular o terceiro olho com a finalidade de expandir a percepção extra-sensorial. O antigo costume grego acima mencionado parece indicar que eles já conheciam a capacidade da safira de abrir a mente subconsciente.
Também funciona como guardiã do amor, ou seja, promove a fidelidade e sintoniza os sentimentos entre os enamorados. Antigamente, também era usada para expulsar a inveja, estimular as interações sociais positivas e
reconciliar inimigos. Pode ser empregada para todos esses fins em qualquer tipo de relacionamento, não apenas conjugal.
Seu uso, outrora, para promover a castidade, pode ser explicado pelo fato a castidade ser a ausência da atividade sexual fora de um relacionamento estável. As safiras astéricas seriam especialmente eficazes para atrair ou induzir o amor.
Ela tem um azul profundo suavizante e é empregada durante a meditação ou a contemplação para expandir a sabedoria. Quando você a usa, promove a paz. O autor dos pseudo-manuscritos de Albertus Magnus em fins de 1300
afirmava que essa pedra refresca o "calor interno", ou seja, a raiva.
Seu emprego na magia defensiva data da antigüidade. Vista como "espantadora de demônios e do mal", hoje está em jóias protetoras e nos rituais tem o objetivo de devolver a negatividade a seu remetente.
Um outro poder atribuído à safira é sua legendária capacidade de defender seu dono da escravidão. Atualmente, é favorecida por aqueles envolvidos em assuntos legais e processos, possivelmente por expulsar a fraude. A pedra só funciona se seu dono estiver certo.
É empregada na cura do corpo, principalmente dos olhos, cuja visão é melhorada por sua presença. Também reduz as febres e, quando pressionada na testa, suspende a hemorragia nasal.
Safiras também são usadas como protetores gerais da saúde, pois, quanto mais forte e saudável o corpo, menor a chance de "espíritos maus" (doenças, infecções) causarem danos.
Num trabalho antigo de Bartholomaeus está dito que "também as bruxas amam bastante essa pedra, pois acreditam que pode efetuar maravilhas". É empregada em rituais para reforçar a capacidade do mago de retirar e enviar poder.
Geralmente usada em jóias, também existem em rituais para atrair dinheiro e riquezas. Na magia cerimonial antiga gravava-se a imagem de um astrolábio para ampliar a riqueza.
As safiras astéricas são consideradas mais potentes para qualquer desses usos em magia.


SAL


Energia: receptora
Elemento: Terra
Divindade: Afrodite
Erva associada: Ki ou Ti (Cordyline terminalis)


Poderes: purificação, proteção, centramento, dinheiro


Saber e ritual mágico: O sal tem sido uma substância sagrada há muito tempo. Encontrado em minas no solo ou evaporado da água do mar em bacias rasas, está intimamente ligado à vida e à morte, à criação e à destruição, aos aspectos feminino e masculino das energias da Terra.
É um mineral de estrutura cristalina e por isso tem seu lugar nesse livro.
Examine o sal no microscópio. É composto de cubos regulares de seis lados.
Essa estrutura quadrada relaciona o sal à Terra.
Seu uso na religião é antiquíssimo. Era freqüentemente oferecido às divindades, considerado aceitável devido à sua escassez e pureza. Em algumas partes do mundo, como na Roma antiga e na Abissínia, o sal era usado como moeda.
O sal é necessário à vida e, no entanto, seu excesso causa a morte. Da mesma forma, salgar os campos destrói sua fertilidade. Ele é esterilizador, purificador e limpador.
Sendo relacionado ao elemento Terra (bem como à água do mar, que é a combinação dos dois elementos), é um instrumento poderoso de magia. A água salgada é algumas vezes empregada como o substituto mágico do sangue, quando este é necessário em velhos rituais. (NOTA: qualquer substituto do sangue, como vinho de maçã ou ovos frescos fertilizados, pode ser empregado nos rituais dessa natureza. Cortar as veias é desnecessário, um costume mágico perigoso, e sacrificar quaisquer formas de vida é inútil e provoca o inferno em seu karma. Além disso, você
gostaria de ser sacrificado no ritual mágico de outrem? A única exceção é o sangue menstrual que é usado na magia e em mistérios femininos contemporâneos como o era no passado.)
No Havaí contemporâneo, muitos ainda seguem o velho ritual de misturar o sal alae (sal de rocha, coberto de solo vermelho rico em ferro) com a água. Essa mistura é pulverizada com uma folha de ki ou ti sobre pessoas, estruturas e prédios com finalidades purificatórias.
Os mexicanos, ainda interessados na magia, muitas vezes penduram em suas casas e ambientes de trabalho uma grande coroa de alho ou babosa (aloe vera), aos quais se prendem pacotinhos de sal para espalhar proteção e atrair
dinheiro.


Usos mágicos:

O sal é um ótimo material para centramento e limpeza. Para purificar gemas, coloque-as numa vasilha com sal e deixe-as aí por cerca de uma semana.
Adicione um pouco de sal à sua água de banho. Isso cria uma mudança alquímica - você converteu o sólido (sal) em líquido. Banhe-se nessa mistura para criar uma mudança semelhante em você. Visualize suas dúvidas, preocupações, doenças (se tiver alguma) e todas as energias negativas que a atormentam deixando seu corpo, entrando na água, onde são neutralizadas.
Se preferir banho de chuveiro, ponha uma pequena quantidade de sal de rocha e um meio punhado de hissopo (Hyssopus officinalis) numa esponja de banho e esfregue seu corpo.
Para proteger o lar, espalhe sal energizado nos cantos de cada cômodo, visualizando a esterilização e a queima da negatividade.
Polvilhe sal a seu redor formando um círculo no chão, visualize as energias do sal espalhando-se para dentro da terra e acima de você para formar uma esfera de luz branca brilhante. O interior desse círculo é o local perfeito para executar magia defensiva ou protetora.
Experimentar sal deixa-o com os pés na terra, fechando seus centros psíquicos (se estiver trabalhando para despertar sua mente sensitiva, evite o sal em sua dieta), sendo também um ato de purificação e de proteção.
Se tiver necessidade de concentrar suas energias e atenção tendo uma abordagem da vida de "luz no fim do túnel", tenha com você uma bolsinha verde com sal. Isso é principalmente importante para aqueles que tendem a se
concentrar somente no espiritual e negligenciam as necessidades físicas.
O sal de rocha também é adicionado aos talismãs para atrair dinheiro, e usado nos encantamentos com o mesmo fim. Um encantamento para se ter riqueza usando o sal: em seu altar, ou numa grande superfície, despeje sal para formar um pentagrama (estrela com cinco pontas).
Energize uma vela verde com vibrações que atraiam dinheiro e coloque-a num castiçal no centro do pentagrama.
Acenda a vela. Em seguida, energize pedras que atraiam dinheiro. Ponha uma em cada ponta. Use pedras como: olho-de-tigre; peridoto/olivina; jade; magnetita; opala; pirita ou outra de cor verde.
Cinco pedras iguais ou qualquer combinação delas serve. Conforme as coloca no lugar, começando na ponta superior do pentagrama, diga algo como:
Eu coloco esta pedra para atrair dinheiro.
Deixe a vela queimar de dez a treze minutos, enquanto você se acomoda diante dela para visualizar.
Repita todos os dias durante uma semana. Então, ponha o sal numa bolsinha verde, acrescente as pedras e as gotas derretidas da vela e tenha-a com você para continuar a atrair dinheiro. Quando sentir que o encantamento se realizou totalmente, jogue o sal em água corrente (da torneira, se não tiver nada melhor), enterre a cera e limpe as pedras. Está pronto.


SARDO


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo


Poderes: amor, proteção, coragem, auxilia no parto Usos mágicos: O sardo é uma variedade amarelo-avermelhada ou castanha do quartzo, relacionado à cornalina. Acha-se que seja mais eficaz na magia com mulheres do que com homens.
No século XIV, era gravada com a imagem de uma parreira (simbolizando a energia masculina) e uma hera (energia feminina). Era usada pelas mulheres para atrair amor e boa sorte. Regida por Marte e de cor avermelhada, o sardo também é empregado em rituais de proteção e para dominar encantamentos negativos (feitiços), bem como promover a coragem.
A coragem, que é saber que você pode encarar qualquer situação, é criada pelo reforço da autoconfiança e também da projeção de poder pessoal pelo corpo.
Outrora, o sardo era presenteado às mulheres em trabalho de parto para facilitar o nascimento.

SARDÔNICA


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo
Divindade: Marte
Metais associados: prata, platina, ouro


Poderes: proteção, coragem, felicidade conjugai, eloqüência, paz, sorte


Usos mágicos:

A sardônica é a calcedônia com camadas de sardo castanho.
Empregada em rituais protetores e usada para promover a coragem e a intrepidez. Na Roma antiga, gravava-se a figura de Hércules ou do deus Marte na pedra para esta última finalidade.
É empregada para promover boas relações entre enamorados e casais, acabando com brigas domésticas e estimulando a comunicação.
Também serve para a eloqüência, principalmente para os advogados e aqueles que falam em público. Assim, as jóias com sardônica podem ser usadas nos tribunais para garantir que o testemunho do usuário seja claro e conciso.
Próximo ao coração, alivia a depressão e o desânimo, produzindo paz e alegria.
Outrora, era gravada com a cabeça de uma águia, incrustada em prata, platina ou ouro para trazer sorte.


SELENITA


Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água


Poderes: reconciliação, energia


Usos mágicos:

A selenita é um mineral transparente, em camadas, superficialmente parecido com a calcita.
Seu nome deriva de Selene, a deusa antiga da Lua. É trocada entre enamorados para a reconciliação.
A pedra também é usada para fornecer energia física ao corpo.


SERPENTINA


Nome vulgar: Za-tu-mush-gir (assírio)
Energia: emissora
Planeta: Saturno
Elemento: Fogo


Poderes: proteção, lactação

Usos mágicos:

As referências acima relativas à energia, planeta e elemento são suposições, pois existe muito pouca informação sobre essa pedra.
Na antiga Assíria, faziam-se sinetes com ela para que os deuses e deusas enviassem bênçãos duplas.
Também era usada ao redor do pescoço por mulheres que amamentavam para regular a provisão de leite.
Seu emprego principal era a defesa de criaturas venenosas como cobras, aranhas, abelhas, escorpiões e outros insetos e répteis.
Isso parece inútil, mas pense de novo. Você já foi acampar nas montanhas ou caminhar em áreas arborizadas na primavera? E as expedições para coletar pedras no deserto?
Quando deixamos nosso ambiente artificial (nossas casas) estamos sujeitos à natureza e a todas as suas manifestações, incluindo criaturas que mordem e picam para defender seu território e suas vidas. Não fique bravo -
leve consigo um pouco de serpentina enquanto estiver atravessando bosques ou explorando a natureza. Talvez você possa evitar tais contratempos.


SÍLEX


Nomes vulgares: pedra-de-raio, golpe-de-elfo, golpe-de-duende,
flecha-de-duende, pedra-serpente
Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo
Metal associado: prata


Poderes: proteção, cura, divinação


Saber e ritual mágico:

Sílex, um termo aplicado vagamente a variedades de quartzo opaco, era largamente empregado nos rituais religiosos e mágicos pelos índios americanos. Entre os iroqueses, por exemplo, era conjurado pelos xamãs antes dos tratamentos medicinais.
Um dos primeiros artigos comercializados entre os povos primitivos, o sílex servia para fazer lâminas.
Facas antigas de sílex, encontradas em toda a Europa, eram e ainda são usadas como amuletos protetores. Eram conhecidos pelos nomes de "pedra-de-raio" e "golpe de elfo", o que demonstra que suas origens há muito permanecem desconhecidas.
Os irlandeses faziam facas de sílex e prata, levando-as com eles para defendê-los de "fadas" malévolas. Na Escandinávia, as facas de sílex eram às vezes reverenciadas como "deuses" da família. Vertia-se cerveja e manteiga derretida sobre as mesmas, algo parecido com o que se faz com as estátuas sagradas na Índia contemporânea.

 

Usos mágicos:

Como foi mencionado acima, os instrumentos antigos de sílex eram amuletos protetores.
São particularmente poderosos quando colocados acima da porta.
Se conseguir uma faca antiga de sílex (ou uma réplica moderna), ponha-a no altar ou segure-a durante rituais de proteção.
Ele é empregado atualmente no Brasil para descobrir ouro, água, gemas e outros tesouros do subsolo.
Eis um encantamento moderno com sílex: para acabar com uma dor de cabeça, risque um sílex várias vezes. Conforme as faíscas voam, visualize a dor viajando para fora de sua cabeça, entrando nas faíscas e se dissipando com elas.


SODALITA


Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Água


Poderes: cura, paz, meditação, sabedoria


Usos mágicos:

A sodalita é uma pedra de azul profundo com veios brancos.
Muitas vezes é confundida com o lápis-lazúli, mas não possui as pintas douradas da pirita de ferro contida nesta última.
Na cura, é usada principalmente nas doenças de origem emocional ou causadas pela tensão, nervosismo, raiva ou medo.
Use-a ou esfregue-a no corpo para dispersar o medo e a culpa, acalmar a mente, relaxar o corpo e aliviar a tempestade interior.
É uma ótima pedra para meditação e, se usada conscienciosamente, promove a sabedoria.


SUGILITA


Energia: receptora
Planeta: Júpiter
Elemento: Água


Poderes: sensitividade, espiritualidade, cura, sabedoria


Usos mágicos:

A sugilita é uma pedra relativamente nova, seus usos em magia também, e muita pesquisa e experimentação está sendo feita atualmente.
E uma pedra arroxeada, densa, cara e de bom peso.
Parece facilitar a percepção extra-sensorial quando usada ou empregada.
Como a maioria das pedras violeta, é empregada na cura. Também pode ser contemplada ou usada durante a meditação para aumentar a consciência do mundo espiritual e a obtenção da sabedoria.


TOPÁZIO


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Divindade: Ra
Metal associado: ouro
Pedra associada: olho-de-tigre


Poderes: proteção, cura, perda de peso, dinheiro, amor


Saber e ritual mágico:

As pedras que conhecemos por peridoto e olivina no passado distante chamavam-se topázio.
Era usado outrora para se conseguir a invisibilidade.


Usos mágicos:

O topázio é outra das gemas empregadas com a finalidade de proteção. Considerada específica para inveja, intriga, doença, ferimentos, morte súbita, feitiçaria, magia negativa e loucura. Achava-se que era bastante eficaz quando incrustada em ouro e presa no braço esquerdo.
Usada para aliviar a depressão, a raiva, o medo, a avareza, a exaltação e todas as emoções perturbadoras. Deixada em casa, é um amuleto contra fogo e acidentes. Debaixo do travesseiro, ou utilizada ao dormir, o topázio rechaça
pesadelos e acaba com o sonambulismo.
Empregada também para aliviar as dores do reumatismo e da artrite bem como regular o sistema digestivo. Talvez seja por isso que a pedra é usada para perder peso.
Conhecida como "amante de ouro", é usada para trazer riqueza e dinheiro. Combinada com uma quantidade igual de olho-de-tigre, energize-os e coloque-os ao redor de uma vela verde. Queime-a e visualize.
Trazer consigo um topázio atrai o amor.


TURMALINA


Energia: várias 
Planeta: vários
Elemento: vários


Poderes: amor, amizade, dinheiro, negócios, saúde, paz, energia, coragem, viagem astral

Usos mágicos:

A turmalina era desconhecida dos antigos magos e atualmente ainda é pouco usada, embora sua popularidade esteja crescendo.
É uma pedra única sob vários aspectos. É transparente quando vista do lado do cristal, opaca de qualquer extremidade. Quando aquecida ou esfregada para criar fricção, polariza-se, ou seja, uma extremidade ficará positiva e
atrairá cinzas e partículas minúsculas leves, ficando a outra negativa.
É encontrada numa variedade de cores, cada uma com seus atributos mágicos. Alguns cristais possuem dois ou três matizes.


Turmalina rosa: Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Água. A turmalina rosa atrai o amor e a amizade. Use-a para promover a simpatia dos outros.


Turmalina vermelha (rubelita): Energia emissora. Planeta Marte.
Elemento Fogo. A rubelita, ou turmalina vermelha, é usada para trazer energia para o corpo e também em rituais protetores. Promove a coragem e reforça a força de vontade.


Turmalina verde. Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Terra.
Essa pedra é usada para atrair dinheiro e sucesso nos negócios. Coloque uma em seu cofrinho ou porta-níqueis. A turmalina verde também estimula a criatividade.


Turmalina azul (indicolita): Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Água. Use-a para livrar-se das tensões, para ter paz e um sono repousante.


Turmalina negra (schorl): Energia receptora. Planeta Saturno. Elemento Terra. Geralmente quebradiça demais para jóias, raramente se encontra à venda. Empregada em centramento e para representar a Terra nos encantamentos relativos a esse elemento. Também é protetora, pois absorve a negatividade quando energizada com esse fim por meio da visualização.


Turmalina melância: Energias emissora e receptora. Planetas Marte e Vênus. Elementos Fogo e Água. A turmalina melância tem o interior vermelho ou rosa cercado de verde, Uma turmalina melância quebrada ou fatiada parece-se muito com a fruta que lhe dá o nome. Usada para equilibrar as energias emissoras e receptoras (masculinas e femininas) dentro do corpo.
Também atrai o amor e funciona melhor para esse fim quando usada por pessoas equilibradas.


Quartzo turmalinado: Energia receptora. Planeta Plutão. Use-a ou coloque-a debaixo do travesseiro para promover a projeção astral. Ou obtenha uma bola de quartzo turmalinado e, fixando o olhar nela, acalme a mente e projete seu corpo astral no cristal.

TURQUESA


Nomes vulgares: Fairuz (pedra da sorte, em árabe), pedra turca, pedra da
Turquia, Thyites (grego antigo), pedra-de-Vênus, talismã do cavaleiro
Energia: receptora
Planetas: Vênus, Netuno
Elemento: Terra
Divindades: Hathor, Buda, Grande Espírito (índios americanos)
Metal associado: ouro


Poderes: proteção, coragem, dinheiro, amor, amizade, cura, sorte


Saber e ritual mágico:

A turquesa é uma pedra sagrada para muitas tribos americanas. Os navajos usam-na bruta, juntamente com o coral, para criar pinturas na areia a fim de provocar a chuva sobre a terra ressecada. Outros nativos do sudoeste americano e do México a colocam em túmulos para guardar os mortos.
Os pueblos enterram a turquesa debaixo do chão como oferenda às divindades quando constróem uma casa ou kiva. Um pedaço de turquesa era um instrumento quase sempre necessário na bolsa de poder ou de medicamentos do xamã apache. Outros índios americanos prendiam-na nos arcos para garantir flechadas certeiras.
Além desses, e muitos outros usos, a turquesa tem sido prestigiada por sua bela cor e propriedades mágicas poderosas.

 

Usos mágicos:

É uma pedra protetora. Turquesas com imagens entalhadas de cavalos e ovelhas são mantidas pelos navajos como guardiães importantes contra magia negativa.
Um anel de turquesa é usado para defesa contra mau-olhado, doenças, serpentes, veneno, violência, acidentes e qualquer outro perigo, além de promover a coragem.
Os cavaleiros usam a turquesa para se proteger de quedas e, para essa finalidade, ela é incrustada em ouro. Um segundo pedacinho é preso nas rédeas ou na sela para proteger o cavalo.
É um amuleto valioso para viajantes, principalmente quando se aventuram em lugares perigosos ou politicamente instáveis.
Um velho ritual empregava a turquesa para obter riqueza. Execute-o alguns dias antes da Lua Nova, quando o crescente for visto pela primeira vez no céu. Evite olhar para a Lua até a hora certa.
Segure uma turquesa na mão. Visualize sua necessidade mágica - o dinheiro - materializando-se em sua vida. Saia de casa e olhe para a Lua. Depois, transfira seu olhar direto para a pedra. A magia começou. Tenha a pedra consigo até que o dinheiro chegue.
A turquesa também figura nos encantamentos para atrair dinheiro por meio de círculos ou colares de turquesa ao redor de velas verdes, visualizando riqueza. Sendo presenteada, concede riqueza e felicidade ao recipiente.
Empregada também em magia do amor, ela é usada, levada ou dada ao amado. Freqüentemente promove a harmonia conjugai, garantindo que as duas pessoas envolvidas se harmonizem. Alguns afirmam que se o amor morre no
recipiente, a pedra também desbota.
Serve para atrair novos amigos, ficar alegre e sereno, aumentando a beleza de quem a possui.
Também é uma pedra de cura: reforça a visão, alivia febres e reduz dores-de-cabeça. Pressionada contra a parte doente ou problemática do corpo, a doença é visualizada como entrando na pedra. A água que conteve uma turquesa pode ser bebida para absorver suas energias curativas.
Anéis e pingentes de turquesa são usados para promover e proteger a saúde. Acenda velas azuis cercadas de turquesa e visualize a cura sendo apressada. Quando trazida no corpo evita enxaquecas.
Como todas as pedras azuis, é afortunada e atrai a sorte.


ZIRCÃO


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Metal associado: ouro


Poderes: proteção, beleza, amor, paz, energia sexual, cura, contra roubos


Usos mágicos:

Essa é uma pedra um tanto confusa. Encontrada em muitas cores, mas algumas foram produzidas artificialmente. É conhecida por vários nomes e todas têm qualidades mágicas.


Zircão transparente (branco): substituto mágico para o diamante, é usado como proteção, também para raciocínio claro e para promover os processos mentais. Um ritual curioso: beije um zircão transparente ou branco.
Se você é casto (celibatário), a pedra continuará transparente. Se não, tornar-se-á negra.


Zircão amarelo (jargão, jargoon, ligure): use-o para aumentar a energia sexual ou para atrair o amor. Também expulsa a depressão, intensifica a atenção e promove sucesso nos negócios.


Zircão laranja (jacinto): usado para aumentar a beleza e acalmar medos e ciúmes. Levado consigo em viagens, protege de ferimentos. Deixado em casa, protege de roubos; assim, deixe um com suas coisas de valor. Se incrustado em ouro, torna-se duplamente poderoso.

Zircão vermelho (jacinto; cor azul-violácea): essa pedra aumenta a riqueza se usada ou empregada em rituais para tal. Também protege contra ferimentos, vitaliza o corpo, acrescenta energia em tempos de stress físico e cura. Trazida consigo, expulsa a dor do corpo.


Zircão castanho (malacon): use-o para centramento e ancoramento. O zircão castanho é empregado em encantamentos para riqueza e dinheiro.


Zircão verde: usado nos encantamentos para obter dinheiro.

 

 ver também: magia dos cristais I   magia dos cristais II   magia dos cristais III   magia dos cristais IV

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Magia dos Cristais IV

13.04.15

textos retirados da obra: "Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais" - © Scott Cunningham, 1988

 

OLHO-DE-GATO


Energia: emissora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra


Poderes: riquezas, beleza, jogos de azar, proteção, cura


Usos mágicos:

Olho-de-gato é o nome de várias pedras diferentes, geralmente um quartzo que contém amianto verde-oliva. O olho-de-gato na antiga Ásia, todavia, era um tipo de crisoberilo.
Essa pedra, que exibe uma opalescência móvel, é auxiliar da beleza, aumentando-a e preservando a juventude. Pode-se fazer uma tintura de beleza:
encha uma jarra de vidro verde com água fresca de fonte, mergulhe um olho-de-gato e deixe ao Sol de três a seis horas. Remova a pedra e lave o rosto com essa água todos os dias, além de manter a pedra com você.
Também serve para os encantamentos de riqueza e dinheiro. A posse da pedra protege a riqueza do dono e a faz aumentar enquanto ele a tiver.
Geralmente, é mantida com o dinheiro para essa finalidade. Não só evita a ruína financeira como restaura a riqueza anterior à propriedade da pedra. O olho-de-gato traz prosperidade e é um excelente talismã para jogadores.
Para ter saúde mental, proteção, intuição e sorte use um anel de prata com um olho-de-gato. A pedra também dissolve a depressão, traz prazer e deve ser usada durante especulações financeiras.
Devido à sua aparência, também é empregada como auxiliar em doenças dos olhos.
Um encantamento para obter dinheiro com o olho-de-gato: pegue uma nota do maior valor que tiver. Esfregue-a todinha com o olho-de-gato, aí enrole-a bem firme ao redor da pedra e amarre-a com um fio verde, levando-a no bolso para aumentar seu dinheiro. Não gaste a nota enquanto o encantamento estiver funcionando.
Os assírios acreditavam que o olho-de-gato causava invisibilidade, provavelmente devido à aparência ofuscante da pedra.

OLHO-DE-TIGRE


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Metal associado: ouro


Poderes: dinheiro, proteção, coragem, energia, sorte, divinação


Saber e ritual mágico:

Os soldados romanos usavam o olho-de-tigre gravado com símbolos para se protegerem nas batalhas.


Usos mágicos:

O olho-de-tigre é uma bela pedra para promover riqueza e dinheiro. Um encantamento simples para obtê-los: energize vários olhos-de-tigre com sua necessidade de dinheiro e coloque-os ao redor de uma vela verde. Acenda-a e visualize.
Também são carregadas para proteger de todas as formas de perigo. Um cabochão em ouro cria um anel ou pingente muito protetor.
Regido pelo Sol e possuindo uma faísca de luz dourada, o olho-de-tigre é usado para reforçar convicções e criar coragem e segurança.
É uma pedra cálida, promove o fluxo da energia física pelo corpo, é também benéfica para os fracos ou doentes.
Sente-se ao ar livre num dia de sol. Segure um olho-de-tigre nas mãos e fixe seu olhar nas faíscas de luz. Acalme sua mente consciente e olhe para o futuro, ou empregue a pedra como instrumento para regressar a vidas passadas.


OLIVINA


Nomes vulgares: crisólito, chiysolithus, Lumahai (havaiano)
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Metais associados: ouro, magnetita


Poderes: dinheiro, proteção, amor, sorte


Saber e ritual mágico:

Uma tempestade selvagem bombardeava a minúscula ilha circular de Kauai. Eu enfrentei o vento pungente, passei pelas árvores paus-de-ferro e avistei a praia Lumahai, que em havaiano significa "olivina".
Imensas ondas arrebentavam perto de mim, ajoelhei-me na areia e vi milhares de cristais verdes entremeados de fragmentos de coral, lava e conchas. Um ano depois, eu me ajoelhei em Ka Lae, na Ilha Grande do Havaí, e recolhi cristais maiores de olivina da areia vermelha. Próximo dali havia praias só de olivinas.
Conversei com vários especialistas e todos discordaram entre si. A dúvida? Olivina e peridoto. As duas pedras, dizem alguns, são idênticas; outros dizem que a olivina possui um matiz mais olivastro e que o peridoto é mais verde.
As pedras, não importa sua origem, parecem ser da mesma cor, embora alguns achem que a olivina tem um verde mais escuro.
Já que a questão não está satisfatoriamente resolvida para mim, incluí ambas neste livro em itens separados.
A olivina é uma pedra verde translúcida. Sua origem é vulcânica e é encontrada no mundo inteiro. Como menciono na Parte III, foi encontrada recentemente em meteoritos.


Usos mágicos:

A olivina é uma pedra que atrai dinheiro. Circunde velas verdes com a pedra ou leve-a consigo para atrair dinheiro para sua vida.
A areia de olivina pode ser comprada nas lojas de presentes do Havaí. Se conseguir um pouco, ponha uma pitada num saquinho com dinheiro ou em seu bolso, enquanto visualiza. Aqueles que fazem parte do mundo dos negócios
podem colocar um pouco em suas escrivaninhas ou caixas-registradoras. Ou ponha seu cartão numa placa verde e cubra-o completamente com a areia de olivina. Pode empregar as pedras de olivina em todos esses rituais também.
Ela tem sido empregada para proteção já que se origina de vulcões.
Repele a negatividade que foi dirigida contra seu possuidor e muitas vezes serve de amuleto. Pedrinhas facetadas de olivina incrustadas em anéis de ouro são talismãs ideais de proteção.
O anel mencionado acima também protege contra ladrões e ajuda a criar uma visão positiva da vida.
Também é uma pedra que atrai o amor.
Finalmente, como todas as pedras verdes, é usada em encantamentos para trazer sorte.


ÔNIX


Energia: emissora
Planetas: Marte, Saturno
Elemento: Fogo
Divindade: Marte
Pedra associada: diamante


Poderes: proteção, magia defensiva, redução de desejo sexual


Saber e ritual mágico:

No passado longínquo, achava-se que a ônix fosse a manifestação de um demônio aprisionado na pedra, que acordava à noite e espalhava terror e pesadelos para quaisquer pessoas no raio de sua influência.
Também se achava que provocava discórdia entre os enamorados (embora, veja a seguir, que a razão da "discórdia" aparece se a pedra for mal utilizada).
Nas cerimônias clássicas da magia, a imagem da cabeça do deus Marte, ou a figura do herói Hércules, era gravada na ônix para se ter coragem.
É empregada para proteção, bem como defesa contra a negatividade conscientemente dirigida a você. Embora tais coisas como "ataque psíquico" ou "feitiço" sejam raras, e freqüentemente só existam na mente da "vítima", a execução de rituais defensivos pode ser psicologicamente purificadora.
Um encantamento defensivo: coloque um espelho quadrado em seu altar, ponha uma vela violeta na frente de forma que a chama se reflita no espelho.
Coloque energia defensiva em nove pedras de ônix. Uma das pedras fica a uns dez centímetros do lado direito da vela. As outras oito num semicírculo da direita para a esquerda, até que a vela esteja semicircundada com as ônix em
sua direção, porém sem nenhuma na frente do espelho. Acenda a vela, visualize a ônix recolhendo a negatividade e mandando-a para a chama da vela. Aí, veja a chama agindo como lente, concentrando a negatividade e enviando-a para dentro do espelho. O espelho é o portal do plano espiritual. A energia negativa é enviada através dele para o emissor. A proteção está concedida.
A ônix tem sido usada para reduzir o impulso sexual. Isso é perigoso porque a liberação sexual faz parte da vida natural. Quando reprimido, podem resultar doenças mentais e físicas, comportamentos anti-sociais, ilusões religiosas e mesmo tendências assassinas.
Os impulsos sexuais naturais existem para o prazer, para a união com outros seres humanos e com o divino, e para a continuidade da vida humana.
A supressão leva ao ódio, ao isolamento e à diminuição do respeito por todas as formas de vida.
Todavia, nesses tempos de contato sexual perigoso, talvez a ônix possa ser empregada para auxiliar a refrear impulsos sexuais irresistíveis. A atividade sexual, quando executada normalmente com novos parceiros (um caso por uma noite), pode viciar psicologicamente e levar à negligência de assuntos não-sexuais, problemas sexuais (impotência ou frigidez) e doenças.
Se o problema é o desejo incontrolável, deite-se totalmente vestido.
Segure uma ônix a uns cinco centímetros de sua virilha. Deixe que suas vibrações suavizadoras e espirituais o bombardeiem. Visualize a si mesmo desejando menos sexo, relembrando que a qualidade - não a quantidade - é o que interessa. Faça isso durante alguns minutos uma vez por dia - mas não por mais tempo que uma semana. Espere passar sete dias antes de repetir esse ritual.
A ônix pode ser empregada para subjugar o desejo sexual quando não há chance de satisfazê-lo com seu parceiro, como por exemplo durante longas separações, doenças ou nos últimos meses da gravidez.
Embora a masturbação possa e deva ser natural, constituindo uma liberação satisfatória, muitos de nós precisam da troca de energia com outra pessoa para um sexo prazeiroso. O treino social também nos amaldiçoou com a falsa noção de que a masturbação é suja, anormal e que causa doenças.
Se for este seu caso, e não tiver acesso a relações sexuais, acorde sua própria sexualidade ou, falhando isso, dê poderes a um pedaço de ônix, segure-o a alguns centímetros da virilha e visualize seu desejo sexual diminuindo.
Quando seu parceiro estiver novamente à disposição, estimule seu desejo sexual com um diamante ou cornalina para aproveitar o contato totalmente.
As duas técnicas acima podem ser perigosas. Não devem ser empregadas sem se pensar muito bem antes. Nunca continue usando a ônix para reprimir seu desejo sexual por mais tempo que um mês ou dois, voltando ao sexo normal em seguida.
Todavia, não deixe que essa advertência o espante do contato com a ônix.
Quando ela recebe poderes de proteção, influencia seu centro sexual de maneira diferente. O sexo está ligado à sobrevivência de nossa espécie, logo "protege" a vida. Tê-la com você, ou empregá-la em rituais de proteção, conduz a energia sexual para a pedra e dali cria proteção.
Uma alternativa segura, porém cara, para os rituais acima, exige que se possua um diamante - não importa o tamanho - incrustado em ônix. Quando o diamante (que é estimulante sexual) está cercado pela ônix inibidora, ele simboliza o controle sobre a natureza sexual.


OPALA


Energias: emissora, receptora
Planetas: todos os planetas
Elementos: todos os elementos
Divindade: Cupido
Erva associada: louro


Poderes: projeção astral, sensitividade, beleza, dinheiro, sorte, poder


Saber e ritual mágico:

Para muitos, a opala é a pedra da desgraça, da tristeza e do azar. No entanto, essa idéia moderna é falsa. Uma referência feita por Sir Walter Scott, em seu romance Anne of Gierstein, às desventuras
ligadas à opala causou essa idéia sem fundamento.


Usos mágicos:

A opala contém as cores bem como as qualidades de qualquer outra pedra. Assim, pode ser "programada" ou energizada, virtualmente, com qualquer tipo de energia e empregada nos encantamentos relacionados às necessidades mágicas.
No passado, foi empregada para criar a invisibilidade. A gema era envolta numa folha fresca de louro e levada com esse propósito.
Normalmente, as pedras (e ervas) ligadas à invisibilidade eram empregadas para promover a projeção astral, e a opala é ideal para isso. Não há espaço neste livro para descrever as várias técnicas empregadas para separar conscientemente o corpo físico do astral.
As opalas são usadas durante a projeção astral para proteção, assim como para facilitar o processo.
Também servem para recordar encarnações passadas. Segure uma opala nas mãos e fixe seu olhar nela. Mude seu foco de atenção de uma cor para outra no interior da pedra até que seja obtido o contato com a mente extra-sensorial. Uma vez que isso aconteça, vá para o passado.
A pedra é preferida por muitos para desenvolver os poderes extra-sensoriais, e muitas vezes usada em joalheria com esse propósito. Brincos são o ideal.
As opalas também são usadas para revelar a beleza interna. Um encantamento de beleza: ponha um espelho redondo no altar, ou atrás dele, de forma que você possa ver seu rosto ao se ajoelhar. Acenda duas velas verdes de cada lado do espelho, energize a opala com sua necessidade de beleza enquanto segura a pedra e fixe o olhar no reflexo. Com o bisturi de sua visualização, molde e idealize seu rosto (e corpo) na forma desejada. Depois, leve consigo a opala e dedique-se a melhorar sua aparência.
As opalas-de-fogo são geralmente empregadas para atrair dinheiro quando levadas consigo ou postas entre velas verdes acesas durante a visualização. Se você possui um negócio, ponha uma opala de fogo no prédio depois de ter-lhe dado poderes para ser um magneto que atrai clientes.
As opalas negras são apreciadas por magos e Wiccanos como pedras de poder. Geralmente empregadas em joalheria ritualística com a finalidade de aumentar a quantidade de poder despertado e liberado do corpo durante a magia.
Finalmente, devido a suas cores faiscantes e belas e sua aparência original, a opala é uma pedra que dá sorte.

PEDRA-CACHIMBO


Nomes vulgares: Inyan-sha (em sioux, inyan é "pedra" e sha é "vermelho")
Energia: emissora
Planetas: Marte, Sol
Elemento: Fogo
Erva associada: Kinnickkinnick (casca vermelha de salgueiro)


Saber e ritual mágico:

A pedra-cachimbo durante séculos foi empregada pelos índios Sioux e Omaha em rituais e magia. É uma pedra circular e curiosa, vermelho-tijolo com um buraco natural. Devido a sua cor, é sagrada. (Vermelho é a cor do sangue e, por isso, da vida.)
Para os Sioux, a pedra está ligada ao norte pois o vermelho é a cor desse ponto cardeal. Simboliza a Terra e o sangue das crianças, o povo.
Uma lenda Sioux: uma grande inundação cobriu as pradarias. Umas poucas pessoas tentaram escapar escalando uma colina mas as águas as afogaram. A colina caiu no meio das pessoas, esmagando-as e formando uma piscina de sangue. A pedra-cachimbo é o remanescente solidificado dessa piscina e é encontrada somente num lugar do mundo: em Minnesota. Essa substância não só simboliza o povo Sioux, é ele. Era e ainda é empregada para fazer cachimbos sagrados nos quais o kinnickkinnick é fumado durante os rituais.


Usos mágicos:

Se tiver a sorte de obter a pedra-cachimbo, considere-a um objeto sagrado. É correto respeitar os costumes dos Sioux e Omaha. Um pedaço pode ser colocado na bolsa de poder ou de medicamentos, ou no altar durante rituais, inclusive nos de paz. Eu nunca me atreveria a levar uma em meu corpo.


PEDRA-CRUZ


Nomes vulgares: pedra-cruz, cruz encantada
Energias: emissora, receptora


Poderes: magia dos elementos, poder dos elementos, sorte


Saber e ritual mágico:

Quando uma amiga minha voltou, depois de passar seis meses na Califórnia, trouxe entre outras maravilhas um pedaço de andaluzita. Embora seja chamada também de "cruz encantada", eu a reconheci como pedra-cruz.
Os xamãs geralmente incluem um pedaço dessa pedra em sua bolsa de poder ou de medicamentos e é o item favorito para trocar com outros durante as distribuições de objetos.


Usos mágicos:

A pedra-cruz, aparentemente um tipo de andaluzita, é encontrada em cristais brutos. Quando são abertos ou cortados, mostram um desenho de cruz simétrica alternando luz e cores escuras.
Devido à sua forma, a andaluzita é usada ou levada por aqueles que praticam magia dos elementos ou desejam equilibrar os quatro elementos em seu interior.
É usada ou colocada no altar para atrair poder durante rituais mágicos de qualquer tipo.
Como todas as pedras com desenhos ou formas originais, a pedra-cruz é usada para atrair sorte.

 

PEDRA-DA-LUA


Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água
Divindades: Diana, Selene, Ísis, todas as deusas lunares
Pedra associada: cristal de quartzo
Metal associado: prata


Poderes: amor, divinação, sensitividade, sono, jardinagem, proteção, juventude, regimes


Saber e ritual mágico:

A pedra-da-lua, um feldspato azul, branco ou rosa opalescente, está intimamente ligada à Lua no saber mágico e de tal forma que muitos a usam de acordo com as fases lunares. Alguns afirmam que é mais potente durante a Lua crescente e menos durante a minguante. Todavia, outros a empregam em rituais divinatórios justamente durante seu aparente desaparecimento.
Essa pedra tem sido dedicada há muito tempo às deusas da Lua. As jóias para os rituais Wiccanos são, muitas vezes, feitas de prata e pedra-da-lua. Um bastão da lua pode ser feito com um tubo de prata tendo na ponta uma grande
pedra-da-lua e ser usado em rituais mágicos.


Usos mágicos:

Essa pedra é receptora e atrai o amor. Use-a, ou leve-a consigo, para trazer o amor para sua vida. Numa noite de Lua Cheia e à sua luz, ponha cabochões de pedra-da-lua ao redor de uma vela cor-de-rosa, acenda-a e visualize-se num relacionamento amoroso.
Também é apreciada pela capacidade de resolver problemas entre enamorados, principalmente aqueles que tenham brigado amargamente.
Segurando uma, energize-a com vibrações de amor e a dê a seu parceiro aborrecido. Melhor ainda, compartilhem esse ritual e troquem pedras.
Devido a suas associações com a Lua, aquela que traz o sono, muitas vezes é deixada debaixo do travesseiro ou se usam contas na cama para garantir um sono repousante.
Como a malaquita e o jade, a pedra-da-lua é associada à jardinagem. Use-a ao plantar, regar ou enterre uma pedra pequena, visualizando seu jardim fervilhando de fertilidade. Para que uma árvore dê muitos frutos, amarre uma pedra-da-lua num dos galhos.
Ela também é suavemente protetora. Porque a Lua parece viajar no zodíaco, é a pedra do amuleto protetor do viajante. Tenha-a consigo quando estiver longe de casa, principalmente viajando sobre a água. É um perfeito presente para marinheiros de vocação ou não, e para amigos que partem em cruzeiros. Energize a pedra com proteção antes de presenteá-la. Anéis com pedra-da-lua podem ser usados para se proteger na água enquanto estiver
nadando.
Um velho ritual para determinar eventos futuros pode ser executado pelo menos três dias antes da Lua Cheia. Segure uma pedra com as mãos e visualize um possível acontecimento futuro. Por exemplo, a venda de uma casa ou a aceitação de um novo emprego. Coloque a pedra sob a língua e continue a visualização. Depois de alguns instantes, remova-a e termine seu esforço consciente para reter a imagem. Se ela permanecer ou seus pensamentos continuarem a girar em torno do possível evento, é um evento favorável. Se sua mente passar para outros assuntos, é melhor tomar outro caminho. Se ficar em dúvida, repita o ritual.
Contas ou pingentes de pedra-da-lua são usados durante atos divinatórios e produzem sensitividade em geral. Os sensitivos mantêm essas pedras com suas cartas de Tarô ou runas para intensificar sua capacidade de usar tais
instrumentos. Faça um círculo com essas pedras ao redor da esfera de cristal de quartzo antes da leitura.
É também empregada em rituais com a finalidade de recuperar ou manter uma aparência e atitude jovens (a atitude é mais convincente do que as aparências).
Se está tentando perder peso, talvez ela possa ajudar. Não faça regime, reprograme seus hábitos alimentares. Alimente-se com refeições leves a intervalos regulares, evite açúcares e gorduras, consuma menos carne vermelha, coma bastante verduras frescas ou cozidas no vapor e frutas frescas, e use uma pedra-da-lua energizada.
Três noites depois da Lua Cheia, fique nu na frente de um espelho em luz brilhante. Estude seu corpo cuidadosamente, usando outro espelho, se necessário. Para executar essa magia com sucesso, você precisa se conhecer, aceitar seus defeitos e permitir-se mudar.
Seja brutal com sua auto-análise visual. Veja as áreas que deseja reduzir em seu corpo. Visualize uma nova pessoa em você, mais magra, que controla o que come, completamente viva. Segure uma pedra-da-lua em sua mão emissora enquanto visualiza seu corpo e a disciplina que deseja possuir. Esfregue a pedra nas áreas problemáticas do corpo, por cima daquelas que têm excesso de gordura; visualize-a derretendo e indo embora. Passe-a por sua cabeça para ajudá-lo a controlar seus ataques de fome por alimentos gordurosos e não-saudáveis.
Finalmente, tenha a pedra com você o tempo todo. Quando sentir vontade de comer comidas gordurosas, pegue a pedra com a mão receptora, respire fundo por dez segundos, expulse a imagem do alimento de sua mente, e agarre um pêssego suculento ou um palito crocante de cenoura.


PEDRA-DO-SOL


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Pedra associada: pedra-da-lua
Metal associado: ouro


Poderes: proteção, energia, saúde, energia sexual


Saber e ritual mágico:

Existem pelo menos duas pedras com o nome de pedra-do-sol. Uma é um tipo de quartzo translúcido que possui um matiz ligeiro de laranja. Essa é a pedra-do-sol do Oregon.
Antigamente, uma forma de feldspato importado da Índia era conhecido por esse nome. De certa forma, se assemelha a uma opala laranja com uma faísca ardente multicolorida. Essa é a única usada em magia no passado.
Na Renascença, essa pedra era freqüentemente associada ao Sol devido a seus tons brilhantes de laranja-dourado. Era incrustada em ouro e usada para trazer as influências do Sol para o mago.
Simbolicamente, a pedra-do-sol é ligada à pedra-da-lua.


Usos mágicos:

Quando estava pesquisando para este livro, encontrei várias referências a essa pedra, mas nenhuma informação concreta. Finalmente, numa exposição de pedras, encontrei um negociante que tinha algumas: a pedra-do-sol do tipo antigo, aquela de feldspato. Disse-lhe que nunca as tinha visto antes e ele comentou que as tinha comprado há vinte anos. Eram lindas e eu as trouxe ansiosamente para casa.
A pedra-do-sol, como a maioria das pedras brilhantes e com reflexos, é protetora. Coloque uma de frente para uma vela branca em casa para espalhar as energias protetoras na casa toda.
Colocada numa bolsa de ervas curativas, reforça as energias destas.
Também é levada para fornecer energia física extra ao corpo durante tempos de tensão ou de falta de saúde.
Se usada próximo à região sexual, estimula a excitação e aumenta a energia sexual.
Infelizmente, seu emprego em magia parece ter sido esquecido e nenhum livro moderno de magia com pedras refere-se a ela, mesmo que só de passagem. Se encontrar uma pedra-do-sol, guarde-a como um tesouro.


PEDRA-POMES


Energia: emissora
Planeta: Mercúrio
Elemento: Ar


Poderes: auxilia no parto, expulsão, proteção


Usos mágicos:

A pedra-pomes, um produto vulcânico, é uma substância curiosa. Leve e áspera ao toque (existe um sabão que conteria pedra-pomes para ajudar a limpar mãos sujas), também possui a propriedade única de flutuar na água.
Houve um tempo em que era pressionada nas mãos das parturientes para auxiliar na passagem da nova vida para o mundo exterior.
Um encantamento de expulsão: pegue um pedaço de pedra-pomes e segure-o em sua mão emissora. Visualize o problema do qual deseja se livrar: um vício, emoção negativa, mal físico ou amor não correspondido. Enquanto
segura a pedra, por meio da visualização envie a energia que está na raiz do problema para dentro da pedra. Você pode imaginar colunas de fumaça espessa e negra, com a consistência de melaço, fluindo para a pedra leve e porosa. Depois jogue-a num lago, rio, mar ou qualquer lugar com água.
Conforme ela atinge a água, libera o problema e suas causas naquele elemento. Flutuando na superfície, ela reforça sua capacidade de "elevar-se acima" de qualquer condição negativa.
Se não tiver acesso a grandes quantidades de água, encha uma bacia ou balde grande e execute o ritual, jogando a água e a pedra na terra nua.
A pedra-pomes também pode ser colocada no altar durante a magia de proteção ou em casa como um amuleto absorvente. Dê-lhe poderes para ser capaz de absorver a negatividade.


PERIDOTO


Nomes vulgares: crisólito, crisólita, peridoto
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Metal associado: ouro


Poderes: proteção, saúde, riqueza, sono


Usos mágicos:

Como foi mencionado no item "olivina", essas duas pedras são quase idênticas. Um especialista me disse que a única diferença entre o peridoto e a olivina era que a segunda vinha do Havaí.
O peridoto, para ser mais eficaz em magia, deve ser incrustado em ouro.
Constitui um amuleto protetor caro e belo, que os antigos diziam proteger de feitiços, ilusões e terrores noturnos, bem como do universalmente temido mau-olhado. Este termo é geralmente definido como sendo um ataque psíquico de inveja consciente ou inconsciente.
Embora associado ao Sol, por muito tempo eu o atribuí a Vênus aqui porque parece mais adequado a esse planeta.
O peridoto era usado ou empregado para fins gerais de cura. Várias fontes dizem que xícaras ou outros vasilhames feitos de peridoto eram usados na cura porque líquidos medicinais bebidos deles eram mais eficazes.
Promove a cura de picadas de insetos e ajuda nos problemas do fígado.
A pedra também é usada para atrair o amor, bem como acalmar a raiva.
Útil para amenizar o nervosismo e dispersar todas as emoções negativas. Por acalmar o sistema nervoso, também ajuda a dormir se usado na cama. Tais empregos datam pelo menos dos tempos dos antigos romanos, quando os
anéis de peridoto eram usados para mitigar a depressão.
Seu tom profundamente verde sugere o uso em encantamentos para atrair riqueza. Além disso, todos os usos mágicos atribuídos à olivina aplicam-se ao peridoto.

 

ver também: magia dos cristais I  magia dos cristais II   magia dos cristais III   magia dos cristais V

Autoria e outros dados (tags, etc)

Magia dos Cristais III

11.04.15

textos retirados da obra: "Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais" - © Scott Cunningham, 1988

 

DIAMANTE


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo
Metais associados: platina, prata, aço


Poderes: espiritualidade, problemas sexuais, proteção, coragem, paz, reconciliação, cura, força


Saber e ritual mágico:

A lenda conta que os europeus "descobriram" pela primeira vez o diamante na África, na bolsinha de couro de um xamã. Embora os relatos dessa lenda sejam vagos, se forem baseados em fatos, os xamãs africanos parecem ter usado diamantes da mesma forma que seus colegas no mundo inteiro empregavam os cristais de quartzo.
Antigamente, os diamantes serviam como pedras polidas, eram valorizados por sua beleza mas só recentemente criou-se sua aparência deslumbrante. Depois que se descobriu que um pouco de pressão aplicada num certo ponto da pedra produzia uma faceta, ela passou a ser apreciada por seu fulgor prismático.
Atualmente, a produção mundial de diamantes é cuidadosamente controlada para se manter seu preço artificialmente alto. Um excesso de diamantes no mercado reduziria consideravelmente seu valor.
Tais medidas egoístas não diminuíram o valor mágico do diamante, porém, os preços exorbitantes fazem com que a maioria não os experimente em rituais.


Usos mágicos:

O diamante tem um repertório mágico variado e amplo.
Trazido no corpo, desenvolve a espiritualidade, até mesmo o êxtase, o estado ritual de consciência do xamã. É bastante empregado na meditação e também nas buscas espirituais.
Quando levado consigo, desenvolve a autoconfiança nos relacionamentos com o sexo oposto. Dizem que é poderoso para mitigar ou eliminar as causas fundamentais dos problemas sexuais. Assim, usado com essa finalidade, cancela bloqueios culturais (alguns podem ser patriarcais) que criaram gerações de mulheres sem Orgasmo. O diamante em matéria de sexualidade é purificador, libertador e restaurador.
Na Índia, as mulheres (presume-se as ricas) se adornam com um diamante branco puro, com um toque ligeiramente negro, para garantir filhos homens. Diz-se que também vence a infertilidade.
Embora não seja uma pedra do amor, é usado para assegurar fidelidade e reconciliar amantes que brigaram. Hoje em dia, o anel de noivado mais popular, em parte devido à publicidade agressiva, é o de diamantes, embora outras pedras sejam mais adequadas. Esse costume não tem uma tradição histórica.
Devido à sua dureza e associação ao Sol, o diamante é empregado em encantamentos que multiplicam a força física. Na Roma antiga, era incrustado em anéis de aço que deixavam a pedra tocar a pele para produzir bravura, audácia e vitória. Ainda se usa hoje em dia para ter coragem.
Na magia antiga indiana, usava-se um anel de diamante e platina (ou prata) para a vitória em batalhas ou conflitos. Atado ao braço esquerdo tinha o mesmo efeito.
O diamante, devido a sua natureza brilhante, há muito tem sido considerado uma pedra de proteção. Para obter melhores resultados e garantir sorte para seu usuário, o diamante deve ser lapidado com seis facetas.
Devido às associações acima, o diamante é uma pedra da paz, e quando usada na hora de dormir evita pesadelos.
Tente ler um diamante facetado à luz suave de uma vela, deslumbrando-se com seu mundo interior de cor e luz.


ENXOFRE


Nome vulgar: súlfur
Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo


Poderes: proteção, cura


Saber e ritual mágico:

O enxofre é um mineral amarelo, e quando queimado, emite um cheiro potente e conhecido. Foi por causa desse odor e de sua cor, que há séculos atrás começou a ser empregado em magia.
No clímax da magia cerimonial, o enxofre era muitas vezes queimado para espantar os "demônios" e "diabos". Isso estava relacionado ao conceito de que forças positivas eram atraídas por aromas, enquanto as negativas detestavam odores desagradáveis, fugindo deles.
Mais tarde, o enxofre passou a ser queimado como fumigador mágico para proteger animais e moradias do "enfeitiçamento" ou escravidão mágica.


Usos mágicos:

O enxofre era prescrito, até recentemente, para resfriados, reumatismo e dores no corpo. Geralmente, era colocado numa bolsinha vermelha e usado ao redor do pescoço.
Pedaços de enxofre também são colocados no altar durante rituais de proteção ou em casa como um "guardião" mágico.


ESFÊNIO


Nome vulgar: titanita
Energia: emissora
Planeta: Mercúrio
Elemento: Ar


Poderes: poderes mentais, espiritualidade


Usos mágicos:

Essa pedra amarelo-esverdeada é raramente encontrada em cristais transparentes ou usada em joalheria por ser muito macia. Sphene é a palavra grega para "cunha", sendo esta a forma de seus cristais.
Quando encontrada, serve para aperfeiçoar a mente e o processamento de informações. É excelente para estudar, teorizar e debater.
O esfênio também é usado para promover a iluminação espiritual durante a meditação e rituais místicos.


ESMERALDA


Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Divindades: Ísis, Vênus, Ceres, Vishnu
Metais associados: cobre, prata


Poderes: amor, dinheiro, poderes mentais, sensitividade, proteção, exorcismo, visão


Saber e ritual mágico:

A esmeralda, com seu matiz brilhante, representa nosso planeta.


Usos mágicos:

Se deseja trazer amor para sua vida, compre uma esmeralda e energize-a com sua necessidade mágica por meio da visualização, colocando-a próxima a uma vela verde. Depois desse ritual, tenha-a perto do coração. Faça isso sem que os outros notem. Quando encontrar seu futuro amor, saberá que não foi a jóia visível que o atraiu.
Esmeraldas são freqüentemente empregadas nos encantamentos de negócios e rituais para promover as vendas e aumentar o conhecimento do público com relação à firma.
Serve para reforçar a memória (foi o pseudo Alberto Magno que o sugeriu no século XVI), bem como para desenvolver a compreensão e o discurso eloqüente.
A pedra influencia tanto a mente consciente quanto a sensitividade (subconsciente), por ampliar a percepção das faculdades psíquicas. Diz-se que por causa desse efeito duplo ela concede o conhecimento do passado, do
presente e do futuro a seu usuário.
Em todo o mundo foi usada na magia para proteção. Era presa ao braço esquerdo com um fio para proteger os viajantes. Também eram presenteadas a pessoas "possuídas" para exorcizar a entidade demoníaca em seu interior.
(Muitas eram epilépticas ou asmáticas.)
Sua cor reconfortante faz com que sejam empregadas para fixar o olhar e aliviar olhos cansados, congestionados ou fracos, e relaxar o nervo ótico, restaurando a visão normal.
Talvez seu emprego mais curioso aconteça na Índia. Os escritos antigos indianos prescreviam seu uso durante o sono para evitar poluções noturnas.
Segundo os antigos magos, obtêm-se os melhores efeitos mágicos quando se manda incrustrar uma esmeralda em uma armação de prata ou cobre.


ESPINÉLIO


Energia: emissora
Planeta: Plutão
Elemento: Fogo


Poderes: energia, dinheiro


Usos mágicos:

O espinélio é encontrado em cristais negros, azuis, verdes e rosas, e é bastante raro.
É empregado em magia para fornecer energia física ao corpo. Usado com esse propósito, impulsiona a força física durante períodos de esforço excessivo.
Em encantamentos, atrai riqueza e prosperidade.

 

ESTALAGMITES, ESTALACTITES


Energia: estalagmite: emissora; estalactite: receptora
Elemento: Terra


Saber e ritual mágico:

As estalactites (que pendem dos tetos das cavernas) e as estalagmites (que crescem do solo) são produzidas por água rica em calcário, que pinga nas cavernas vindo de cima. Com a passagem de muitíssimo tempo, produzem macias de calcita conhecidas por qualquer um que já tenha entrado numa caverna desse tipo. Quando se encontram, formam colunas de pedra.
No passado, achava-se que era terra petrificada. Há um século, era comum os visitantes das cavernas quebrarem seus pedaços para levar como lembrança. Essa destruição desnecessária e insensível felizmente terminou.
Historicamente, as pequenas estalagmites e estalactites eram carregadas como amuletos contra a negatividade e o "mal". Sua forma fálica provavelmente contribuiu para suas propriedades protetoras na mente popular.
Trata-se de magia antiga e está incluída nesta obra devido a seu interesse histórico. Não há motivo para destruir a beleza das cavernas para propósitos mágicos. Substitua por qualquer outra pedra protetora.


ESTAUROLITA


Nomes vulgares: cruz encantada, lágrimas encantadas, estaurotida, pedra-cruz
Elementos: Terra, Ar, Fogo e Água


Poderes: proteção, saúde, dinheiro, poderes dos elementos


Saber e ritual mágico:

A estaurolita (do grego stauros, que significa "cruz") está cercada de muitas lendas, a maioria bastante recente e relacionada ao cristianismo.
Essas pedras são cristais gêmeos que se modelam em cruzes de braços iguais, ou no formato de "x". Pelo menos três presidentes americanos a usaram como amuletos da sorte: Roosevelt, Wilson e Harding.
Afirma-se, comumente, que são encontradas apenas nas montanhas Blue Ridge, da Virgínia, mas de fato existem também na Carolina do Norte, no Novo México, na França e na Escócia, e talvez em muitas outras localidades.
Na Inglaterra, se dizia que tinham caído do céu e eram usadas como talismãs.
Embora a cruz seja associada geralmente ao cristianismo no mundo ocidental, era usada em magia e em rituais religiosos séculos antes que esta religião relativamente nova surgisse.
Cruzes de braços iguais simbolizam a interpenetração dos planos físico e espiritual, a combinação de energias emissoras e receptoras dentro de nossos corpos e almas, e também a relação sexual.
Na magia, a estaurolita representa os quatro elementos.

 

Usos mágicos:
Os diversos tipos de estaurolita têm uma aparência variada. Quando os cristais gêmeos se atravessam em ângulo reto, produzem cruzes perfeitas com braços de comprimento igual. Estas são as preferidas em magia. Mais
freqüentemente, todavia, se cruzam em ângulos diferentes.
Ela é usada para proteção contra a negatividade, doenças e acidentes.
Pode-se energizar uma com essa finalidade e colocá-la no automóvel.
Essa pedra também é empregada para atrair riquezas e energizar o desejo sexual.
Para obter controle sobre as forças elementais, use um anel ou pingente de estaurolita incrustada num eletro (liga de ouro e prata).

Um encantamento simples:

ponha uma estaurolita no altar com uma das pontas para cima. Em seguida, energize uma pequena vela verde com as
energias da Terra: riqueza, estabilidade, criação e fertilidade. Uma vela amarela com energias do ar: comunicações, movimento, pensamento, liberdade, sabedoria e espiritualidade. E mais duas velas: uma vermelha (Fogo), visualizando poder, energia, sexualidade e força; e uma azul, com energias da Água: amor, prazer, sensitividade, purificação, fluidez e cura.
Coloque todas as velas em pequenos castiçais. A vela verde vai próxima à ponta superior da estaurolita, a amarela a leste, a vermelha ao sul e a azul a oeste.
Se desejar, circunde cada vela com pedras relacionadas ao elemento em
particular.
Acenda a vela verde, visualizando seus poderes. Faça o mesmo com cada uma, seguindo a ordem Ar, Fogo e Água. Veja-se tendo controle sobre essas energias. Prometa solenemente trabalhar para o equilíbrio das forças elementais dentro de seu ser. Combine-as consigo mesmo. Repita uma vez por dia durante uma semana.


FLUORITA


Energia: emissora


Poderes: poderes mentais


Usos mágicos:

A fluorita é uma das pedras na Nova Era e está ficando cada vez mais fácil encontrá-la nas lojas.
Existe em várias cores e em macias de cubos interpenetrantes. Também existem à venda cristais que se parecem com duas pirâmides fundidas pela base.
Essa pedra não tem uma longa história de uso mágico e suas influências somente agora estão sendo descobertas.
Todavia, em geral, a fluorita parece trabalhar com a mente consciente e é útil para colocar em ordem os pensamentos, reduzir o envolvimento emocional numa situação para ganhar uma perspectiva mais acurada.
Reforça a capacidade analítica do usuário e serve para teorizar e assimilar informações.
A fluorita, por influenciar a mente consciente (intelecto), abranda as emoções fortes e suaviza o pensamento no mar revolto do desespero, depressão ou raiva.
Alguns a empregam para reforçar os efeitos de outras pedras.


FÓSSEIS


Nomes vulgares: esponja, pedra-da-bruxa, amonite, pedra-cobra, draconitas
Energia: receptora
Elemento: Akasha


Poderes: poder dos elementos, regressão a vidas passadas, proteção, longevidade


Saber e ritual mágico:

Os fósseis são restos - ou impressões negativas - de criaturas e plantas antigas que pereceram há milhões de anos. Através dos tempos, foram transformando-se em pedra e, porque foram outrora vivos, os fósseis estão ligados ao Akasha, o quinto elemento.
Na linguagem mística da mente sensitiva, eles representam o tempo, a eternidade e a evolução. São um exemplo tangível de como nada na natureza - nem mesmo uma criatura marinha - é desperdiçado. A energia não pode ser destruída, somente suas manifestações. A matéria é transmutável.
O ritual do uso dos fósseis é antigo. Eles foram encontrados em locais de sepulturas na Europa neolítica. Por que estavam lá? Só podemos fazer hipóteses. Proteção? Orientação para o outro mundo? Garantia de renascimento?
Os fósseis são empregados como instrumentos de poder para amplificar a energia dos xamãs em todo o mundo. Muitos Wiccanos contemporâneos os colocam no altar devido à sua importância mística.

Usos mágicos:

Numa manhã quente e empoeirada, David Harrington e eu estávamos coletando fósseis num deserto ao sul da Califórnia. Dólares antigos de areia, conchas de bivalvos (marisco) e ramalhetes intrincados de coral se revelavam para nós.
Paramos para descansar ao meio-dia e encontramos por milagre um riacho borrifando rochas castanho-avermelhadas repletas de cristais. Sentados à margem, o aroma resinoso de uma imensa árvore de alfazema do deserto vagava ao nosso redor, enquanto examinávamos nossos achados.
Agradecemos à Terra por compartilhar seus tesouros conosco. Os fósseis são instrumentos estranhos e mágicos. Embora não sejam pedras no sentido literal, os minerais que substituíram as plantas e os seres antigos criaram substâncias do tipo de rochas e os fósseis ocupam assim seu devido lugar na magia das
pedras e cristais.
Em geral, eles são empregados como objetos de proteção. Colocados na casa, ou transformados em jóias, servem para aumentar as defesas naturais.
No Marrocos, as pedras incrustadas com fósseis são protetoras pessoais.
Devido à sua antigüidade, todos os tipos também são úteis para se atingir a longevidade.
No altar são símbolos da Terra e da ambigüidade do tempo, intensificando o poder dos rituais mágicos.
Alguns tipos possuem usos específicos na magia.
As amonites, conhecidas na Idade Média como draconites, são animais marinhos espiralados fossilizados. Sua aparência original levou a se acreditar que eram pedras removidas da cabeça do dragão, sendo presas ao braço
esquerdo para obter proteção mágica. Em tempos mais recentes eram conhecidas na Inglaterra como "pedras cobras".
Esponjas antigas, às vezes encontradas na Inglaterra, são conhecidas como "pedra-da-bruxa". São redondas e perfuradas naturalmente. Esses fósseis são enfiados num cordão e usados como contas ou pendurados na casa
para proteção.
Dólares de areia fossilizados, que possuem uma forma natural de cinco pontas, são encontrados comumente nos altares Wiccanos. São relacionados ao pentagrama, um símbolo antigo de proteção, e aos elementos. Como
Akasha, o quinto elemento, é que governa os fósseis e todos os demais elementos, esses dólares antigos de areia são empregados na magia para se ganhar consciência dos reinos da Terra, do Ar, do Fogo e da Água. Uma vez que isso tenha sido conseguido, a magia dos elementos pode começar.
Um encantamento simples feito com os elementos: antes de qualquer ritual, coloque um dólar de areia fossilizado no centro de seu altar com uma das pontas em sua direção. Um pedaço de turquesa fica perto da ponta direita
e você se sintoniza com a Terra.
Fazendo um círculo no sentido horário, ponha um citrino, uma granada e uma água-marinha em cada ponta, representando o Ar, o Fogo e a Água, respectivamente. Harmonize-se com cada elemento conforme coloca as pedras.
Finalmente, ponha um pedaço de azeviche, âmbar ou qualquer outro fóssil ou cristal de quartzo no ponto de cima, representando Akasha. Conjure coletivamente os elementos para outorgar poderes a seu encantamento e
celebre seu ritual de magia.
Os fósseis também são empregados para regressar a vidas passadas.
Execute esse ritual à noite e use um cristal de quartzo para se proteger de perturbações e danos mágicos enquanto estiver em seu estado mediúnico.
Medite com um fóssil. Olhe-o, pense em sua incrível antigüidade, sintonize-se com ele e sinta seu tempo presente/passado.
Em seguida, num quarto iluminado apenas pela luz de velas ou do luar entrando pela janela, segure um fóssil em sua mão receptora. Acalme a mente, respire profundamente e desperte sua percepção extra-sensorial.
Sinta essa vida, esse corpo, essa personalidade deixando-o. Deslize pela energia de seu ser ("alma") além do nascimento, além da morte, além de outra vida.
Se reviver uma vida ou uma experiência perturbadora, deixe cair o fóssil e você retornará ao tempo presente.
Não sou muito a favor da regressão a vidas passadas e hesitei em incluir esse ritual - simples como é - nesta obra. Essa é uma área sujeita a ilusões. No entanto, se está interessado nesse assunto, é melhor tentar vislumbrar um
pouco de si mesmo em vez de confiar em outras pessoas para fazê-lo. Os fósseis podem abrir a porta.
O âmbar e o lenhito, dois outros fósseis, são discutidos separadamente neste livro devido à sua fama como instrumentos de magia.


GEODOS


Nomes vulgares: Aetites, Echites, pedra-da-águia, ovo-do-trovão
Energia: receptora
Elemento: Água
Divindade: Grande-Mãe


Poderes: meditação, fertilidade, parto


Saber e ritual mágico:

Na Idade Média, achava-se que as águias tinham predileção pelos geodos pois os colocavam em seus ninhos. Redondos e contendo cristais, eram símbolos dos ovos. Também estão relacionados à Grande Deusa Mãe.


Usos mágicos:

Os geodos são concreções ocas que contêm cristais. Todos os cristais de quartzo, por exemplo, formam geodos, que podem ter uns quatrocentos metros de comprimento ou serem tão pequenos que cabem na palma da mão. Outros geodos não contêm cristais separados, mas ao serem cortados revelam formações intrincadas de minerais.
Os geodos de ametista são um dos objetos mais lindos da Terra. Quando cortados ou quebrados revelam uma massa de cristais violeta que crescem em direção ao centro. O brilho da luz do sol sobre eles é ofuscante. Geodos alongados, algumas vezes chamados de "cepo de ametista" existem à venda e valem o preço pedido de três ou quatro cifras. Eles lembram a caverna de Merlin, como foi popularizada no excelente romance de Mary Stewart, intitulado The Crystal Cave.
Um geodo de ametista, ou um contendo cristais isolados, pode ser segurado como objeto contemplativo durante a meditação.
Colocado no altar ou seguro nas mãos, são empregados para concentrar os poderes do tipo específico de pedra que possui. Durante a magia, use sua visualização para liberar esses poderes na direção de sua meta mágica.
São deixados no quarto de dormir e carregados com energia para aumentar a fertilidade e promover a concepção.
O pseudo Albertus Magnus recomendava que se usasse geodos para atrair o amor e evitar o aborto.


GRANADA


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo Poderes: cura, proteção, força


Saber e ritual mágico:

No século XIII, as granadas eram usadas para repelir insetos.


Usos mágicos:

A granada, uma pedra vermelho vivo, é usada para reforçar a energia física, resistência e vigor. Na magia, serve para obter energia extra para o ritual. Leve uma consigo quando estiver fazendo esforços (escalando uma montanha, estudando até de madrugada, rituais difíceis etc).
Por ser uma pedra emissora, é empregada para proteção. Há quinhentos anos atrás acreditava-se que expulsava os demônios e fantasmas noturnos.
Atualmente, a granada, em comum com várias outras pedras protetoras, reforça a aura e cria um escudo de vibrações altamente positivas que repele as energias negativas ao entrar em contato com elas. Digamos que tenha consigo uma granada durante a noite e a visualizou protegendo-o. Um ladrão, por exemplo, pode de repente decidir deixá-lo passar livremente, "assombrado" pelas "vibrações ruins" que você está liberando.As granadas são aconselhadas principalmente como proteção contra ladrões. Na Idade Média, gravava-se a figura de um leão na granada para que defendesse a saúde, principalmente durante viagens.

Pedra de cura, é utilizada para aliviar problemas da pele, principalmente inflamações. Também regula o coração e o sangue. 

No passado, as granadas eram trocadas entre amigos que se separavam para simbolizar sua afeição e garantir magicamente que se encontrariam de novo.

 

HELIOTRÓPIO


Nomes vulgares: jaspe de sangue, hematita (que é uma pedra diferente)
Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo
Erva associada: heliotrópio (Heliotropum europaeum)


Poderes: anti-hemorrágico, cura, vitória, coragem, riqueza, força, poder, assuntos legais, negócios, invisibilidade, agricultura


Saber e ritual mágico:

O heliotrópio, uma calcedônia verde manchada de pontinhos vermelhos, tem sido usado em magia por pelo menos 3.000 anos.
Na Babilônia antiga, portava-se a pedra para vencer inimigos, e no Egito Antigo para abrir portas, romper amarras e mesmo derrubar paredes de pedra.
Seu emprego mais famoso é como anti-hemorrágico. Freqüentemente levada por soldados, tanto para evitar ferimentos, como um primeiro-socorro mágico. Quando pressionada nas feridas, interrompia a hemorragia. Embora
isso fosse considerado pura magia, o efeito se dava provavelmente devido à pressão e à baixa temperatura da pedra. Ainda hoje é empregada para manter o sangue saudável e ajudar na cura de doenças a ele relacionadas. Um heliotrópio mantido no nariz, "tranca-o" e faz parar o fluxo do sangue.
Também empregado na redução de febres e como um talismã geral para a boa saúde.


Usos mágicos:

Devido a suas associações com o sangue, é uma pedra popular, usada pelos atletas para aumentar a força física e vencer competições.
Também serve para longevidade.
O heliotrópio fornece coragem, acalma os medos e elimina a raiva. Há muito empregado nos encantamentos para assegurar a vitória nos tribunais e em assuntos legais.
Por ser verde, é usado também nos encantamentos visando riquezas, dinheiro e negócios. Um heliotrópio mantido na caixa registradora atrai dinheiro. Carregado no bolso ou na bolsa também atrai prosperidade. Com relação a isso, já que dinheiro e alimentos estão magicamente ligados, era o talismã dos agricultores da Idade Média, usado durante o plantio para aumentar as colheitas.
As mulheres penduravam um heliotrópio no braço para evitar o aborto e, mais tarde, na coxa para facilitar o parto.
O heliotrópio era esfregado com flores frescas de heliotrópio e usado para se conseguir a invisibilidade. Diz-se que ofuscava os olhos de quem olhasse para o usuário. Atualmente, esse ritual pode ser empregado na "invisibilidade mágica", quando você deseja passar despercebido, sem atrair a atenção sobre sua pessoa.
No século XIII, os heliotrópios gravados com a figura de um morcego se transformavam em talismãs usados pelos magos para intensificar os efeitos dos encantamentos e rituais mágicos.


HEMATITA


Nome vulgar: cuspe de vulcão
Energia: emissora
Planeta: Saturno
Elemento: Fogo


Poderes: cura, centramento, divinação


Saber e ritual mágico:

A hematita é uma pedra estranha. É pesada, sólida e negro-prateada. Seu nome já é um mistério. Para os antigos, a hematita era o que conhecemos como heliotrópio, logo, quase todas as informações mágicas que se referem à "hematita" nos velhos livros dizem respeito ao heliotrópio.
Essa hematita, porém, quando lapidada, "sangra" e, segundo dizem, produz manchas muito parecidas com sangue.
Ela é uma pedra fina e vistosa. Na Itália e noutros lugares, são feitos colares vendidos como "cuspe de vulcão". Informações na magia sobre essa pedra são escassas.
A hematita possui a curiosa propriedade de "se curar". Risque a superfície da pedra e esfregue-a com o dedo. O arranhão pode desaparecer.


Usos mágicos:

Diz-se que é poderosa para eliminar doenças do corpo. Como todas as pedras, deve ser segura na mão durante a visualização e depois colocada sobre a pele na área doente. Também pode-se usar um pequeno colar para a cura.
É empregada também para centramento e estabilização e para concentrar a atenção no plano físico.
Uma leitura: num quarto escuro, acenda uma vela vermelha. Sente-se de frente para ela e segure um pedaço grande de hematita de forma que reflita a luz. Fixe-a e visualize uma pergunta. A resposta chegará até você.


JADE


Nome vulgar: piedra de hijada (em espanhol, "pedra do flanco")
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Água
Divindades: Kwan Yin, Maat, Buda


Poderes: amor, cura, longevidade, sabedoria, proteção, jardinagem, prosperidade, dinheiro


Saber e ritual mágico:

O jade tem sido usado na fabricação de instrumentos musicais, incluindo xilofones, gongos, harpas eólias. Ao se bater na pedra, ela produz um som ressonante, e esses instrumentos eram usados em rituais na China, na África e pelos índios Hopi.
O jade era e é uma pedra sagrada na China. Os altares da Lua e da Terra eram cobertos por essa pedra, bem como as imagens de Buda e de várias outras divindades. Era freqüentemente incluído nos bens da tumba chinesa porque acreditava-se que dava vitalidade ao morto. O jade gravado com a figura de dois homens era trocado entre eles como prova de amizade.
Na Nova Zelândia, os maoris esculpiam a nefrita (uma pedra aparentada com o jade) com imagens de figuras ancestrais, geralmente com olhos de madrepérola. Chamados de hei tiki, eram usadas em cerimoniais. A pedra em
si era considerada como dando sorte.
Acredita-se que o jade possa influir no tempo. Era atirado com força na água para produzir névoa, chuva ou neve.


Usos mágicos:

O jade é uma pedra antiga que atrai o amor. Gravada com a figura de uma borboleta, é usada na China para atrair o amor ou é dada a alguém na esperança de se obter afeto. Era um presente comum da noiva para o homem, e também do noivo à futura mulher antes do casamento.
A cor verde suave do jade também cura. Usar a pedra ajuda o corpo a se curar ao cuidar dos problemas subjacentes e não físicos que fizeram a doença se manifestar. É principalmente benéfico para rins, coração e estômago.
Também pode ser usado para prevenir doenças e problemas de saúde. Os maias antigos usavam amuletos de jade para protegê-los de doenças renais e problemas da bexiga.
Os chineses perceberam seu poder de longevidade. Esculturas de morcegos, ursos e cegonhas eram usadas com o propósito de prolongar a vida.
Da mesma forma, tigelas de jade eram usadas nas refeições porque os chineses acreditavam que a energia da pedra impregnava o alimento antes de ser ingerido.
Pôr um pedaço de jade no jardim intensifica a saúde das plantas. Quatro pedaços dessa pedra ao redor do perímetro também são eficazes.
Usar o jade como adorno traz dinheiro para sua vida. Carregue um pingente ou anel com energias para atrair dinheiro, use-o e permita-se conscientemente receber dinheiro. Crie uma atitude positiva em relação ao dinheiro e visualize-se produtivamente, criativamente. Visões pessimistas dos "problemas" que o dinheiro lhe traz, na verdade o afastam dele.
Quando estiver examinando uma oportunidade de negócio, segure um pedaço de jade na mão receptora por alguns momentos. Deixe-se impregnar com suas energias de prosperidade e, então, decida o que fazer.
O jade é usado ou colocado junto do terceiro olho para receber sabedoria.
Sabedoria, a propósito, não é conhecimento. É conhecimento assimilado aplicado ou retido corretamente. O jade reforça a inteligência e ajuda a raciocinar.
Essa pedra também é protetora, livrando de acidentes e infortúnios que uma atenção adequada é capaz de evitar. Também é colocado no altar, com velas violeta, ou usado durante magia defensiva.
Só para você se divertir, eis um encantamento antigo: pegue um pedaço
de jade perfeitamente quadrado e grave os algarismos 1, 8, 1 e 1 no quadrado, cada um num canto. Monte a pedra em ouro puro. Quando o Sol nascer, fique de frente para ele e respire no amuleto três vezes. Então, diga "Thoth" 500 vezes. Espere até o pôr-do-sol e novamente exale três vezes sobre a pedra e repita "Thoth" outras 500 vezes. Uma vez feito isso, o amuleto está pronto. Amarre um fio vermelho ao seu redor e leve-o com você para defendê-lo daqueles que desejem impor a vontade deles sobre a sua.


JASPE


Nomes vulgares: Gug (assírio antigo), fazedor-de-chuva (índio americano)
Energias: várias 
Planetas: vários 
Elementos: vários 


Poderes: cura, proteção, saúde, beleza


Saber e ritual mágico:

Os índios americanos empregavam o jaspe em rituais para chamar a chuva, daí o nome de "fazedor-de-chuva". Também era usado pelos habitantes primitivos dos EUA em divinações.
Nechepsus, um rei do Egito antigo, mandou gravar a imagem de um dragão cercado de raios num jaspe e usou-o para reforçar seu trato digestivo.


Usos mágicos:

O jaspe é uma pedra comum, uma variedade opaca da calcedônia, que é uma forma de quartzo. Encontrada numa vasta gama de cores - vermelha, marrom e verde sendo bastante comuns -, tem sido usada em magia desde os tempos primitivos.
Geralmente é empregada ou usada como adorno para fomentar a inteligência e controlar desejos perigosos ou lamentos que possam levar a situações de risco.
Também é uma pedra protetora nos casos de perigos físicos e não-físicos.
Um pedaço seguro na mão da parturiente ampara a mãe e a criança.
Empregada também para aliviar a dor, principalmente durante o parto.
Pontas de flecha perfeitamente esculpidas são usadas para atrair a sorte para o usuário.
Cada cor tem sua própria natureza e usos mágicos:


Jaspe vermelho: Energia emissora. Planeta Marte. Elemento Fogo. O jaspe vermelho era gravado com imagens de leões ou arqueiros e carregado para proteger de venenos e curar febres. Uma bela pedra protetora, é empregada na magia defensiva porque envia de volta a negatividade a quem a mandou. Também é empregada ou usada durante
encantamentos de cura e para a saúde. O jaspe vermelho é usado por jovens mulheres para promover a beleza e a graça.


Jaspe verde. Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Terra. Este é um amuleto de cura e um talismã da saúde. Faça um círculo de jaspe verde ao redor de velas verdes para promover a cura do corpo ou guardar da doença.
Use no corpo para interromper alucinações e fomentar um sono repousante.
Também é usado para ter maior compreensão dos estados mentais e emocionais dos outros.


Jaspe castanho: Energia receptora. Planeta Saturno. Elemento Terra. O jaspe castanho é empregado para o centramento e ancoramento, principalmente depois de um ritual mágico pesado ou de um trabalho espiritual ou sensitivo. Se você tende a viver com a cabeça nas nuvens a ponto de colocar em perigo sua vida, use um jaspe castanho.


Jaspe mosqueado: Energia emissora. Planeta Mercúrio. Elemento Ar. Use essa pedra para protegê-lo de afogamentos. Diz-se que é muito poderoso para esse fim quando gravado com a imagem de uma cruz de braços iguais, representando os quatro elementos básicos e de controle.


KUNZITA


Energia: receptora
Planetas: Vênus, Plutão
Elemento: Terra


Poderes: relaxamento, paz, centramento


Usos mágicos:

A kunzita é uma pedra razoavelmente "moderna" - fontes antigas não a mencionam. No entanto, ganhou aprovação e alguns usos mágicos por quem já a utilizou.
As kunzitas de melhor qualidade parecem ser as peças sombreadas de lilás. Do que me foi dito, a cor desbota se a pedra for exposta por longo tempo ao sol. É, como disse acima, uma pedra cara.
Magicamente, a kunzita é usada para induzir ao relaxamento. Libera a tensão, sedando aqueles músculos que muitas vezes suportam os efeitos do estresse diário. Passar a pedra nas partes tensas do corpo relaxa os músculos.
Se o seu trabalho o coloca sob pressão, ponha um pedaço em sua escrivaninha ou próximo ao local de trabalho. Segure-o em sua mão receptora para livrar-se da tensão. A kunzita dentro do automóvel ajuda a relaxar durante os problemas do tráfego. Se estiver sentindo-se bastante rico, acrescente um pedaço de kunzita aos amuletos de proteção do automóvel para garantir que você não causará problemas enquanto estiver ao volante.
Como a ametista, a kunzita é também um indutor da paz. Tenha-a consigo e fite-a para acalmar a raiva, os nervos ou o medo.
Também serve para centramento e ancoragem, usada para "ter os pés no chão".
Pode também ser útil para atrair o amor. Muitos de seus segredos ainda estão guardados, esperando ser descobertos.


LÁGRIMA DE APACHE


Energia: emisssora
Planeta: Saturno
Elemento: Fogo


Poderes: proteção, sorte


Usos mágicos:

A lágrima de apache, um glóbulo de obsidiana translúcido, é carregado como amuleto de boa sorte. Também é usado para fins de proteção além de todos aqueles atribuídos à obsidiana.


LÁPIS-LAZÚLI


Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Água
Divindades: Ísis, Vênus, Nuit
Metal associado: ouro


Poderes: cura, alegria, amor, fidelidade, sensitividade, proteção, coragem


Saber e ritual mágico:

O lápis-lazúli tem associações eternas com reis e rainhas.
Na Suméria antiga, a pedra era muito associada às divindades em geral.
Levando-a, o possuidor era portador do poder mágico da divindade porque a pedra continha a força que existe basicamente em todas as divindades. Alguns diziam que a pedra continha a alma da divindade que "se rejubilaria em seu dono".
Era uma substância popular nos sinetes sumérios. Estes eram pedrinhas redondas gravadas com imagens de divindades bem como seus símbolos.
Chancelas cilíndricas eram usadas como "assinaturas" quando se pressionava a pedra gravada nos documentos de argila úmida e também eram apreciados como amuletos e talismãs.
Alguns acreditam que o lápis-lazúli, uma bela pedra azul-real com pontinhos de "pirita" dourada, combina as influências de Vênus e Marte, já que a pirita é regida por este último. Essa afirmação não é muito convincente
porque a quantidade de pirita é mínima e em algumas pedras sequer existe.


Usos mágicos:

O lápis-lazúli, uma pedra bastante cara, cura e reconforta. Só de se tocar o corpo com essa pedra melhora sua condição mental, física, espiritual, psíquica e emocional.
É empregada especificamente para diminuir febres e doenças do sangue.
Se for usada habitualmente, reforça a visão. Segura na mão durante um ritual de cura, ou colocada ao redor de velas azuis ou violeta, ajuda a focalizar a energia mágica no objetivo desejado.
Se executar um ritual de cura para um amigo, segure a pedra e visualize a pessoa já curada, saudável, um ser humano completo. Visualize a energia fluindo para o interior da pedra, aumentada e específica, indo para a pessoa.
O lápis-lazúli é uma pedra estimulante e espiritual. Seu azul profundo reflete suas vibrações calmantes. É útil para aliviar a depressão e promover a espiritualidade, sendo também uma ótima pedra para a meditação, estimulando a suavidade em seu usuário.
É empregada em rituais para atrair amor espiritual. Pegue um pedaço de lápis-lazúli bruto com um lado cortante. Impregne a pedra e uma vela cor-de-rosa com sua necessidade de amor. Grave um coração com a pedra na vela, deixe o lápis-lazúli junto dela, acenda-a, visualizando um amor entrando em sua vida. Ela é considerada um amuleto de fidelidade poderoso e usada para reforçar os laços entre os que se amam.
Talvez hoje em dia seja mais comum reforçar a percepção extra-sensorial. Essa pedra rompe o domínio da mente consciente sobre o subconsciente (sensitividade) e permite que os impulsos intuitivos sejam conhecidos. Usar um colar de contas de lápis-lazúli, ou segurar na mão um pedaço, realça sua percepção desses impulsos tão difíceis de serem percebidos.
Para aumentar sua sensitividade em geral (por exemplo, sua capacidade de se aproveitar dessas informações), use a pedra todos os dias, ou apenas quando estiver fazendo divinações, concentrando o olhar, consultando o Tarô das pedras ou utilizando de alguma forma símbolos que falam à mente extra-sensorial. Lembre-se: tais atos divinatórios e os rituais associados são geralmente "truques" com a finalidade de relaxar a mente consciente.
O lápis-lazúli também é uma pedra protetora, principalmente para as crianças. Na Índia contemporânea, suas contas são enfiadas num fio de ouro e o colar é usado pelas crianças para garantir sua saúde, crescimento e proteção.
Outrora servia para expulsar medos e fantasias perturbadoras.
Essa qualidade de induzir coragem também é aproveitada pelos adultos e talvez se deva às propriedades protetoras e extra-sensoriais da pedra.
Apesar de cara, é uma pedra que todo mago deveria possuir e usar.


LAVA


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo
Divindade: Pele


Poder: proteção


Saber e ritual mágico:

O vulcão é um antigo símbolo da criação. Sua erupção representa os quatro elementos agindo: Terra e Fogo se misturam para criar a lava, que é líquida (Água), e a fumaça (Ar) sobe da cratera. Quando a lava entra em contato com a água, cria solo novo ao se esfriar e estende a massa de terra para dentro do mar. Em muitas partes do mundo esses atributos impressionantes provocaram um culto da lava com poderes mágicos.
Antes que os europeus descobrissem o Havaí, as rochas de lava eram usadas para construir o heaiu, que eram centros de atividades religiosas e mágicas. Os Heaiu (não se acrescenta s nas palavras havaianas para denotar o
plural) tinham diferentes funções: alguns eram locais de cura, completos com jardins de ervas; outros eram devotados às divindades da pesca e ainda outros eram o domínio do deus da guerra Kukailimoku, a famosa divindade protetora
Kamehameha.
Os havaianos contemporâneos que ainda seguem os velhos costumes vão aos heaiu de cura a procura de pedras azuis de lava. Embrulham-nas com uma folha de ki (ti) e as colocam no chão, pedindo a cura. Essa prática ainda é
muito comum, e se você visitar um heaiu, principalmente um dedicado à cura como Keaiwa Heaiu nas colinas acima de Honolulu, você verá uma boa quantidade de rochas de lava embrulhadas em folhas.
Todos os dias, pacotes contendo pedras de lava recolhidas por turistas descuidados são enviados de volta para o Centro de Visitantes no Parque Nacional de Vulcões do Havaí. Geralmente são acompanhados de cartas que contam em detalhes as dificuldades que os coletores tiveram desde que removeram as pedras.
Pele, a antiga deusa havaiana dos vulcões, da destruição e da criação, tem ciúmes de suas pedras. Recolhê-las sem fazer uma oferenda em troca (como bagas de ohelo, botões de ohia lehua ou raiz de kalo, ou no mundo moderno, garrafas de gin) nem pedir permissão, ainda é visto como um convite para problemas metafísicos.


Usos mágicos:

Há dois tipos de lava conhecidos em todo o mundo pelos nomes havaianos. A 'a, lava em estado bruto e em nacos, considerada emissora ou masculina. Pahoe 'hoe, lava macia, receptora ou feminina. A lava A 'a é mais potente na magia de proteção, mas ambas funcionam bem. Devido à sua origem vulcânica, coloquei ambas como tendo energias emissoras.
Um pedacinho de lava no altar ou levado no bolso é um amuleto muito poderoso. Para proteção do lar em geral, ponha pedaços de lava ao redor de uma vela branca e acenda-a por quinze minutos todos os dias.
Para proteção durante um suposto ataque psíquico, tome banho em água salgada e, depois, empregando nove ou treze pedaços pequenos de lava, sente-se no chão de frente para o leste. Começando no leste, ponha cada pedra
a uns trinta centímetros de seu corpo formando um círculo totalmente fechado ao seu redor. Sinta as vibrações protetoras da lava enviando chuviscos ou fontes de lava brilhante que repele e devolve a negatividade consciente ou
inconscientemente a você enviada de seu emissor. Repita se necessário.


LEPIDOLITA


Nome vulgar: pedra da paz
Energia: receptora
Planetas: Júpiter, Netuno
Elemento: Água


Poderes: paz, espiritualidade, sorte, proteção, antipesadelos, sensitividade, amor

Usos mágicos:

Macias lilás brilhante entre sessenta a noventa centímetros faiscavam ao sol, aglomerados de turmalina rosa interpenetrando as rochas. O efeito era deslumbrante e impressionante.
Nas colinas da Reserva Indígena Pala, a uma hora de carro ao norte de San Diego, encontram-se áreas ricas em pegmatito. Nessas montanhas, encontram-se turmalinas rosa, vermelha, verde e multicoloridas, mica, berilo, morganita, hiddenita (espodumênio verde), kunzita, e toneladas de lepidolita.
Essa pedra é um tipo de mica violeta rica em lítio. É um belo mineral, porém frágil. Encontra-se em formas suficientemente duras para ser esculpida em ovos e esferas, mas na maioria das vezes se esmigalha. Também existe
com inclusões de cristais de turmalina.
Por não ser uma gema, é difícil encontrá-la nas lojas. Conforme os praticantes de magia com pedras ficarem sabendo de suas propriedades, será mais fácil encontrá-la.
É uma pedra calmante, adequada para aliviar as tensões do dia-a-dia.
Raramente se transforma em jóia, mas no geral é levada junto ao corpo com essa finalidade.
A lepidolita acalma a raiva, o ódio ou qualquer outra emoção negativa.
Simplesmente segure a pedra na mão receptora por alguns instantes e respire profundamente. Ou, para aquietar o ambiente da casa toda, coloque lepidolitas num círculo ao redor de uma vela rosa.
Devido a seus efeitos calmantes, e algumas vezes sua cor violeta vivo, a lepidolita pode ser empregada em rituais para promover a espiritualidade.
Esse mineral é também carregado para atrair boa sorte ao portador.
Também expulsa a negatividade, embora suas propriedades protetoras não sejam extremamente fortes.
Para promover um sono repousante, sem pesadelos, ponha algumas na cabeceira da cama.
Alguns magos que trabalham com pedras estão usando a lepidolita para desenvolver a percepção extra-sensorial. Um modo fácil de fazer isso é colocar um pedaço grande desse mineral no altar entre velas amarelas e azuis.
Acomode-se de frente para elas e trabalhe para romper a ditadura de sua mente consciente.
Pedaços de turmalina rosa incrustrados em lepidolita são úteis para incentivar o amor ou acalmar emoções negativas que muitas vezes incomodam nos relacionamentos. É uma pedra de reconciliação.

MADEIRA PETRIFICADA


Energia: receptora
Elemento: Akasha


Poderes: longevidade, regressão a vidas passadas, cura, proteção

 

Usosmágicos:

A madeira petrificada consiste de antigas árvores que, em eras passadas, foram cobertas por água rica em minerais. A água dissolveu lentamente a madeira e a substituiu com os vários minerais. Esse processo produziu o que conhecemos como "madeira petrificada". E um fóssil regido por Akasha.
Devido à sua imensa antigüidade (a madeira fossilizada tem milhões de anos), é empregada nos encantamentos com a finalidade de estender a duração da vida ou aumentar seu gozo e a evolução interna de nossas vidas.
Também devido à sua idade, emprega-se para reviver encarnações passadas.
A "pedra" é carregada como um amuleto protetor devido à sua dureza e aparência estranha. Nos tempos primitivos, achava-se que "espantava" o diabo. Atualmente, a vemos como estabelecendo barreiras de energia que repelem a negatividade.
A madeira petrificada também serve como talismã contra o afogamento.


MADREPÉROLA


Energia: receptora
Planetas: Lua, Netuno
Elementos: Água, Akasha
Metal associado: prata


Poderes: proteção, riquezas


Saber e ritual mágico:

A madrepérola é aquela parte lustrosa, opalescente no interior de vários moluscos marinhos. Embora não seja uma pedra, foi incluída aqui devido a seu longo uso em magia. Ela sempre tem sido empregada como jóia em rituais. As conchas eram o meio de troca (dinheiro) em muitas partes do mundo em que os metais eram escassos ou ausentes, como na Polinésia.
Já que essa substância é produto de uma criatura viva - o esqueleto exterior ou concha - relaciona-se com o quinto elemento, Akasha. Colete-a você mesmo no leito dos rios ou no oceano. A madrepérola comercializada é obtida matando-se o animal que a criou, e por isso é um pouco arriscado usá-la em magia.
Misticamente, ela se relaciona ao oceano, à profundeza e ao movimento.


Usos mágicos:

A madrepérola é colocada em bebês para protegê-los dos perigos de sua nova existência.
É também uma ótima substância para usar-se em encantamentos para riquezas, dinheiro e prosperidade. Outorgue poderes com sua necessidade mágica de dinheiro. Unte com água do mar (que contém ouro) ou um óleo que
atraia dinheiro, como cedro ou patchuli. Coloque uma moeda de prata ou qualquer pedaço de prata junto da concha. Envolva bem apertado com uma nota de dólar, ou papel verde e amarre com um barbante verde.
Ponha esse talismã em seu altar entre duas velas verdes e deixe-as acesas enquanto visualiza durante uns dez ou quinze minutos. Depois, tenha o amuleto com você.


MALAQUITA


Nome vulgar: Malaku (do grego "malva")
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Erva associada: malva


Poderes: poder, proteção, amor, paz, sucesso nos negócios


Saber e ritual mágico:

Uma peça de malaquita é usada para detectar um perigo iminente. As lendas dizem que essa pedra, em comum com muitas outras, se quebra em pedaços para avisar seu usuário de um perigo iminente.


Usos mágicos:

Essa bela pedra verde com bandas de vários tons há muito tem sido empregada para fornecer energia extra durante rituais mágicos. Para incrementar sua capacidade de enviar poder ao seu objetivo use, segure ou ponha malaquita no seu altar. Antigamente, achava-se que era mais eficiente se gravada com a figura de um sol radiante.
Embora seja uma pedra de um azul esverdeado tranqüilo, é usada em magia protetora, principalmente a que envolve crianças. Contas ou pingentes de malaquita são usados para defender da negatividade e de perigos físicos. A malaquita é também a guardiã dos viajantes e diz-se que é muito poderosa para evitar quedas.
Usar um colar de malaquita que toca sua pele perto do coração expande sua capacidade de amor e, assim, atrai o amor até você. Ou empregue a pedra em encantamentos para atrair o amor. Incruste-a numa peça de cobre com a estampa do símbolo do planeta Vênus, um círculo sobre uma cruz de braços iguais. Atrás da pedra, acenda uma vela verde e deixe-a queimar por quinze minutos por dia enquanto você se visualiza num relacionamento amoroso.
Sua cor verde profundo é reconfortante. Fitar ou segurar uma malaquita na mão receptora relaxa o sistema nervoso e acalma as emoções tempestuosas.
Ela promove a tranqüilidade e garante o sono se for levada para a cama.
Segura na mão, dispersa a depressão.
Pequenos pedaços de malaquita colocados em cada esquina do prédio comercial, ou um pedacinho dentro da caixa registradora, atrai os clientes.
Usada nas reuniões de negócios, ou em exposições, amplia sua capacidade de obter bons acordos e vendas. É a pedra do vendedor.


MÁRMORE


Nome vulgar: Nicomar
Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água


Poderes: proteção, sucesso


Usos mágicos:

O mármore é um carbonato de calcário. O coral, a calcita, as estalagmites, o gesso, as conchas do mar e os ossos são todos de calcário, embora tenham usos mágicos variáveis.
Especificamente, o mármore é empregado nos encantamentos de proteção. Um altar feito de mármore, no todo ou em parte, é um local ideal para encantamentos de proteção. (Alguns magos utilizam uma placa de mármore para o topo de seus altares). As mesas e os enfeites desse material protegem o lar. Ele pode ser levado consigo ou usado para proteção pessoal como na Índia.
Também é útil nos encantamentos envolvendo sucesso pessoal num sentido geral.


MICA


Energia: emissora
Planeta: Mercúrio
Elemento: Ar


Poderes: divinação, proteção


Usos mágicos:

Mica, um termo geral para os minerais que possuem cristais na forma de folhas flexíveis e finas como papel, é uma pedra comum.
Pegue um pedaço de mica com pelo menos dois centímetros quadrados.
Enquanto visualiza a si mesmo possuindo completo controle sobre seus poderes psíquicos, segure a pedra à luz da Lua Cheia. Apreenda o fulgor da fonte luminosa sobre a superfície brilhante da mica. Movimente-a delicadamente nas mãos, deixe que sua luz difusa adormeça sua mente consciente. Expanda sua percepção extra-sensorial e determine eventos futuros.
A mica também é empregada para proteção geral.


OBSIDIANA


Energia: emissora
Planeta: Saturno
Elemento: Fogo
Divindade: Tezcatlipoca (em asteca, "espelho enfumaçado" ou "espelho brilhante")


Poderes: proteção, centramento, divinação, paz


Saber e ritual mágico:

A obsidiana é a lava que se resfriou tão rápido que os minerais contidos não tiveram tempo de formar-se. É vidro natural.
Os antigos astecas faziam espelhos quadrados e achatados desse vidro negro para usá-los em divinação. De acordo com a lenda, o famoso doutor
Dee, um mago e alquimista contratado pela rainha Elisabeth I da Inglaterra, pode ter usado um deles em suas sessões de leitura.
Era um material popular para fabricar facas de pedra, pontas de lança e de flechas e, quando usada para tal, era conhecida muitas vezes por "flint" (sílex). Tais pontas de flechas têm propriedades mágicas (veja sílex).


Usos mágicos:

A obsidiana é uma pedra para centramento e ancoramento.
Segure-a em suas mãos, ou apoie seus pés nus em duas peças polidas e pequenas quando estiver dispersivo ou não conseguir pôr em ordem sua vida física. Lembre-se: o físico faz parte do espiritual. Um é reflexo do outro.
Ela é eficaz quando levada ou empregada em rituais protetores. Pode-se cercar uma vela branca com quatro pontas de flechas de obsidiana, cada uma apontando numa direção. Isso estabelece energias agressivas que defendem o
lugar onde você se encontra.
Esferas de obsidiana, ainda em voga no México, são ótimos instrumentos de leitura. Se não obtiver resultados com o cristal de quartzo, experimente um pedaço ou bola de obsidiana. Para alguns, o negrume da pedra permite acesso
mais fácil à mente subconsciente.


OLHO-DE-BOI


Nomes vulgares: pedra furada, pedra sagrada, pedra de Odin
Energia: receptora
Elemento: Água
Divindades: Odin, Grande-Mãe


Poderes: proteção, antipesadelos, saúde, sensitividade, visão


Saber e ritual mágico:

Nos Eddas, Odin se transmutou num verme e passou pelo buraco de uma rocha para roubar o "hidromel da poesia". Talvez devido a esse mito as pedras ficaram conhecidas como "pedras de Odin".


Usos mágicos:

Num dia de muito vento, deixei a cidade de carro, dirigindo-me a uma ponta de terra distante que avança no oceano Pacífico.
Arrastei-me sobre rochas pontudas salpicadas pela espuma do mar e alcancei uma praia bastante isolada.
Parei amuado e olhei para o chão. Ali estavam dúzias de pedras furadas bem à vista na areia branca brilhante. Peguei uma, agradeci à Deusa pelo presente e levei-a para o altar em minha casa para representar Aquela que é a Mãe de toda a Criação.
As pedras que possuem orifícios naturais causados pela erosão, vento, ação das ondas, criaturas marinhas ou outros meios, há muito são apreciadas como objetos protetores.
Há numerosos usos populares para essas pedras. Eram dependuradas na cabeceira da cama para evitar pesadelos. Na Inglaterra, os olhos-de-boi eram amarrados com uma fita vermelha e pendurados sobre a cama com a mesma
finalidade até há pouco tempo atrás. Esse parece ser um verdadeiro remanescente de magia antiga que ocorre talvez até hoje.
Elas eram usadas ao redor do pescoço como protetor mágico, ou colocadas na casa, penduradas na porta da frente. Colocadas próximo ao local em que dorme seu animal de estimação, serve para defendê-lo.
Para auxiliar nos processos de cura, encarregue uma pedra furada de absorver a doença. Coloque-a na banheira cheia de água salgada e morna, entre e permaneça alguns minutos. Repita uma vez por dia durante uma semana. Limpe a pedra depois e repita se necessário.
Na Inglaterra, as Mulheres Sábias empregavam o olho-de-boi nos rituais
de cura de crianças. Elas a esfregavam no corpo da criança, removendo a doença magicamente porque a pedra a absorvia. Esse curioso ritual também era executado com os adultos para manter sua saúde.
Outro poder que reside na pedra é o desenvolvimento da percepção extra-sensorial. Num lugar ermo e tranqüilo, preferivelmente ao luar, leve uma pedra dessas até um olho, feche o outro e espie por ela. Você pode ter visões, enxergar fantasmas ou entidades não-físicas.
Finalmente, diz-se que melhora a visão olhar através das pedras furadas em plena luz do dia, mesmo em casa.

 ver também: magia dos cristais I   magia dos cristais II   magia dos cristais IV   magia dos cristais V

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Magia dos Cristais II

08.04.15

textos retirados da obra: "Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais" - © Scott Cunningham, 1988

 

 Propriedades mágicas das pedras

 

ÁGATA


Nomes vulgares: ágata vermelha, ágata de sangue
Energia: várias (veja abaixo)
Planeta: Mercúrio (de maneira geral)
Elementos: vários (veja abaixo)
Divindade: Esculápio


Poderes: força, coragem, longevidade, jardinagem, amor, cura, proteção


Usos mágicos:

Em geral, a ágata é utilizada nos encantamentos e rituais mágicos que envolvem força, bravura, longevidade etc.
Portada no braço ou levada com você quando for cuidar do jardim, a ágata aumenta a fertilidade das plantas e garante uma colheita farta ou flores saudáveis. Achava-se que ágata musgosa (a seguir) era a melhor para esse fim. 

Ágatas energizadas podem ser "plantadas" no jardim para promover abundância, e pequenas ágatas penduradas em árvores ampliam a colheita.
Na Roma antiga, um anel de ágata ou esta pedra presa ao braço esquerdo, assegurava a simpatia das divindades silvestres, que tornavam a terra fértil.
A ágata, freqüente nos encantamentos amorosos, também é empregada para evitar pensamentos invejosos e remover o despeito. Em outras palavras, tornar seu usuário amigável e agradável. O despeito não combina com a busca
do amor.
Também é usada como amuleto da verdade para garantir a pureza das palavras além de favores dos poderosos.
Presenteia-se as crianças com jóias de ágata, que servem como amuletos de proteção. Acredita-se que seja principalmente útil para evitar quedas, e é usada por adultos para não tropeçar.
Uma ágata na boca alivia a sede. Outrora foi usada para reduzir febres, sendo aplicada na testa. Segurar uma ágata acalma e refresca o corpo, ajudando a curar pequenos problemas de saúde.
Seus talismãs eram populares no Oriente Médio para assegurar o estado saudável do sangue. Na Inglaterra antiga, protegia contra as doenças de pele.
As ágatas triangulares eram usadas na Síria para evitar problemas intestinais.
Em cerimoniais mágicos, eram gravadas com imagens de serpentes ou de homens cavalgando serpentes. Como amuleto, essa jóia protegia contra as mordidas de cobra, escorpiões e picadas de insetos.
As vezes é usada em rituais e encantamentos de proteção, e já foi vista como uma defesa poderosa contra feitiçaria, demônios e possessões diabólicas.
Na Ásia, as ágatas eram empregadas como o cristal de quartzo em nossos dias. Para descobrir as tendências futuras, o mago olhava as bandas da pedra, levando sua mente profunda a projetar os impulsos sensitivos na mente consciente.
Os inumeráveis tipos de ágata - distintos vagamente pela cor ou bandas - são usados em magias diversas. Embora qualquer tipo possa ser usado para as finalidades acima, as pedras abaixo são as que possuem energias tradicionais
especiais.

Segue-se uma lista de algumas das principais e de seus atributos mágicos:


Ágata bandada: Energia emissora. Elemento Fogo. Proteção. Restaura a
energia corporal e alivia situações de tensão.


Ágata negra: Energia emissora. Elemento Fogo. Outra pedra protetora.
Use-a para ter coragem e vencer competições.


Ágata branca e preta: Energia receptora. Elemento Terra. Usada como
amuleto, essa pedra protege contra perigos físicos.


Ágata rendilhada azul (blue lace agate): Energia receptora. Elemento Água. Use-a ou tenha-a consigo para ter paz e felicidade. Segure-a para se livrar do stress. Deixe uma sobre a escrivaninha ou no local de trabalho, e fixe-a com o olhar quando estiver em situações tensas. Em casa, a ágata rendilhada azul cercada de velas azuis acesas acalma o ambiente extra-sensorial e reduz as brigas em família.


Ágata castanha ou fulva: Energia emissora. Elemento Fogo. Outrora levada pelos guerreiros para vencer batalhas, a ágata castanha é usada atualmente para ter sucesso nos empreendimentos. Era um precioso guardião na Itália e na Pérsia contra o mau-olhado. É também um talismã para se ter saúde.


Ágata verde. Energia receptora. Elemento Terra. Usada para melhorar a saúde dos olhos. No passado, a mulher que bebesse a água onde fora colocado um anel de ágata verde estava magicamente protegida contra a esterilidade.

Ágata musgosa: Energia receptora. Elemento Terra. Devido às marcas estranhas que sugerem árvores ou musgo, a ágata musgosa é um talismã especial para a jardinagem. Alivia o torcicolo, dá energia aos debilitados e presta-se para outros fins de cura. Também serve para encantamentos para se ter riqueza, felicidade e longevidade. Use-a para fazer novas amizades e descobrir "tesouros".


Ágata vermelha: Energia emissora. Elemento Fogo. Também conhecida como "ágata de sangue". Essa pedra era usada na Roma antiga para proteger contra picadas de insetos, purificar o sangue e promover calma e paz.


ÁGUA-MARINHA


Energia: receptora
Planeta: Lua Elemento: Água


Poderes: sensitividade, paz, coragem, purificação


Saber e ritual mágico:

A água-marinha é a pedra das Deusas do mar do passado. Contas de água-marinha foram encontradas nas tumbas de múmias no Egito antigo.


Usos mágicos:

A água-marinha, uma variedade semipreciosa do berilo, é azul-esverdeado pálido, e tem sido associada há muito com o mar e com o elemento Água. Bruxas do mar limpam a pedra na água do oceano em noites de Lua Cheia. Para fazer o mesmo longe da costa, encha um vasilhame azul com água, adicione' sal marinho e deixe a pedra ficar nessa mistura durante toda a noite.
Na magia, essa bela pedra é empregada ou levada para intensificar o uso dos poderes extra-sensoriais. Segurar um cristal dessa pedra, ou usar no pescoço uma água-marinha facetada, reduz o domínio da mente consciente sobre a mente sensitiva e deixa que os impulsos extra-sensoriais, sempre presentes, sejam ouvidos e penetrem em nossa consciência.
Porque a água-marinha é uma pedra de limpeza e purificação, pode ser esfregada no corpo como parte da purificação que precede os atos mágicos.
Também se pode colocar um cristal grande na banheira, durante imersões de limpeza.
Uma leve tintura de limpeza é feita mergulhando-se uma água-marinha num copo com água fresca. Deixe-o fora de casa, durante a lua cheia, se possível por umas três horas. Recupere a pedra e beba o líquido para purificar-se e intensificar a percepção extra-sensorial.
A água-marinha também é empregada como a ametista para acalmar e consolar quando há problemas emocionais. É uma pedra de paz, alegria e felicidade, principalmente em relacionamentos. Águas-marinhas são trocadas por parceiros para suavizar o curso de suas interações, e constitui um presente adequado, potentemente mágico, para o noivo dar à noiva no dia de suas núpcias.
Ela também é empregada como amuleto protetor ao velejar ou voar sobre a água. Quando estiver fazendo as malas para uma viagem por água, seja um cruzeiro fluvial ou pelo Pacífico, ponha uma água-marinha na mala para defendê-lo das tempestades. Pescadores e marinheiros há muito utilizam esse amuleto especial contra os perigos.
Também alivia dores de dente, cura males estomacais, da garganta e da mandíbula.
Como talismã, é usada para garantir boa saúde, impedir o medo e reforçar a coragem escondida por ele, e também para ter uma mente alerta.


ALEXANDRITA


Poderes: sorte, amor
Usos mágicos:

Essa é uma gema rara e cara. Ao ser usada, a alexandrita atrai
sorte e prosperidade. Também serve para encantamentos de amor.


ALÚMEN


Energia: receptora
Planeta: Saturno
Elemento: Terra


Poder: proteção


Usos mágicos:

O alúmen foi usado no Egito como amuleto para evitar o mal, e ainda hoje tem essa aplicação no norte da África. Um pedaço de alúmen é colocado na casa, e pequenas quantidades são costuradas ou postas nos chapéus das crianças para defendê-las.


AMAZONITA


Nome vulgar: pedra das amazonas
Energia: receptora
Planeta: Urano
Elemento: Terra


Poderes: Jogos de azar, sucesso


Usos mágicos:

Esse feldspato verde-azulado é usado por jogadores para atrair sorte e dinheiro, bem como por quem esteja tentando a sorte para ser bem-sucedido.

ÂMBAR


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elementos: Fogo, Akasha
Divindade: A Grande-Mãe


Poderes: sorte, cura, força, proteção, beleza, amor


Saber e ritual mágico:

O âmbar é talvez a substância mais antiga já usada
como adorno pelo homem. Contas e pingentes desse material foram encontrados em túmulos no norte da Europa e datam de 8.000 A.E.C. (antes da era comum, o equivalente não religioso de a.C).
Não se trata de uma pedra mas de uma resina fossilizada de árvores coníferas (como a moderna pinha) do período Oligoceno. Contém freqüentemente fragmentos ou exemplares completos de insetos e plantas que caíram acidentalmente na resina viscosa há milhões de anos.
Achava-se que o âmbar tinha vida porque, ao contrário das pedras, é cálido ao toque e também possui, às vezes, em seu interior, alguns fragmentos de insetos. Os chineses antigos visualizavam as almas de tigres se transmutando em âmbar quando de suas mortes terrenas. Era sagrado para os que cultuavam a Deusa-Mãe nos tempos clássicos porque acreditava-se que continha a verdadeira essência da vida - o princípio primordial da anima.
Por ser um fóssil, o âmbar tem sido associado ao tempo, ciclos e longevidade. Da mesma forma, por já ter sido uma substância viva, relaciona-se com o Akasha. Este é o "quinto elemento", que governa e mantém coesos a Terra, o Ar, o Fogo e a Água e, de certa forma, é sua fonte inicial. O Akasha também simboliza a vida e os seres vivos (plantas, animais, seres humanos).
Em alguns antros (coven) de mulheres Wiccanas - geralmente a Suma Sacerdotisa -, usa-se colares de contas de âmbar que se alternam com outras de linhito (azeviche). Embora as explicações do uso desses materiais variem, dizem que estas duas pedras representam a Deusa e o Deus, os princípios feminino e masculino, as forças receptora e emissora da natureza e que os efeitos da magia são intensificados por elas.
O âmbar esfregado na lã ou seda torna-se carregado eletricamente. Seu nome antigo na Grécia era elektron, do qual deriva nossa palavra moderna eletricidade.
Todas essas propriedades e associações misteriosas fazem do âmbar uma das substâncias mais preciosas e comumente usadas em magia em todos os tempos e lugares da Terra.

Usos mágicos:

O âmbar, em comum com umas poucas pedras, tem sido utilizado para quase toda finalidade mágica, aparecendo em inúmeros encantamentos e rituais.
Apesar de seu alto preço, é um investimento seguro. Compre sempre de um negociante conhecido, pois muito vidro, plástico ou "âmbar reconstituído" é vendido como âmbar verdadeiro. Insista no genuíno âmbar não industrializado e esteja preparado para pagar caro.
Os colares de âmbar são a forma mais comum de sua utilização em magia. São protetores e um poderoso amuleto contra a magia negativa, e muito eficazes para defender as crianças. Milhares de pais no mundo fazem seus filhos portarem contas de âmbar para conservar a saúde. Ou coloque um pouco no quarto de dormir das crianças.
Antigamente, quando o sexo era visto como uma atividade completamente natural, ainda que sagrada, a reprodução dos órgãos sexuais era comumente usada em magia. Um falo esculpido em âmbar era carregado como um protetor mágico extremamente poderoso. Embora isso possa parecer um produto do patriarcado, tenho certeza de que imagens dos órgãos femininos existiam igualmente e eram eficazes, mas esse tipo de informação foi suprimido.
Se você achar que está sendo vítima de uma forte negatividade, acenda uma vela branca e coloque-a no chão. Sente-se de frente para ela com um punhado de contas de âmbar e use-as para criar um círculo a seu redor. Fique sentado enquanto restaura sua energia e se feche para toda e qualquer influência externa. Repita se for necessário.
Outro uso do âmbar como protetor consiste em colocar nove pequenas contas na banheira com água bem quente. Fique imerso até esfriar a água, recupere o âmbar, enxugue-se e use uma das contas até seu próximo banho.
Bruxas, mulheres sábias e xamãs usam contas de âmbar para reforçar seus encantamentos quando os fazem em cavernas, vales ou praias desertas, ou mesmo no interior de esferas de poder magicamente criadas nos quartos de
dormir. Um pedaço grande de âmbar no altar intensifica a eficácia de sua magia.
O âmbar é usado para realçar a beleza e a atração em geral. Durante a renascença acreditava-se que a roupagem de âmbar aumentava o peso corpóreo, embora não haja provas para tal alegação. Isso acontecia provavelmente porque a figura feminina rechonchuda estava na moda. O âmbar parece aumentar a beleza natural de seu usuário, atrair amigos e companheiros para os solitários e estimular a felicidade. Essa resina há muito tem sido vista como altamente sensual e magnética.
É usada para atrair o amor e aumentar o gozo de atividades agradáveis, inclusive a sexual. Pedacinhos de âmbar podem ser adicionados às misturas de ervas para atrair o amor ou serem levados perto do coração para atrair um
parceiro. A fertilidade humana foi uma preocupação constante em eras passadas e ainda o é para muitos. As mulheres se adornavam com imagens de peixes, sapos e coelhos esculpidos em âmbar para assegurar a concepção. Para combater a impotência e garantir sua fertilidade, os homens tinham figuras de leão, cachorro e dragão. Pode parecer exótico, mas tais imagens energizadas magicamente podem funcionar. Não há limites para a magia, a não ser aqueles impostos por nós mesmos.
O âmbar tem um papel importante na busca da cura de nossas doenças.
Contas de âmbar ao redor do pescoço funcionam como um guardião geral da saúde e aliviam ou curam males existentes. Já foi usado em casos de convulsões, surdez, loucura, dores de garganta, de ouvido, de cabeça, de
dentes, asma, reumatismo, problemas digestivos e quase todos os males internos. Segurar uma bola de âmbar na mão reduz a febre.
Por ser freqüentemente translúcido, ou mesmo transparente, o âmbar é utilizado ou portado para fortalecer os olhos. Olhar através de um pedaço de âmbar tem o mesmo efeito.
O pó de âmbar era queimado durante o parto para auxiliar no trabalho de parto. Posto a arder sem chama, de forma que a fumaça de pinho pudesse ser inspirada, servia para interromper a hemorragia nasal.
Os usos mágicos do âmbar são mais numerosos do que os citados acima.
É empregado para aumentar a força, o sucesso nos negócios ou para estimular o fluxo do dinheiro na direção do mago e tem um papel importante nos encantamentos de atração. Estes incluem rituais feitos para atrair amor, dinheiro, poder e sucesso. Finalmente, um pouco de âmbar em pó, adicionado a qualquer incenso, intensifica sua eficácia.


AMETISTA


Energia: receptora
Planeta: Júpiter, Netuno
Elemento: Água
Divindades: Baco, Dionísio, Diana


Poderes: sonhos, alcoolismo, cura, sensitividade, paz, amor, protege de ladrões, coragem, felicidade

Usos mágicos:

A ametista, um quartzo violeta, é uma pedra impregnada de magia antiga. É, talvez, tão popular atualmente quanto há 2.000 anos.
Colocada embaixo do travesseiro, ou usada na cama, a ametista afasta a insônia e pesadelos. Produz um sono calmo, agradável e restaurador e até mesmo sonhos proféticos. Por outro lado, evita que se durma demais.
Uma pedra espiritual, sem nenhum efeito colateral negativo nem associações com violência, raiva ou paixão, a ametista é a pedra da paz.
Quando as tensões da vida diária se acumulam em você, segure uma ametista com a mão esquerda (ou direita, se você é canhoto) e deixe que suas vibrações reconfortantes, calmantes e tranqüilas penetrem no seu ser. Melhor ainda,
tenha uma ametista tocando sua pele e você evitará estados de perturbação emocional.
A ametista acalma os medos, aumenta a esperança, anima o espírito e fomenta pensamentos de realidade espiritual em nossas vidas. Afasta a culpa e a ilusão, ajuda a abandonar vícios como o alcoolismo, refreia os abusos e concede bom senso. Acalma as tempestades emocionais e mesmo em situações de perigo potencial ela serve para ajudá-lo.
A ametista também proporciona coragem a seu usuário e é um amuleto poderoso para viajantes. Protege dos ladrões, ferimentos, doenças e perigos.
Na magia renascentista a ametista gravada com a imagem de um urso era um amuleto protetor. Nos tempos greco-romanos os anéis de bronze com ametista eram usados como amuletos contra o mal e taças esculpidas de ametista expulsavam a tristeza e o diabo de todos os que bebiam delas.
Por ser uma pedra tão espiritual, é muitas vezes usada durante a contemplação, ou posta em altares simples de meditação. Um fragmento de ametista na frente de uma vela branca, além de um incenso aceso reconfortante e de alta vibração, como o sândalo, induz a práticas meditativas.
Banhos antes da meditação podem ser uma experiência poderosa de sintonização. Enquanto toma banho, tenha uma vela violeta clara acesa, rodeada de ametistas.
A ametista também é usada para desenvolver a percepção extra-sensorial e aperfeiçoar o "sexto sentido". Alguns a colocam junto com as cartas do Tarô, as varetas ou moedas do I Ching ou com as pedras de runas para intensificar suas energias interiores. É usada, naturalmente, durante os atos divinatórios ou extra-sensoriais. Já que se trata de uma pedra da sabedoria, permite que as informações recebidas da mente sensitiva sejam usadas adequadamente.
Essa bela pedra também aguça a mente consciente, tornando o raciocínio mais rápido e realçando os poderes mentais. É usada para melhorar a memória, aliviar dores de cabeça e manter o pensamento alinhado com as
metas da vida.
Pedra do amor puro e emocional, geralmente é trocada entre amantes para reforçar o compromisso. Uma ametista em forma de coração incrustada em prata, presenteada por uma mulher a um homem garante amor entre eles.
A ametista também é uma das poucas pedras particularmente indicadas para os homens atraírem as mulheres. Nesse caso, a pedra atrai "boas mulheres" para amá-lo.
Embora seja muitas vezes considerada uma pedra da castidade, esse atributo data de séculos passados quando o amor ideal era "platônico".
Atualmente, quando o sexo é visto por um número cada vez maior de pessoas como um aspecto natural de um relacionamento saudável monogâmico, essa idéia está desaparecendo da memória popular.
A ametista é portada por aqueles que estão envolvidos em processos legais para garantir que a justiça seja feita. Também é empregada em magia para a prosperidade e há muito é vista como elemento que traz sucesso nos
negócios, talvez por ser regida por Júpiter.
Há centenas de anos, a ametista era umedecida com saliva e esfregada no rosto para retirar espinhas e pele áspera. Hoje em dia, é empregada nos encantamentos para aumentar a beleza.
Eis um encantamento com ametista no caso de estar aborrecido, ter sido abandonado por um namorado, estar terminando um relacionamento, encontrar-se tenso e com problemas mentais sérios, ou numa condição instável. Vá para um lugar ao ar livre onde possa estar só. Segure uma ametista na mão esquerda (ou direita, se canhoto). Despeje todos os seus sentimentos, emoções pelo braço, para fora da mão e para dentro da pedra.
Sinta toda a dor, a depressão, a mágoa. Envie tudo com a força de sua capacidade mágica inata para a pedra.
Quando a pedra estiver quase explodindo de negatividade, berre, lamente-se, lance um grito e atire a pedra com toda a força. Conforme sua mão larga a ametista, libere sua mágoa também. Saiba que tudo isso está na pedra, está fora de você, que agora são sentimentos estranhos a você.
Acalme-se, respire profundamente e medite durante alguns instantes.
Agradeça à Terra pela ajuda, vire-se e deixe seus problemas para trás.
A terra absorverá a mágoa, deixando a pedra livre, mas nunca mais a traga de volta para sua vida.


AMIANTO


Energia: emissora
Planeta: Marte
Elemento: Fogo


Saber e ritual mágico:

No passado, o amianto foi visto como uma pedra mágica por ser possível queimá-lo continuamente sem que fosse consumido.
Empregado para fazer pavios nos fogos perpétuos dos templos antigos da Grécia.


Usos mágicos:

É surpreendente que o amianto não passe de uma massa de cristais flexíveis perfeitamente prismáticos, geralmente uma variedade de serpentina ou crocidolita. Quando associado ao quartzo e polido, é conhecido por olho-de-tigre.
O uso irresponsável do amianto na indústria e na construção causou incontáveis doenças. Todavia, no passado, bem antes de ser mal usado, o amianto servia para proteger contra a magia negativa e o mau-olhado, que se pensava ser uma forma intencional, ou não, de ataque psíquico.
O amianto não é mais recomendado em magia.


AVENTURINA


Energia: emissora
Planeta: Mercúrio
Elemento: Ar


Poderes: poderes mentais, visão, jogos de azar, dinheiro, paz, cura, sorte


Usos mágicos:

Emprega-se a aventurina verde para reforçar a vista.
Usada em encantamentos que visam aumentar a percepção, estimular a criatividade e realçar a inteligência.
Essa pedra é empregada em magia para jogos de apostas e é um talismã popular entre os jogadores. Também serve para atrair dinheiro magicamente.
Sua cor verde nos fala de sua utilidade para acalmar emoções agitadas além de apressar as curas.
A aventurina é uma pedra de sorte em geral.

AZEVICHE


Nomes vulgares: âmbar-de-bruxa, âmbar negro, lenhito
Energia: receptora
Planeta: Saturno
Elementos: Terra, Akasha
Divindade: Cibele
Ervas associadas: lavanda, salva


Poderes: proteção, anti-pesadelos, sorte, divinação, saúde


Saber e ritual mágico:

O azeviche é madeira fossilizada com milhares de anos de idade. É uma pedra negra e vítrea. Por sua cor, é associada ao elemento Terra, mas devido a suas origens, também se relaciona com o Akasha.
Compartilha com o âmbar a propriedade de poder ser carregado eletricamente quando esfregado e, graças a essa misteriosa natureza e propriedades elétricas, é considerado uma pedra mágica há muito tempo.
Diz-se que usado continuamente no corpo absorve parte da "alma" do usuário. Embora isso seja verdadeiro com relação a várias pedras, presumia-se que o lenhito fosse duplamente poderoso. Por isso, tais pedras eram cuidadosamente guardadas, pois nas mãos erradas poderiam ser usadas para manipular seu usuário original.
Os antigos veneradores gregos de Cibele, a deusa do crescimento e das plantas, usavam o azeviche para obter seus favores. Os jardineiros modernos também o usam para fazer florir suas plantas.
Juntamente com o âmbar, com o qual está magicamente "casado", o lenhito foi encontrado em cemitérios pré-históricos. Provavelmente, era colocado ali para trazer boa sorte aos mortos ou proteger seus ossos.
As Suma Sacerdotisas Wiccanas contemporâneas, principalmente as que seguem os rituais elementares popularizados pelo falecido Gerald Gardner, muitas vezes usam colares de contas alternadas de âmbar e azeviche.
O azeviche é uma pedra maravilhosa, mas preste atenção: muito do que é
vendido como azeviche atualmente não passa de vidro negro. Compre apenas de uma fonte conhecida.


Usos mágicos:

O azeviche é receptor e por isso absorve energias, principalmente negatividade. Isso o faz uma substância protetora. Pode ser usado em forma de contas ou posto ao lado de velas brancas durante rituais de proteção. Constitui um protetor maravilhoso do lar.
As bruxas do mar e esposas dos pescadores na velha Inglaterra apreciavam-no como um potente protetor mágico. Queimavam-no dentro de casa como incenso para proteger os maridos ausentes.
Um pedacinho é algumas vezes colocado, momentaneamente, sobre o estômago de um bebê para protegê-lo. Também é um amuleto especial do viajante, usado para afastar os perigos da estrada ou em países estrangeiros.
Durante a Idade Média era gravado com imagens de besouros e usado como protetor.
Para evitar pesadelos e garantir uma boa noite de descanso use um azeviche na cama, debaixo do travesseiro ou pendure-o na cabeceira.
Ele também reforça a percepção extra-sensorial. Coloque lascas da substância numa garrafa de vidro transparente. Encha com água. Deixe-o descansar ao Sol por algumas horas até que a água esteja aquecida. Filtre o azeviche e beba o líquido logo antes de tentar contatar a mente sensitiva.
Pequeninas quantidades de azeviche em pó são adicionadas aos incensos do tipo sensitivo. Ou jogue um pouco de seu pó numa pedra de carvão incandescente, acalme a mente e leia na fumaça.
Uma divinação antiga bastante simples:

se você tem um machado grande e uma lareira ou churrasqueira, aqueça a lâmina do machado até que fique rubra. Enfeitice ou outorgue poder ao azeviche. Faça uma pergunta mentalmente ou visualize um possível acontecimento que o esteja preocupando. Quando estiver aquecida, retire a lâmina do fogo e jogue o azeviche sobre ela. Se queimar, a resposta é sim, ou as perspectivas são favoráveis. Se não, o machado e o azeviche determinaram que o oposto é
verdadeiro.
O lenhito também é empregado nos encantamentos ligados à saúde e à cura. Usado para manter o fluxo energético adequado no corpo para evitar as doenças. Pode ser combinado com velas azuis durante os fogos de cura ou queimado com lavanda e salva para promover a saúde.


AZURITA


Nomes vulgares: lapis linguis, lapis língua
Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Água


Poderes: sensitividade, sonhos, divinação, cura


Usos mágicos:

A azurita, uma bela pedra de azul profundo, há muito tem sido usada na magia para desenvolver os poderes extra-sensoriais.
Coloque a pedra sob o travesseiro para ter sonhos proféticos. Segure ou use uma azurita quando estiver adivinhando o futuro.
Eis um encantamento divinatório simples: ponha um pedaço de azurita entre duas velas num quarto escuro. Acenda-as. Segure a azurita na mão até que se torne morna, esvaziando sua mente de todos os pensamentos.
Feche os olhos e sinta as energias delicadas e lentas da azurita tocando sua mão. Abra-os, fixe a pedra até que surjam as respostas ou mensagens.
A azurita é também empregada na cura mágica.


BERILO


Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água
Divindades: Posêidon, Netuno, Tiamat, Mara Erva associada: alga marinha (qualquer tipo)


Poderes: sensitividade, cura, amor, energia, contra bisbilhotice


Saber e ritual mágico:

No século V, na Irlanda, aqueles que liam bolas de berilo eram conhecidos como specularii. O famoso cristal do doutor Dee, hoje no Museu Britânico, era um berilo e não um cristal de quartzo transparente como em geral se pensa. Os povos antigos empregavam o berilo em rituais para fazer chover.


Usos mágicos:

Outra pedra relacionada com o mar, como a água-marinha, o berilo é empregado quando se está na água para proteger-se das tempestades.
Esta pedra defende seu usuário de afogamentos e, também, do trivial enjôo do mar.
Útil para evitar o enfeitiçamento, ou o que atualmente chamamos de manipulação psíquica deliberada, como a que é praticada pelos evangélicos, alguns vendedores e políticos. Nesse sentido, também é levada para tornar seu portador inconquistável e para dominar o medo, aumentar a felicidade e o otimismo.
No século XVI, os magos a prescreviam para vencer todos os debates e discussões, ganhar compreensão, além de tornar seu usuário amigável e delicado..
O berilo, há muito, é empregado para intensificar a percepção extra-sensorial. Por isso é chamada de pedra do vidente. Bolas de berilo outrora foram consideradas superiores às de cristal de quartzo. Era também lavrado para obter espelhos redondos e achatados usados divinações. Estes, como as esferas, eram às vezes colocados num tecido
branco para se fixar o olhar enquanto a mente consciente adormecia.
De acordo com instruções antigas de magia, a leitura do cristal de berilo deveria ser feita somente durante a Lua Minguante para obter melhores resultados. Devido às associações com a energia lunar, o berilo pode ser usado
ou colocado no altar nos rituais de Lua Cheia.
Quando você tiver perdido alguma coisa, segure um berilo e visualize o objeto. Acalme sua mente e deixe que suas impressões extra-sensoriais revelem o local onde se encontra.
É outra pedra trocada entre enamorados para reforçar seu relacionamento e portada para atrair o amor.
O berilo também é útil para enviar energia física para o corpo assim como acabar com bisbilhotices. Quando estudar, use um para melhorar a retenção de informações por sua mente consciente.
No século XIII, gravava-se a imagem de um sapo no berilo e a pedra era carregada para reconciliar inimigos e atrair amizades.
Para fins de cura, o berilo foi considerado excelente para mitigar males do fígado, glândulas inchadas e doenças dos olhos.
Se está se sentindo preguiçoso, segure um berilo e deixe que suas vibrações baixas e estruturadas penetrem seu corpo.


CALCEDÔNIA


Energia: receptora
Planeta: Lua
Elemento: Água


Poderes: paz, antipesadelos, viagem, proteção, lactação, sorte


Usos mágicos:

A calcedônia, em comum com muitas outras pedras, dispersa o medo, a histeria, a depressão, a doença mental e a tristeza. Também fomenta a calma e os sentimentos pacíficos quando segurada na mão.
No século XVI, era prescrita pelos magos para acabar com ilusões e fantasias. Para esse fim, era perfurada e pendurada no pescoço.
Usada na cama ou colocada sob o travesseiro, a calcedônia afasta pesadelos, visões noturnas e medo do escuro.
Como pedra protetora, defende seu usuário em tempos de revoluções políticas e em viagens. Também é usada para afastar ataques psíquicos, magia negativa e acidentes.
Na magia renascentista, gravava-se a figura de um homem com a mão direita erguida para vencer causas judiciais, bem como ter saúde e segurança.
A pedra é útil para assegurar beleza, força, energia e sucesso em todos os empreendimentos, e na Itália as mães usam contas de calcedônia branca para aumentar a lactação.
Uma calcedônia com uma flecha gravada traz sorte ao usuário.


CALCITA


Nome vulgar: espato-da-Islândia
Energias: várias 
Planetas: vários 
Elementos: vários 


Poderes: espiritualidade, paz, amor, cura, purificação, dinheiro, proteção, energia


Usos mágicos:

A calcita, um cristal transparente, é encontrada numa grande variedade de cores, incluindo o transparente, o verde, o rosa, o laranja e o azul.
Tem uma qualidade ótica única de refração dupla. Trace uma linha com a caneta num pedaço de papel e coloque uma calcita sobre a linha. Quando olhar através da pedra a linha aparecerá dupla. Essa propriedade é responsável
por seu uso nos encantamentos para "dobrar" o poder do ritual, sendo colocada no altar ou usada durante o ritual mágico com essa finalidade.


Calcita transparente. Energia receptora. Planeta Lua. Elemento Água.
Essa pedra é usada em rituais de espiritualidade. É perfeita como foco de contemplação durante a meditação.


Calcita rosa: Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Água. Segura na mão, é calmante, centraliza e alinha. Também é empregada em rituais de amor.


Calcita azul. Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Água. A calcita azul é uma pedra de cura junto ao corpo ou colocada entre velas azuis ou violetas acesas. Durante as cerimônias de purificação, use a calcita azul.


Calcita verde. Energia receptora. Planeta Vênus. Elemento Terra. Esta pedra atrai o dinheiro e a prosperidade para o lar, principalmente quando cercada de velas verdes acesas todas as manhãs por alguns minutos.


Calcita laranja: Energia emissora. Planeta Sol. Elemento Fogo. A calcita laranja é uma pedra emissora e, segura na mão, introduz energia física no corpo.

CARVÃO


Energia: receptora
Planeta: Saturno
Elemento: Terra


Poder: dinheiro


Usos mágicos:

O carvão, material comum usado para aquecer milhares de casas, é considerado por muitos um excelente captador de dinheiro e por isso é levado no bolso junto com o dinheiro.
Especuladores da bolsa de valores de Londres geralmente levam consigo um pouco de carvão para atrair a sorte.


CELESTITA


Energia: receptora
Planetas: Vênus, Netuno
Elemento: Água


Poderes: compaixão, eloqüência, cura


Usos mágicos:

A celestita é usada para criar eloqüência e promover compaixão pela Terra e nossos semelhantes.
Serve para aliviar dores de cabeça e tensão, pois remove o estresse do corpo físico.


CITRINO


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo


Poderes: antipesadelos, proteção, sensitividade


Usos mágicos: O citrino usado à noite remove o medo, evita pesadelos e garante uma boa noite de sono.
Sendo uma forma de quartzo, também facilita a percepção extra-sensorial.


CORAL


Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elementos: Água, Akasha
Divindades: Ísis, Vênus, Grande-Mãe
Metais associados: prata, cobre


Poderes: cura, regulador da menstruação, agricultura, proteção, paz, sabedoria

Saber e ritual mágico:

O coral tem um papel importante nos ritos mágicos e religiosos nas ilhas do Pacífico. Geralmente é posto nos túmulos para proteger os mortos e os templos eram às vezes construídos com pedras de lava e coral.
No Mediterrâneo, achava-se que o coral, como o âmbar, contivesse a "essência da vida" da Deusa-Mãe, que habitava numa "árvore" de coral no oceano.
Uma crença indiana fala do oceano, que é o lar das almas humanas depois da morte, e assim, o coral é considerado um amuleto poderoso para os vivos. Também é posto no corpo dos mortos para evitar que "maus espíritos" os ocupem. Na mitologia nórdica antiga, o coral era relacionado com a divindade.
Muitos objetam seu uso em magia por não ser nem uma pedra nem uma planta, mas restos do esqueleto de uma criatura marinha. Já passamos da época em que tínhamos de sacrificar coisas vivas (nesse sentido, o coral) para
praticar a magia.
Todavia, não vejo como recolher um pedaço de coral trazido pela maré numa praia da Flórida, do Havaí ou da Itália possa causar algum dano. Retirar o coral vivo, para o comércio, é outra coisa. Você deve decidir se deseja usar
o coral comercializado em magia.

 

 

Usos mágicos:

Eu passeava numa praia do Havaí num dia quente e aromático. As águas do mar brilhavam e acariciavam delicadamente a areia granulada de coral. Para minha surpresa e alegria, um pedacinho de coral branco foi jogado a meus pés. Um pedaço com um orifício desgastado pela água. Agradeci e peguei-o, reconhecendo-o como um objeto mágico.
Antigamente, o coral vermelho era uma dádiva dos deuses. Era encontrado em qualquer praia pelo mundo afora, mas era muito comum na Itália. Os povos antigos utilizavam o coral que não tinha sido trabalhado por mãos humanas para se tornarem poderosos em magia. O coral não era polido, cortado, esculpido ou escavado. Acreditava-se que qualquer interferência com o coral poderia "matar" suas energias mágicas, pois achava-se que estava vivo (como de fato estivera). Atualmente não se pensa mais assim, mas ainda se crê que, se um pedaço de coral se rompe durante a magia por qualquer motivo, ele perdeu seu poder e é preciso obter um outro. Devolva os pedaços ao oceano.
O termo coral provém de duas palavras gregas que significam "filha do mar". As mulheres italianas costumavam usá-lo perto da virilha para regular o fluxo menstrual, aceitando a relação entre o mar, a Lua e os ciclos. O coral, geralmente vermelho, empalidecia durante o fluxo e se tornava mais brilhante depois. Pode ter sido usado para prever os períodos. Era cuidadosamente escondido dos olhos masculinos, pois se fosse visto perdia sua magia.
O coral ainda é usado em magia hoje em dia. É um amuleto protetor quando usado bem à vista. Entre outros males, defende do "mau-olhado, demônios, megeras, súcubos, íncubos e espectros". Também livra dos acidentes, atos de violência, envenenamento, roubo, possessão e esterilidade, principalmente nas mulheres.
Também é usado para efetuar mudanças internas, dissolvendo a insensatez, o nervosismo, o medo, a depressão, os pensamentos assassinos, o pânico e os pesadelos. Concede razão, prudência, coragem e sabedoria ao usuário. Posto debaixo do travesseiro, produz um sono calmo expulsando os sonhos perturbadores.
Há milhares de anos é usado em magia relacionada com crianças.
Assegura sua saúde futura quando é dado de presente. As crianças usam um pingente ou contas de coral para amenizar a dor da dentição e também existem chocalhos para defendê-las. Um pedaço de coral no quarto de dormir concede à criança uma proteção mágica.
Na Grécia e Egito antigos, o coral tinha uma utilização especial. Reduzido a pó, era misturado com as sementes ou espalhado nos campos recém semeados. As colheitas eram protegidas dos insetos e condições climáticas inclementes. Também se pendurava nas árvores frutíferas para aumentar a colheita.
Nas curas, o coral servia para indigestão, todas as dores do trato digestivo, males da vista e para estancar hemorragias. O coral vermelho alertava o usuário quanto a problemas de saúde se começasse a se descolorir.
Serve para atrair sorte para o lar. Pegue um pedaço de coral, toque com ele todas as portas, janelas e paredes caminhando num sentido horário. Depois deixe-o num local à vista para efetuar sua mágica.
Também é associado ao amor. Brincos de coral eram usados pelas mulheres na Roma antiga para atrair homens. O coral em pó estava nos incensos venusianos do século XVI. Queimavam-se velas vermelhas e cor-de-rosa cercadas de pedaços de coral para atrair o amor.
Devido às associações com o mar, o coral também é usado como protetor ao velejar ou viajar sobre a água, protegendo os barcos contra naufrágios. Também serve para proteger contra ataques de tubarão.

CORNALINA


Energia: emissora
Planeta: Sol
Elemento: Fogo


Poderes: proteção, paz, eloqüência, cura, coragem, energia sexual


Usos mágicos:

No antigo Egito, a cornalina, um tipo de calcedônia vermelha, era usada na mão para acalmar a raiva, o ciúme, a inveja e o rancor. Ainda é empregada para promover paz e harmonia e dispersar a depressão.
Favorece a coragem nos tímidos e retraídos. É excelente ao se falar em público, um dos medos comuns hoje em dia. A cornalina fortalece a voz, dá autoconfiança e eloqüência ao orador. Geralmente é pendurada no pescoço ou
incrustada num anel para essa finalidade.
Ela também neutraliza dúvidas e pensamentos negativos, e pode servir para encantamentos relacionados a esses problemas. Também confere paciência.
Tenha uma consigo para defender-se daqueles que tentam ler seus pensamentos. Na magia renascentista, era gravada com a imagem de uma espada ou de um guerreiro, e' esse amuleto mágico ficava no lar para
protegê-lo de tempestades e raios. O usuário a levava para se defender de encantamentos.
Já foi útil para evitar doenças de pele, loucura, hemorragias nasais e todas as doenças do sangue, e como um indutor geral de boa saúde.
A cornalina reforça a visão astral e, usada na cama, evita os pesadelos.
Essa pedra também estimula os impulsos sexuais.


CRISOCOLA


Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Água
Poderes: paz, sabedoria, amor


Usos mágicos:

Segurar na mão uma crisocola já foi outrora o meio de livrar-se de ilusões e medos irracionais. É uma pedra da paz e tem um efeito calmante sobre as emoções.
Ela concede o poder da discrição e sabedoria crescente ao usuário.
Sendo uma pedra verde, também é empregada nos encantamentos para atrair o amor. Eis um ritual simples: estando em seu altar de pedras, pegue uma crisocola e visualize-a atraindo o amor para você.
Coloque a pedra numa xícara pequena vermelha ou rosa, com água pela metade e acrescente três rosas vermelhas. Troque as rosas por frescas conforme murcharem. O amor surgirá em sua vida.

 

CRISOPRÁSIO


Energia: receptora
Planeta: Vênus
Elemento: Terra
Divindade: Vesta


Poderes: felicidade, sorte, sucesso, amizade, proteção, cura, dinheiro


Usos mágicos:

O crisoprásio, um tipo de calcedônia verde-maçã, é usado para exaltar as emoções e cancelar a avareza, a inveja, o egoísmo, a tensão e o estresse. Ela anima o usuário e evita pesadelos.
Uma pedra de sorte, é usada para se ter eloqüência, sucesso em novos empreendimentos e para atrair amigos.
No século XIII, o crisoprásio gravado com a imagem de um touro era um amuleto protetor. Atualmente é utilizado como um escudo geral contra a negatividade.
Seus poderes de cura incluem o reforço da visão, o alívio das dores reumáticas e para estancar hemorragias.
Tenha sempre consigo um pequeno crisoprásio para atrair dinheiro.


CRISTAL DE QUARTZO


Nomes vulgares: cristal, espelho de bruxa, pedra estelar, Íris (do efeito
prismático dos cristais de quartzo), Zaztnn (Maia)
Energias: emissora, receptora
Planetas: Sol, Lua
Elementos: Fogo, Água
Divindade: Grande-Mãe
Metais associados: prata, cobre, ouro
Ervas associadas: copal, artemísia, chicória, salva, capim-cidreira


Poderes: proteção, cura, sensitividade, lactação


Saber e ritual mágico:

O cristal de quartzo, considerado pelos povos antigos como água solidificada ou gelo, há milhares de anos têm sido usado em sistemas religiosos e xamânicos. Devido à sua ligação com a água, tem sido utilizado para fazer chover magicamente em várias partes do Pacífico, incluindo Austrália e Nova Guiné.
O quartzo foi empregado tradicionalmente nos mistérios eleusianos para produzir o fogo sagrado por meio da concentração do calor do sol utilizado para acender lascas de madeira. Digo "tradicionalmente" porque não sabemos
muito sobre esses rituais antigos e secretos.
Era bastante comum entre os índios norte-americanos nos rituais, encantamentos e nas varinhas cerimoniais com pontas de cristal de quartzo que foram encontradas no sul da Califórnia. Os xamãs iroqueses conheciam o poder dos cristais e os mantinham embrulhados em pele de veado quando não estavam em uso. De tempos em tempos eram "alimentados" com sangue de cervo. Era um elemento comum na bolsa de poder ou trouxa de medicamentos do xamã.
Os Wiccanos contemporâneos usam o quartzo, muitas vezes combinado com a prata, nos rituais da Lua Cheia. Por ser também simbólico da Deusa, a bola de cristal de quartzo pode ser vista no altar durante os rituais lunares, e
sua temperatura fria como gelo representa o mar.
Dois cristais de quartzo também são postos nos altares dos Wiccanos para representar o Deus e a Deusa, os dois poderes criadores do universo.
Alguns usam um cristal natural para representar o Deus e uma esfera para a Deusa.
Em termos xamânicos, o cristal de quartzo é o xamã e o xamã é o cristal.
Não há diferença entre os dois, e por isso é o instrumento perfeito do xamã, sendo utilizado nos rituais em todo o mundo.
No misticismo o quartzo simboliza o espírito e o intelecto dos seres humanos.


Usos mágicos:

Os cristais de quartzo atualmente são muitíssimo populares.
Seu uso na cura, para chegar aos estados alterados de consciência, e na magia, ligou-o ao espírito da Nova Era. Há muito negligenciado pelos povos na maior parte do mundo, a não ser por suas aplicações industriais, atualmente constitui um imenso empreendimento comercial.
A salva (Salvia officinalis) e a artemísia (Hierochloe odorata), duas ervas americanas para purificação e cura, são associadas aos cristais de quartzo e ao xamanismo, e constituem os correlativos da pedra. Faça uma infusão (chá) de uma (ou das duas) colocando duas colheres de sopa da erva em água quase fervente. Deixe-a esfriar e mergulhe o cristal recém adquirido ou carregado negativamente (por exemplo, uma pedra usada na remoção de alguma doença) e deixe-o ficar por pelo menos um dia inteiro. Depois, seque-o e segure-o com a mão receptora. Se sentir a pedra "limpa", está pronta para a magia. Se não, coloque-a de volta na infusão até que esta tenha funcionado.
O cristal transparente, ou "branco", é talvez o mais conhecido pelo grande público para estimular a percepção extra-sensorial. Embora a maioria das bolas de cristal vendidas hoje em dia sejam de plástico ou vidro, as de cristal de quartzo também existem a preços altíssimos.
Embora valham o que custam, os cristais não precisam ser trabalhados pela mão humana para serem efetivos na magia, nem precisam ser puros ou sem inclusões.
De fato, muitos leitores de bolas de cristal, com o poder da adivinhação, utilizavam as inclusões, véus e minúsculos prismas em seu interior para entrar em transe. Fixar o olhar em qualquer ponto do cristal induz à percepção
extra-sensorial.
Na Renascença, a maioria das "bolas de cristal" era de berilo e não cristal de quartzo transparente, embora este fosse usado em atividades mágicas. Às vezes, era parcialmente coberto com ouro puro, e repousava numa base de
marfim ou ébano, sendo empregado como um meio de contemplação para acordar a sensitividade.
Na magia européia do século XIX, a bola de cristal ficava debaixo do travesseiro para criar uma relação com o leitor, intensificando sua eficácia.
A bola de cristal pode ser exposta à luz da Lua Cheia para reforçar seus poderes. Antes da leitura, bebe-se um chá de artemísia ou chicória e esfrega-se artemísia fresca no cristal.
Prenda um cristal de quartzo numa corrente de prata, com sua ponta para baixo, e você terá criado um pêndulo. É um instrumento que conecta o braço que o segura com a mente intuitiva ou sensitiva. Embora haja vários sistemas para determinar as respostas do pêndulo quanto a seu giro, há dois bastante comuns:
Girando, seja sentido horário ou anti-horário: sim, ou condições favoráveis.
De um lado para o outro: não, desfavorável.
Girando sentido horário: sim, favorável.
Girando sentido anti-horário: não, desfavorável.
De um lado para o outro: sem resposta.
Pergunte ao cristal como tratará as perguntas e trabalhe com ele. É uma ferramenta poderosa da mente subconsciente.
No Yucatan, um tipo especial de adivinho, que é consultado para verificar o "desejo divino" e a natureza espiritual da doença, emprega-se o cristal de quartzo.
A bola primeiro é passada pela fumaça de copai derretido (uma resina colhida no México e América Central para uso religioso e na magia) para ser limpa. Além disso, ou em vez disso, o cristal é mergulhado numa tigela com rum para limpá-lo e despertar seus poderes. O adivinho, então, examina o reflexo no interior da chama de uma vela acesa para definir a natureza da doença ou do problema.
Uma ponta de cristal de quartzo levada consigo amplia a sensitividade.
Posto debaixo do travesseiro, emite impulsos psíquicos na forma de sonhos, que são a linguagem da mente consciente profunda. Também assegura um sono tranqüilo.
Pedras de cristal roladas e polidas são gravadas ou pintadas com amas e empregadas na divinação. Objetos divinatórios, como cartas de Tarô, são geralmente guardados com um quartzo.
Na Inglaterra antiga, o quartzo era conhecido como "pedra estelar", sendo empregado na magia popular. Eis um exemplo: junte nove cristais de rocha de um riacho. Ferva-os em um litro de água do mesmo riacho. Deixe o
líquido esfriar naturalmente e beba uma pequena quantidade todas as manhãs para auxiliar na cura de doenças.
Uma técnica semelhante consiste em deixar um cristal de quartzo num copo de água mineral ao Sol por um dia inteiro e depois beber o líquido para melhorar sua saúde.
Também serve para aliviar dores de cabeça. Uma pequena pedra junto da gengiva ajuda até que seja obtido o tratamento dentário adequado. Segurar uma abaixa febres.
Nas Ilhas Britânicas, esferas de cristal com cerca de 3 cm de diâmetro eram montadas em prata e usadas como amuletos contra doenças. Em sessões de cura xamânicas, bem como em tratamentos domésticos, os cristais eram
esfregados na parte doente do corpo para retirar a doença. Ao terminar, o cristal era limpo para ser utilizado novamente.
Cristais podem ser deixados no local dolorido do corpo para reequilibrar as condições físicas e suprimir bloqueios de energia que podem causar doenças.
Embora custem caro, as taças de cristal são consideradas uma pedra de "leite". Era usada por bebês ou por suas mães para aumentar a lactação e garantir a assimilação desse alimento básico.
A pedra é usada ou colocada nas casas para proteção. No século XIV, o cristal de quartzo era gravado com a imagem de um homem de armadura segurando um arco e flecha. A pedra defendia seu usuário e o local onde ele se
encontrava.
Em magia, é usado ou posto no altar como um amplificador de poder durante rituais mágicos. Varinhas de cristal, ou contendo esse mineral, eram bastante populares nessa época.
Monta-se um círculo mágico nos rituais Wiccanos com 13 cristais
(representando o ano lunar) ou 21 (13 Luas Cheias mais 8 ocasiões de cerimônias de Wicca). As pontas ficam voltadas para dentro do círculo nos rituais religiosos, meditação ou magia em geral; e com as pontas para fora, em magia defensiva ou proteção. Podem ser usados quartzos brutos ou rolados e polidos.
É possível montar um "jardim de cristais" facilmente se você possui vários deles. Encha uma gamela de madeira ou cerâmica branca com areia também branca e ponha os cristais na areia com as pontas para cima. Não há
nenhuma instrução especial, logo, siga sua imaginação.
Talvez queira traçar um pentagrama (uma estrela de cinco pontas) na areia usando um cristal e depois enfiando um em cada ponta e o último no centro. Ele confere proteção mágica.
Quem lida com o poder dos elementos pode usar cinco pedras, quatro alinhadas com as direções dos elementos e a quinta no centro, representando Akasha, ou o quinto elemento. Eles darão força à sua magia dos elementos.
Os cristais podem ser postos para formar uma espiral que servirá de ponto centralizador durante a meditação. Ela simboliza a evolução espiritual e a reencarnação.
O jardim de cristais é um local de poder, um altar de magia com pedras, um dispositivo para meditação e um guardião do lar.
Em magia por imagens feita com sal, terra ou areia molhada na praia as runas ou imagens são traçadas com a ponta de um cristal de quartzo. Enquanto desenha, envie energia do cristal para a imagem.

Quartzo azul: Energia receptora. Uma bela pedra para paz e tranqüilidade.


Quartzo verde. Energia receptora. Utilizado em trabalhos para prosperidade, dinheiro ou prover uma "vida fácil". Trazê-lo consigo estimula a criatividade.


Diamantes Herkimer. Energia emissora. São cristais miniatura biterminados e ótimos substitutos para os diamantes na magia.


Quartzo rosa: Energia receptora. É empregado para estimular o amor e "abrir o chacra do coração". Para atrair o amor, use um quartzo rosa em forma de coração. Suas aplicações mágicas incluem a promoção da paz, da felicidade
e da fidelidade nos relacionamentos já estabelecidos.


Quartzo rutilado: Energia emissora. É uma pedra de energia. Use-o durante os rituais de magia ou ponha-o no altar para intensificar a eficácia de sua magia.


Quartzo enfumaçado: Energia receptora. Melhora a disposição de ânimo.
É usado como pedra de centramento. Vence a depressão e outras emoções negativas.


Quartzo turmalinado: Energia emissora. Quartzo com cristais de turmalina negra no seu interior é freqüentemente empregado para estimular a projeção astral.

 

ver também: magia dos cristais I   magia dos cristais III   magia dos cristais IV   magia dos cristais V

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Magia dos Cristais

08.04.15

 

Untitled-1.jpg

textos retirados da obra: "Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais" - © Scott Cunningham, 1988

 

As pedras podem estar enterradas profundamente no solo ou expostas à luz do sol e das estrelas. São embaçadas ou brilhantes, compactas ou ásperas. São comuns as azuis, verdes, vermelhas e outras cores que nenhum arco-íris se atreve a mostrar. Ágatas abundantes e esmeraldas caríssimas. Turmalinas tricolores transparentes e mármore opaco. Sugilita violeta e cristal de quartzo transparente.


As pedras são dádivas da Terra. São manifestações das forças universais - do Criador,  que criaram tudo o que existe, tudo o que existiu e tudo o que potencialmente pode existir.

A Terra é uma minúscula partícula de uma vasta rede energética. Embora criado por ela, nosso planeta agora contém suas próprias vibrações.

 

Existem dois tipos básicos de energias dentro das pedras e eles contêm todas as várias vibrações delas: as que atraem o amor, repelem a negatividade e assim por diante. São as energias emissoras e receptoras.

São manifestações das formas mais puras de energias universais que criaram tudo o que existe. Possuem vários símbolos. 

 

As pedras emissoras ajudam a acabar com a doença, reforçam a mente consciente e preenchem o portador com coragem e determinação. São usadas para promover energia física, atrair a sorte e o sucesso. Na magia, podem ser usadas para acrescentar mais força ao ritual.

Essas rochas e minerais são usados de duas formas principais:

 

Para expulsar energias negativas e não desejadas ou introduzir energias num objeto ou pessoa. Uma mulher que use uma cornalina para ter coragem, por exemplo, absorve essas energias. A mesma mulher, desejando repelir a negatividade presente em seu corpo, capacitaria a pedra, pela visualização, para esse fim. Assim, em vez de introduzir energia na mulher, a pedra a levaria para longe. Claro que o segredo é a visualização.

 

As pedras emissoras contatam a mente consciente. Geralmente são densas ou pesadas, às vezes opacas, e podem ser vermelhas, laranja, amarelas, douradas ou transparentes. Também podem brilhar ou cintilar como o Sol.

 

Exemplos de pedras e minerais emissores incluem o rubi, o diamante, a lava, o topázio e a rodocrosita.

 

As pedras emissoras estão associadas ao Sol, Mercúrio, Marte, Urano e aos elementos Fogo e Ar. 

Também se relacionam às estrelas, já que estas são apenas sóis distantes.

 

As pedras receptoras são o complemento natural das emissoras. São reconfortantes, calmantes, introvertidas e magnéticas, promovendo a meditação, a espiritualidade, a sabedoria e o misticismo. Criam a paz.

 

Essas pedras promovem a comunicação entre o consciente e o inconsciente, fazendo brotar a sensitividade. Irradiam energias que atraem o amor, o dinheiro, a cura e a amizade. As pedras receptoras são bastante usadas para centramento, para estabilizar e reforçar a ligação com a Terra. Como as pedras emissoras, as receptivas também são usadas de duas maneiras principais:

 

o lápis-lazúli é usado para atrair o amor e, energizada diversamente, será capaz de absorver a depressão e criar a alegria. 

 

As pedras receptoras são encontradas numa grande variedade de cores - verde, azul, verde-azulado, violeta, cinza, prateado, cor-de-rosa, preto (ausência de cor) e branco (todas as cores combinadas). Também podem ser opalescentes ou translúcidas, e terem um orifício natural.

Exemplos de pedras receptoras incluem a pedra-da-lua, água marinha, esmeralda, olho-de-boi, quartzo rosa, turmalina rosa, kunzita, lápis-lazúli e sugilita. São ligadas à Lua, Vênus, Saturno, Netuno, Júpiter e aos elementos Terra e Água.

 

Nem todas as pedras se encaixam facilmente numa dessas categorias, mas é um bom sistema para nos ajudar a relacionar as pedras com seus poderes básicos. Algumas contêm uma mistura dessas energias, como o lápis-lazúli. Outras possuem usos que não correspondem a essa classificação simples.

 

A influência das cores nas pedras

 

Vermelho


Vermelho é a cor do sangue, do nascimento e da morte. Em muitas culturas tem sido "sagrado" ou dedicado às divindades. As pedras vermelhas são emissoras, ativas, e relacionam-se com o planeta Marte e o elemento Fogo, ambos energias agressivas.
São pedras protetoras e atuam para reforçar o corpo e a força de vontade, são empregadas para fomentar a coragem, fornecer energia física e adicionar poder aos rituais com sua presença no altar.
Antigamente, as pedras vermelhas eram antídotos para envenenamentos, serviam para conservar os pensamentos "puros" e, com sua capacidade de extrair as causas, banir a raiva e as emoções violentas. Também eram usadas para evitar o fogo e como proteção contra os raios.
Na cura, as pedras vermelhas estão intimamente ligadas ao sangue. Muitas vezes são usadas para combater a anemia, estancar hemorragias e cicatrizar feridas. Também parecem funcionar em erupções e inflamações. Talvez por sua ligação com o sangue, já tenham sido carregadas para evitar o aborto.
As pedras vermelhas podem ser energizadas, quando postas, geralmente, perto ou sobre os genitais durante a visualização, para vencer disfunções sexuais.


Cor-de-rosa


As pedras cor-de-rosa são receptoras e cheias de vibrações afetivas.
Calmantes, reconfortantes e usadas para relaxar e retirar a tensão tanto do corpo quanto da mente.
Vistas às vezes como regidas por Vênus (embora o verde seja uma cor mais venusiana), as pedras rosa são usadas para atrair o amor ou reforçar um amor já existente. Podem funcionar para aplacar problemas em relacionamentos longos.
Também são usadas para estimular o amor-próprio. Não se trata de narcisismo, mas do reconhecimento de defeitos, sua aceitação e liberação, prosseguindo com a vida. 
Elas promovem paz, felicidade, alegria e riso. Estimulam as emoções leves, ajudam a fazer amigos e encorajam a abertura para com os outros.
São ideais para serem usadas em rituais de grupos.


Laranja


As pedras laranja possuem um pouco do fogo do vermelho, mas são mais delicadas em seus efeitos.

Receptoras, muitas vezes são vistas como símbolos do Sol. Ideais para o uso em rituais protetores e os efetuados para desenvolver a Iluminação.
Essas pedras se relacionam com o poder pessoal. Com seu uso aumenta-se a capacidade de servir-se do poder, bem como de direcionar essa energia durante rituais mágicos.
São excelentes para serem usadas por indivíduos com pouca auto-estima, pois expandem a consciência do próprio valor.
As pedras laranja também atraem a sorte e, como símbolo de sucesso, são usadas durante encantamentos para assegurar um final feliz.


Amarelo


As pedras e minerais amarelos são emissoras regidas por Mercúrio e usadas em rituais que envolvam comunicação. Se você tem problemas em se expressar de maneira inteligente, tente usar uma pedra amarela. Os escritores recebem ajuda em seu trabalho e os oradores a usam para melhorar a eloqüência.
Regidas também pelo Sol, as pedras amarelas são protetoras, enquanto o elemento Ar, também um regente, nos diz que podem ser usadas para reforçar a mente consciente. São utilizadas durante a magia para realçar a capacidade de visualização.
Os encantamentos que envolvam viagem podem ser feitos com pedras amarelas, talvez segurando uma na mão emissora e visualizando a si mesmo indo para seu lugar de destino.
Quanto à saúde, são usadas para promover a digestão, regular o sistema nervoso e para problemas de pele.
Essas são pedras de movimento, troca, energia e percepção mental.


Verde


Como cor da natureza, da fertilidade, da vida, o verde freqüentemente tem sido relacionado com o vermelho na religião e na magia. Pedras dessa cor são receptoras e usadas em curas mágicas.
Colocando-as ao redor de uma vela acesa, verde ou azul, visualiza-se a pessoa doente como alguém totalmente curado e cheio de vida.
Também podem ser carregadas para proteger a saúde. As pedras verdes em especial são vistas como tonificantes dos olhos, controlam os rins, aliviam problemas estomacais e evitam dores de cabeça.
Regidas por Vênus, quando usadas durante a jardinagem, ou enterradas, promovem um crescimento exuberante das plantas. Se você tem plantas em casa, tente colocar algumas pedras energizadas na terra com essa finalidade.
Devido a esse uso, elas também eram consideradas promotoras da fertilidade e da concepção.
Sua relação com o elemento Terra levou ao uso em encantamentos que envolvam dinheiro, riqueza, prosperidade e sorte. Harmonizam, equilibram e podem ser usadas para alinhar-se com a Terra.

 

Azul

 

Azul, a cor do oceano, do sono e do crepúsculo. Regida pelo elemento Água e pelo planeta Netuno, essas são pedras receptoras e promovem a paz.
Segurar uma pedra azul, ou direcioná-la a uma luz suave, acalma as emoções.
Se você tem dificuldades para dormir, tente usar pedras azuis na cama. Também é excelente para evitar pesadelos.
As pedras azuis são carregadas ou usadas para a cura em geral, mas para reduzir a febre, remover úlceras e suas causas, eliminar inflamações. Às vezes parecem reduzir ou retirar a dor do corpo.
Se achar que necessita de uma purificação, use pedras azuis enquanto toma banho para limpar seu ser interior bem como o físico. Isso é feito com freqüência antes de rituais mágicos.


Violeta


As pedras violeta ou cor-de-anil são receptoras e espirituais. Regidas por Júpiter e Netuno, há muito são ligadas ao misticismo e purificação. Excelentes quando usadas na meditação, no trabalho psíquico ou durante qualquer ritual
com a finalidade de contatar a mente subconsciente.
Como as pedras azuis e verdes, violeta é a cor da cura e da paz. Essas pedras são usadas para manter a saúde e às vezes são dadas de presente a crianças indisciplinadas para desenvolver a obediência. Fisicamente, as pedras
violetas são usadas para aliviar problemas relativos à cabeça, como dores de cabeça, doenças mentais, concussões e problemas com cabelos. Usadas à noite, aliviam a depressão e produzem um sono restaurador.
Relacionam-se com a religião organizada, mas também com sistemas mais orientados à Terra, sendo usadas para contatar as forças superiores.


Branco


Pedras brancas são receptoras e regidas pela Lua. Como tais, estão intimamente ligadas ao sono e à sensitividade.
No passado, as pedras brancas, principalmente a calcedônia, eram usadas para desenvolver a lactação de mães com problemas para alimentar seus bebês. Nos Estados Unidos contemporâneo, são consideradas pedras da sorte, por isso são carregadas no bolso ou usadas para atrair a boa sorte.
Porque a Lua brilha à noite, suas pedras são usadas para proteção à noite, quando se caminha sozinho em lugares perigosos. Pedras vermelhas e brancaspodem ser carregadas ou usadas juntas para proteção o tempo todo. 

Para livrar-se de uma dor de cabeça, ponha uma pedra branca no bolso.

Alguns dizem que as pedras brancas, por conterem todas as cores, podem ser energizadas magicamente para atuarem como substitutas de pedras de qualquer cor. Isso é feito por meio da visualização.


Preto


As pedras pretas são receptoras e representam a Terra, a estabilidade, sendo regidas por Saturno, o planeta da limitação. Simbolizam o autocontrole, a resistência e o poder sereno.
Às vezes são consideradas protetoras, mas as pedras pretas são mais freqüentemente usadas para "aterrar" uma pessoa. Se você é frívolo, confuso ou tão ligado ao espiritual que sua vida física acaba prejudicada, use pedras pretas.
Misticamente, o preto é a cor do espaço interplanetário, da ausência da luz. Se deseja fazer um encantamento de invisibilidade mágica a fim de garantir que seus atos não sejam notados pelos outros, use uma pedra preta para isso. Faça, por exemplo, uma pequena imagem de si mesmo com argila preta e enfeite-a com pedras da mesma cor. Coloque-a numa caixa preta, ou numa feita de espelhos, e esta num lugar escuro. Isso simplesmente o esconderá daqueles que representam uma ameaça para sua vida.


Pedras multicoloridas


Pedras com várias cores, como o heliotrópio (verde e vermelho), a turmalina (várias combinações) e a opala (de todas as cores) são, obviamente, mais complexas em sua composição mágica do que aquelas de um só matiz.
Com a maioria delas, simplesmente olhe para as cores separadamente e determine seus usos pela da combinação das energias de cada uma.
As opalas são um caso especial, como todas as pedras que possuem um arco-íris ou variedade de cores.

 

Magia com pedras

 

 

Proteção


- Os cinco seixos


Vá até um rio ou corrente d'água. Fique de pé na água, de frente para a direção da correnteza, retire cinco seixos do leito do riacho. Ao fazer isso, visualize sua necessidade de proteção.
Conforme cerrar as mãos para apanhar as pedras, veja-as emitindo energias protetoras. Quanto mais duras e desgastadas pelo tempo, mais elas reforçarão seu escudo protetor.
Tenha-as sempre com você para estar protegido. Se quiser, coloque-as numa sacolinha ou tecido dobrado, ou use-as em alguma peça de joalheria.


- Atravessando o rio


Se precisar atravessar um rio perigoso ou desconhecido e quiser ter mais
segurança, fique de pé de frente para ele. Abaixe-se e pegue três seixos secos do chão. Tenha-os com você ao cruzar o rio, visualizando-se de pé na outra margem, molhado mas a salvo.
Lá chegando sem problemas, devolva-os ao chão. Está feito.


- Proteção à noite


Se sentir que o perigo está próximo quando estiver andando à noite no meio de árvores, fortifique-se pegando uma pedrinha. Segure-a em sua mão emissora e visualize-se sendo a pedra - forte, dura, protegida.


Divinação


- O poço


Numa noite tranqüila, leve uma pedra redonda e grande para um poço.
Acalme sua mente e focalize sua percepção na área de pesquisa. Lá, deixe cair a pedra. Escute o ruído da água quando a pedra afundar - nos sons da água você pode ouvir a resposta à sua pergunta. Se não, celebre novamente esse ritual e deixe que os sons falem com sua mente subconsciente.


- Preto e branco


Passe alguns minutos recolhendo pedras. Metade deve ser escura, a outra metade clara.
Coloque-as no chão à sua frente. Faça sua pergunta ou mantenha-a na mente. Feche os olhos, misture as pedras por alguns segundos e, então, com sua mão esquerda, ou receptora, retire uma. Se você pegou uma pedra escura, a resposta é sim ou há perspectivas favoráveis. Se clara, não.


Dinheiro e prosperidade


- Pedra do Ano Novo


Ao nascer do sol na manhã do Ano Novo, saia de casa e encontre a maior pedra que consiga carregar. Leve-a para sua casa e coloque-a num local bem à vista.
Se a mantiver em sua casa durante um ano, este será repleto de prosperidade. Substitua a pedra todos os anos.


Sorte


- Na cerca


Levante antes do nascer do sol na manhã do equinócio de primavera.
Encontre várias pedras e coloque-as nos mourões da cerca ao redor de sua propriedade, visualizando a si mesmo, sua casa e sua vida repletos de sorte.


Amor


- Pedra do amor


Vá a um local onde existam muitas pedras desgastadas pela água.
Procure por uma grande e achatada, enquanto se visualiza envolvendo-se com o parceiro perfeito. Desenhe com tinta vermelha dois corações entrelaçados na pedra, mantendo sua visão. Quando terminar, enterre-a num local agreste.


Poder


- Pilha do poder


Esse encantamento é ideal para ser usado em rituais ao ar livre.
Celebre-o antes de qualquer outra forma de magia com pedras.
Para conseguir poder extra durante os encantamentos, escolha 10 ou 12 pedrinhas redondas mais ou menos do mesmo tamanho. No chão onde fizer sua magia, coloque a primeira pedra e diga:
Uma pedra de poder.
Repita com cada uma, formando uma pilha triangular de pedras. Você está fazendo um cairn.
Quando colocar a última no topo da pilha, diga:
Uma pilha de poder.
Agora faça sua magia. Essas pilhas de poder parecem coletar e serem reservatórios de poder e podem ajudar em sua magia. Deixe-as permanentemente dentro de sua casa ou, se for grande, em sua propriedade,
para protegê-lo.


- Um encantamento de atração com pedras


Pegue uma pedra qualquer. Segure-a em sua mão emissora por alguns minutos enquanto visualiza sua necessidade. A imbua com sua necessidade e envolvimento emocional. Emita poder do seu corpo para a pedra. Use a visualização para vê-lo se dirigindo a ela.
Jogue a pedra em água corrente. Está pronto.


- Um encantamento de expulsão


Para se livrar de doenças, hábitos não saudáveis, sentimentos de mágoa e qualquer outra perturbação, segure uma pedra em sua mão emissora, visualize detalhadamente seu problema, qual parte sua precisa ser banida entrando na pedra. Veja o problema e suas causas abandonando-o e impregnando a pedra.
Quando não puder enviar mais energia para ela, jogue-a no fogo, atirando com ela as causas e manifestações de seu problema. Recue - a pedra pode explodir.
Se não tiver um fogo aceso, ou não quiser pedras explodindo, jogue-a no ar ou na água, livrando-se do problema que o está afetando. Acabou.

 

continua: magia dos cristais II   magia dos cristais III   magia dos cristais IV   magia dos cristais V

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Espaço sobre espiritualidades e o mundo mistico em geral

Pesquisar

Pesquisar no Blog  



Arquivo